Gravuras Rupestres de Tanum

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Pix.gif Gravuras Rupestres de Tanum *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Tanumshede 2005 rock carvings 5.jpg
País Suécia
Critérios C (i) (iii) (iv)
Referência 557 en fr es
Coordenadas Tanum, Suécia
Histórico de inscrição
Inscrição 1994  (18.ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.

Tanumshede é uma cidade do condado da Västra Götaland, na Suécia, sede da municipalidade de Tanum, onde se encontra uma alta concentração de petroglifos, declarados Patrimônio Mundial pela UNESCO. Existem cerca de 3 mil petroglifos na região, distribuídos em cinco áreas ao longo de um trecho 25 km que na Idade do Bronze era um litoral de fiordes. [1]

O povo escandinavo na Idade do Bronze (c. 1800 a 600 a.C.) era hábil no trabalho em madeira e nas viagens por mar, e longos barcos estão representados nas gravuras, bem como carroças, caçadores, agricultores e outras cenas. O maior dos painéis é chamado de Vitlyckehäll, descoberto em 1972 por Age Nilsen, que estava no local instalando explosivos para construção.

As gravuras têm sido atacadas pela poluição e, para espanto dos arqueólogos, algumas tiveram seus traços reforçados com tinta vermelha para poderem ser melhor visualizados pelos turistas.

Referências gerais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Langer, Johnni (2013). «O Conto de Völsi: Aspectos do Paganismo na Era Viking». Revista Relegens Thréskeia (2). p. 108. ISSN 2317-3688. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Gravuras Rupestres de Tanum

Galeria[editar | editar código-fonte]