Tratado de Karlowitz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
O documento original do tratado

O Tratado de Karlowitz, assinado em 1699 em Karlovci (Karlowitz em alemão; Karlofça em turco), hoje a cidade de Sremski Karlovci, na Voivodina (Sérvia), encerrou a Guerra Austro-Otomana de 1683-1697, que resultou em derrota otomana. [1]

O tratado foi assinado em 26 de janeiro de 1699, após um congresso de dois meses de duração entre o Império Otomano, de um lado, e a Santa Liga (coalizão formada por diversas potências europeias, incluindo o Império Austríaco, a União Polaco-Lituana, a República de Veneza e o Czarado da Rússia. [2] Os otomanos cederam a maior parte da Hungria, a Transilvânia e a Eslavônia à Áustria, e a Podólia à Polônia. A maior parte da Dalmácia foi entregue a Veneza, juntamente com a Moreia (a Península do Peloponeso), que os otomanos ganharam de volta pelo Tratado de Passarowitz em 1718. [3]

O Tratado de Karlowitz marcou o início do declínio otomano na Europa Oriental e fez do Império Austríaco a potência dominante no sudeste da Europa. [3]

Referências

  1. Montagu, Lady Mary Wortley (2012). The Turkish Embassy Letters (em inglês). [S.l.]: Broadview Press, p. 23. ISBN 9781770483545 
  2. Nolan, Cathal J. (2008). Wars of the Age of Louis XIV, 1650-1715:. An Encyclopedia of Global Warfare and Civilization (em inglês). [S.l.]: ABC-CLIO, p. 231. ISBN 9780313359200 
  3. a b Agoston, Gábor (2010). Encyclopedia of the Ottoman Empire (em inglês). [S.l.]: Infobase Publishing, p. 309. ISBN 9781438110257 
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.