Transportes Aéreos de Cabo Verde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de TACV)
Ir para: navegação, pesquisa
TACV Cabo Verde Airlines
IATA VR
ICAO TCV
Indicativo de chamada Caboverde
Fundada em 1958
Principais centros
de operações
Aeroporto Internacional da Praia
Programa de milhagem TACV Club
Frota 2
Destinos 8
Sede Praia, Cabo Verde
Pessoas importantes José Luís Sá Nogueira (CEO)
Sítio oficial www.flytacv.com
TACV B757 D4-CBG MUC.jpg

Transportes Aéreos de Cabo Verde (sigla: TACV), também conhecida como Cabo Verde Airlines é uma companhia aérea de voos regulares e fretados, com sua base de operações no Aeroporto Internacional da Praia. Desde novembro de 2009 a TACV é membro ativo da IATA.

Historia[editar | editar código-fonte]

É a companhia aérea de bandeira da República de Cabo Verde, empresa estatal fundada em 1958, Foi criado a partir da transformação do então «Aeroclub de Cabo Verde» numa empresa pública de transportes aéreos. Até 1984, a operação da TACV abrangia apenas as ligações domésticas para oito das nove ilhas habitadas. A ilha Brava não teve ligação aérea durante este período.

A partir de 1985, a emigração em massa de cabo-verdianos para Portugal, que se iniciou a partir da independência de Cabo Verde em 1975, criaram condições de mercado favoráveis para o início da operação internacional com a abertura da linha SalLisboa–Sal. A partir desta data, a TACV gradualmente conquistou novos mercados, composta pelas rotas domésticas, regionais e internacionais.

Em junho de 2015, a TACV abriu dois novos destinos: Recife e Providence (Estados Unidos), este ultimo em substituição a Boston.

A operação intercontinental abrange linhas regulares para Amsterdã, Lisboa, Paris, Fortaleza, Recife e Providence. A frota de longo curso é composta por apenas um avião, um Boeing 757-200ER com capacidade de 210 passageiros de registro D4-CBP.

A operação regional abrange as linhas regulares para a costa africana, para onde são realizados voos a partir da cidade da Praia para Dakar. Em junho de 2015 foi reiniciada a ligação a Bissau com voos bisemanais compartilhados com Dakar operados pela aeronave ATR-72.

Em 1 de agosto de 2017 a TACV encerrou os voos inter-ilhas[1], deixando o mesmo a cargo da Binter Cabo Verde[2] e focando apenas nos voos de longo curso, será o primeiro passo da reestruturação da empresa visando sua privatização[3]. A empresa focada apenas nos voos longos será chamada de TACV Internacional.

Frota[editar | editar código-fonte]

Com a data de julho de 2017 a frota é composta por duas aeronaves:

Avião Quantidade Registro Tipo de rotas
ATR 72-200/500/600
1
D4-CCC Regionais
Boeing 757-200
1
D4-CBP Internacionais
Total
2

Incidentes[editar | editar código-fonte]

Em 13 de maio 2015, por volta das 23 horas e 20 minutos, o Boeing 757 da TACV (matrícula D4-CBP) com 96 passageiros a bordo avariou-se no Aeroporto Internacional de Fortaleza, quando aterrava. A avaria foi um dano nos Flaps (componente da asa que apoia a estabilidade e velocidade do voo), que foi detectada pela tripulação. Os 96 passageiros tiveram que aguardar durante uma semana na capital cearense, por não haver uma outra para fazer a rota. O avião avariado, fez o voo de volta para Praia sem passageiros, para concluir a manutenção. Os passageiros só embarcaram de volta para seus destinos oito dias depois, em 21 de maio 2015.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

[1] Icelandair E SATA Compram TACV Internacional – Nova Companhia Terá Sede Na Ilha Do Sal (Em 27/07/17)

Weblinks[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre uma companhia aérea é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.