The Bold Caballero

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
The Bold Caballero
 Estados Unidos
1936 •  Magnacolor •  69 min 
Direção Wells Root
Produção Nat Levine
Roteiro Wells Root
Baseado em "The Curse of Capistrano", de Johnston McCulley
Elenco Robert Livingston
Heather Angel
Sig Rumann
Gênero ação
Distribuição Republic Pictures
Lançamento 1 de dezembro de 1936
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

The Bold Caballero (A Marca do Zorro BRA ou A Marca de Zorro POR) é um filme norte-americano de 1936, do gênero ação, dirigido por Wells Root e estrelado por Robert Livingston e Heather Angel.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Na Califórnia espanhola, no início do século XIX, Zorro, acusado pelo comandante Sebastián Golle de assassinar o Governador Palma, precisa provar sua inocência e libertar os colonos.[1]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Robert Livingston Don Diego/Zorro
Heather Angel Lady Isabella Palma
Sig Ruman Comandante Sebastián Golle
Ian Wolfe Padre
Robert Warwick Governador Palma
Emily Fitzroy Acompanhante de Lady Isabella
Charles Steves Capitão Vargas
Walter Long Guarda
Ferdinand Munier Estalajadeiro
Chris-Pin Martin Carrasco
Carlos de Valdez Alcaide

A produção[editar | editar código-fonte]

The Bold Caballero é o primeiro filme sonoro com o personagem Zorro, criado por Johnston McCulley em 1919.[1][2] Anteriormente, o herói aparecera em duas produções do cinema mudo: The Mark of Zorro (1920) e Don Q, Son of Zorro (1925).

The Bold Caballero é também uma das primeiras experiências da Republic Pictures com cores—o filme foi rodado em Magnacolor.[1] Todavia, apenas cópias em preto e branco foram preservadas.[1][2]


Idealizado pelo escritor norte-americano Johnston McCulley, a primeira aparição do lendário personagem Zorro aconteceu nas páginas da revista pulp All-Story Weekly, em 1919. Publicada em cinco edições, com o título de The Curse of Capistrano, a história acabou ganhando as telas do cinema no ano seguinte, no filme The Mark of Zorro. Em seguida, em virtude do enorme sucesso do filme, McCulley relançou a história sob o formato de um romance, que acabou recebendo o mesmo título do filme: The Mark of Zorro.

O personagem Zorro apareceu em vários seriados de faroeste da Republic Pictures: Zorro Rides Again, em 1937; Zorro's Fighting Legion, em 1939; Son of Zorro, em 1947; e Ghost of Zorro, em 1949. Além desses, o seriado Daughter of Don Q apresenta a filha de Don Quantero, um herói parecido com Zorro, o título do seriado é uma referência ao filme Don Q, Son of Zorro de 1925, estrelado por Douglas Fairbanks,[3] o filme é uma sequencia do filme The Mark of Zorro de 1920 e é levemente baseado no romance de 1909, Don Q.'s Love Story, escrito por Hesketh Hesketh-Prichard sua mãe, Kate O'Brien Ryall Prichard, o personagem do livro, Don Quebranta Huesos era uma espécie de Robin Hood espanhol,[4] Fairbanks interpreta Cesar, o filho de Don Diego Vega, personagem que ele mesmo interpretou no filme de 1920.[5] O seriado Zorro's Black Whip de 1944 foi estrelado por uma mulher, a The Black Whip interpretada por Linda Stirling e, apesar de levar o nome de Zorro no título, o personagem Zorro não aparece em nenhum momento no seriado e nem ao menos é citado. Os seriados Don Daredevil Rides Again, de 1951, e Man with the Steel Whip, de 1954, utilizaram cenas de arquivo de Zorro's Black Whip .[6]

O ator Robert Livingston também ficaria conhecido por interpretar o Lone Ranger em outra produção da Republic, o seriado The Lone Ranger Rides Again (1939) curiosamente, Lone Ranger também ficou conhecido no Brasil como Zorro, atualmente é chamado de "O Cavaleiro Solitário".[7]

Lançamento em DVD[editar | editar código-fonte]

Em 18 de março de 2008, a Mill Creek Entertainment lançou o box "Zorro: The Masked Avenger", contendo o filme The Bold Cabarello e os seriados Zorro Rides Again, Zorro's Fighting Legion, e Zorro's Black Whip.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d MARTIN, Len D., The Republic Pictures Checklist, primeira reimpressão, Jefferson: McFarland & Company, 2006 (em inglês)
  2. a b ERICKSON, Hal. «The Bold Caballero». Rovi. Consultado em 15 de setembro de 2013 
  3. Jim Harmon, Donald F. Glut (1972). The great movie serials: their sound and fury. [S.l.]: Doubleday 
  4. John Sutherland (2014). The Longman Companion to Victorian Fiction. [S.l.]: Routledge. 518 páginas. 9781317863335 
  5. Jeffrey Vance (2008). Douglas Fairbanks. [S.l.]: University of California Press. 184 páginas. 9780520256675 
  6. Stedman, Raymond William. «4.». Serials: Suspense and Drama By Installment. [S.l.]: University of Oklahoma Press. 108 páginas. ISBN 978-0-8061-0927-5 
  7. Nano Souza (8 de agosto de 2013). «Zorro e Cavaleiro Solitário - Uma Confusão à Brasileira». HQManiacs 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Rodrigues da Silva, Divino (2009). «Os Filmes de 1936 e 1937 da Republic Pictures - A História de Uma "Fábrica de Emoções" - Segunda Parte». edição de autor. Matinê (43) 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]