The Witcher 3: Wild Hunt – Hearts of Stone

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Witcher 3: Wild Hunt
Hearts of Stone
Desenvolvedora(s) CD Projekt RED
Publicadora(s) CD Projekt
Diretor(es) Konrad Tomaszkiewicz
Escritor(es) Marcin Blacha
Mateusz Tomaszkiewicz
Paweł Sasko
Programador(es) Grzegorz Mocarski
Compositor(es) Marcin Przybyłowicz
Mikolai Stroinski
Percival
Motor REDengine 3
Plataforma(s) Microsoft Windows
PlayStation 4
Xbox One
Série The Witcher
Data(s) de lançamento 13 de outubro de 2015
Gênero(s) RPG eletrônico de ação
Modos de jogo Um jogador
Blood and Wine

The Witcher 3: Wild Hunt – Hearts of Stone é o primeiro pacote de expansão do jogo eletrônico de 2015 The Witcher 3: Wild Hunt, o qual foi lançado para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One no dia 13 de outubro de 2015. Desenvolvida pela CD Projekt RED, a expansão segue o personagem Geralt de Rívia entrando em contato com um maligno ser conhecido como "Senhor Espelho" e um imortal chamado Olgierd von Everec.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Ao checar o quadro de avisos da estalagem Sete Gatos, Geralt aceita mais um simples e rotineiro contrato de bruxo. Porém, este contrato mostra-se não ser tão singelo quanto parece, já que foi feito por Olgierd von Everec, um misterioso homem que possui o poder da imortalidade. Everec pede para Geralt derrotar um sapo gigante que está perturbando os esgotos de Oxenfurt e matando jovens donzelas inocentes em busca de um príncipe encantado, seguindo a velha história do sapo que vira príncipe. As coisas se complicam quando ele reencontra Gaunter O'Dimm, conhecido como o "Senhor Espelho", o qual havia conhecido e ajudado o bruxo no início da história principal durante sua busca por Yennefer, e realiza um pacto com o mesmo. Então, Geralt é obrigado a cumprir três complicados desejos de Olgierd von Everec, cujo passado esconde sombrios segredos. Em meio à confusão, o bruxo reencontra também Shani, uma médica e antiga amiga, que tenta ajudar Geralt em sua jornada.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Hearts of Stone recebeu críticas muito positivas dos críticos, obtendo uma nota 9/10 dos meios de comunicação IGN e GameSpot.[1][2]

Referências

  1. Ingenito, Vince. «The Witcher 3: Hearts of Stone Review». IGN. Consultado em 29 de maio de 2016. 
  2. Mahardy, Mike. «The Witcher 3: Wild Hunt - Hearts of Stone Review». GameSpot. Consultado em 29 de maio de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]