Turning Torso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Turning Torso
Nomes alternativos Torson ou TT
Arquiteto Santiago Calatrava
Início da construção 2001
Inauguração 2005
Função atual Residencial
Dimensões
Altura 190,4 meter
Área 27 000 m² m²
Geografia
País  Suécia
Cidade Malmö

Turning Torso é um arranha-céus localizado na cidade de Malmö, no sul da Suécia, no lado sueco do estreito de Öresund. Foi desenhado pelo famoso arquiteto Santiago Calatrava com base em uma de suas esculturas, feita em mármore, chamada "Twisting Torso".[1] O referido arquiteto também é o responsável por outras obras icônicas pelo mundo, inclusive o Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.[2]

Com efeito, o edifício faz um giro, uma torção de 90 graus, desde a planta térrea até a cobertura. Uma obra de arte e de elevada complexidade nos cálculos estruturais e na execução, ainda mais considerando que essa é uma região de ventos inclementes e temperaturas que chegam a –20 graus.[2]

A torre tem uma altura de 190 m e 54 andares. Após sua conclusão ganhou o título de "edifício mais alto da Escandinávia", sendo o segundo maior edifício residencial da Europa, atrás apenas do Triumph-Palace em Moscou com 264 m de altura.[2]

A estrutura do prédio apresenta nove grandes cubos em angulação progressiva, sendo que do solo até o 13.º andar são garagens e plantas comerciais, depois até o 52.º andar são residenciais, e nos dois últimos andares, salões de conferências. O prédio é ambientalmente correto, pois se faz o reuso da água, separa o lixo e utiliza energias renováveis com as mini-usinas de vento e sol.[2]

Croqui de Santiago Calatrava - escultura e prédio Turning Torso
Croqui de Santiago Calatrava - escultura e prédio Turning Torso

A região portuária na qual ergueu-se o Turning Torso sofreu intensa valorização em virtude deste empreendimento e também pela construção da Ponte Öresund que liga as cidades de Copenhague e Malmö. Esta ponte é mais uma das maravilhas da engenharia e se caracteriza por três trechos bem definidos: 1) um túnel submerso, quando se parte de Copenhague; 2) uma ponte estaiada elevada sobre o mar, que termina em Malmö; 3) e entre o túnel a ponte, um trecho de terra firme em uma ilha artificial formada por rochas transportadas por barcaças, areias dragadas do fundo do mar e entulhos descartados durante a construção. Assim, com seus quase 16 km, representa a maior ponte rodoferroviária do mundo, edificada ao custo de 5,7 bilhões de dólares, pago meio a meio pelos dois países beneficiados.[2]

Referências

  1. Miranda, Ulrika Junker; Anne Hallberg (2007). «Malmö». Bonniers uppslagsbok (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag. p. 607. 1143 páginas. ISBN 91-0-011462-6 
  2. a b c d e Venturi, Jacir (19 de julho de 2017). «Edifício Turning Torso e Ponte Öresund». Consultado em 19 de julho de 2017 

Imagens[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Turning Torso