The Comedians

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
The Comedians
No Brasil Os Farsantes
Em Portugal Os Comediantes
 Estados Unidos ·  França
1967 •  cor •  147 min 
Direção Peter Glenville
Produção Peter Glenville
Roteiro Graham Greene
Baseado em The Comedians,
de Graham Greene
Elenco Richard Burton
Elizabeth Taylor
Alec Guinness
Gênero drama histórico
Música Laurence Rosenthal
Distribuição Metro-Goldwyn-Mayer
Lançamento 1967
Idioma inglês

The Comedians (bra: Os Farsantes[1]; prt: Os Comediantes[2]) é um filme franco-estadunidense de 1967, do gênero drama histórico, dirigido por Peter Glenville para a MGM, com roteiro de Graham Greene baseado em seu romance homônimo.

A história se passa no Haiti durante o governo ditatorial de Papa Doc Duvalier, mas as filmagens ocorreram na República do Daomé (atual Benim).

O papel de Elizabeth Taylor foi originalmente oferecido a Sophia Loren.[3]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Um navio chega a Porto Príncipe, Haiti, transportando quatro passageiros: Major H. O. Jones, um empresário britânico com um convite do governo; o casal de anciões norte-americanos Senhor e Senhora Smith que pretendem investir num complexo educacional e nutricionista vegetariano para os nativos, e o cínico hoteleiro Brown, que retorna dos Estados Unidos após fracassar em vender seu hotel que recebera de herança materna. Na chegada, o Major Jones é feito prisioneiro pelo Capitão Concasseur, brutal comandante dos Tonton Macoute, pois a autoridade com quem o negociante iria se encontrar fora deposta e aprisionada. Logo após a chegada, Brown vai para um encontro clandestino com a amante alemã Martha Pineda, esposa do embaixador uruguaio Manuel. Brown e o Senhor Smith vão visitar o major na prisão e logo depois ele é solto, descobrindo-se que oferecera armas para o novo governo de Papa Doc. Na embaixada, o hoteleiro encontra o médico Dr. Magiot e o pintor Henri Philipot, ambos haitianos e que conspiram para uma revolução armada contra o governo. Eles querem que Brown convença o major a liderar os rebeldes na guerrilha mas este avisa que o militar inglês estava em negócios com o governo do ditador. O sócio de Jones o trai e o major se torna foragido, então Brown o encontra e lhe fala sobre o plano dos rebeldes.

Premiações[editar | editar código-fonte]

Globo de Ouro[editar | editar código-fonte]

National Board of Review of Motion Pictures[editar | editar código-fonte]

Kansas City Film Critics Circle Award[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Os Farsantes». Brasil: AdoroCinema 
  2. «Os Comediantes». Portugal: CineCartaz. Consultado em 27 de março de 2020 
  3. Parish, James Robert; Mank, Gregory W.; Stanke, Don E. (1978), The Hollywood Beauties, ISBN 0-87000-412-3, New Rochelle, New York: Arlington House Publishers, p. 344 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.