A King in New York

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Um Rei em Nova Iorque)
Ir para: navegação, pesquisa
A King in New York
Um Rei em Nova Iorque (PT)
Um Rei em Nova York (BR)
 Reino Unido
1957 •  preto e branco •  110 min 
Direção Charles Chaplin
Produção Charles Chaplin
Roteiro Charles Chaplin
Elenco Charles Chaplin
Dawn Addams
Maxine Audley
Jerry Desmonde
Oliver Johnston
Michael Chaplin
Género comédia
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

A King in New York (no Brasil, Um Rei em Nova York/em Portugal, Um Rei em Nova Iorque), é um filme de comédia de 1957 escrito, produzido, dirigido e protagonizado por Charles Chaplin. Este é o último filme seu em que é protagonista, mas não o último em que aparece. Em 1967 ele faz uma pequena ponta em seu último filme, A Countess from Hong Kong, como havia feito em A Woman of Paris. Este é o primeiro filme de Chaplin de produção britânica e a ser feito após ter sido expulso dos EUA em 1952. Apesar do filme se passar em Nova York, suas filmagens foram feitas em Londres. O filme não foi exibido nos EUA até 1973.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Igor Shahdov (Charles Chaplin), rei de um país chamado Estróvia, acabara de escapar de uma revolução sangrenta e tem como destino a cidade de Nova York. Lá encontra o seu Embaixador Jaume (Oliver Johnston) e a imprensa que queriam saber sobre os seus planos para revolucionar a vida moderna. Shahdov chegou achando que o seu dinheiro e seus bens estavam já seguros em seu nome mas, no dia seguinte foi descoberto que eles foram roubados antes de ele ter chegado à Nova York pelo seu próprio Primeiro Ministro Voudel (Jerry Desmonde).

Mais tarde, Shahdov conhece uma moça chamada Ann Kay (Dawn Addams) que simplesmente o convence a ir a um grande jantar que ocorreria em sua homenagem. Shahdov acaba indo mais por causa de Ann mas, o que ele nem sabe é que ela é uma especialista em publicidade e que o lugar aonde ele iria jantar seria um cenário para um programa de televisão, ou seja, o jantar seria só uma desculpa para ele poder aparecer publicamente e ao vivo. Ao voltar do jantar, Shahdov descobre pelo seu Embaixador (que tinha visto ele na televisão recitando Hamlet) sobre todo o plano.

Na semana seguinte, ainda enfurecido com o que tinha acontecido, Shahdov passou a ser incomodado com ligações de várias empresas comerciais o chamando para fazer propagandas de seus produtos na TV. Inicialmente, Shahdov recusa todas as oportunidades, só dando importância para a grande reunião da comissão atômica mas, depois vendo que cada dia estava mais sem condições, ele resolve aceitar as propostas, podendo ganhar dinheiro para se recuperar.

Convidado para visitar uma Escola Progressista, Shahdov acaba conhecendo Rupert Macabee (Michael Chaplin). Um menino de 10 anos e de expressão dura e inteligente, que se finge ter altas morais em relação a todos os tipos de governo. Rupert e Shahdov que de começo tiveram uma conversa boa e amigável, terminam discutindo por ambos terem opiniões e pensamentos distintos. Mas mesmo Rupert ter dito que detesta todos os tipos de governo, os seus pais são comunistas e que acabaram sendo presos. Com isso, Shahdov passa a ser suspeito também de ser comunista, pelo simples fato dele ter acolhido Rupert após ele ter fugido da escola por conta de algumas autoridades que queriam interrogá-lo sobre os amigos de seus pais. Sendo assim, Shahdov vai parar na justiça para ser interrogado mas a sua entrada é sem sucesso, pois com o seu dedo preso na boca de uma mangueira, ele acaba molhando toda a comissão e quase inundando a sala.

Após esclarecer tudo, Shahdov decide voltar para o seu país mas antes disso, entra em um acordo com Rupert dizendo que quando ele poder, ele voltará para visitá-lo ou ele com seus pais poderiam ir a Estróvia para fazer uma visita. Além disso, Shahdov é comunicado pela Rainha (Maxine Audley) que ela desistira do divórcio, o qual, inicialmente, os dois estavam prestes a fazê-lo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o
  • Chaplin concluiu o filme em apenas 12 semanas, o que é um tempo recorde em toda a sua carreira.
  • O filme foi bem recebido na Europa e teve boas críticas mas poucas. Já nos EUA, o filme não foi lançado na época pelo país achar que aquilo seria uma espécie de "acerto de contas".
  • Antes de tirar o rei do papel, Chaplin, inicialmente, pensou em retornar o Vagabundo (em um corpo de um velho) e depois Henri Verdoux de Monsieur Verdoux para este filme.
  • A personagem Ann Kay, inicialmente seria para a atriz Kay Kendall, mas como na época ela acabou ficando muito doente, o papel foi dado para Dawn Addams.
  • Chaplin teria chamado várias crianças para fazer o teste do personagem Rupert Macabee. Vendo que nenhuma chegara ao resultado desejado, Chaplin acabou escolhendo de última hora o seu filho Michael. Chaplin queria que Michael usasse o nome John Bolton como nome artístico, mas ele preferiu ficar como Michael Chaplin.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]