Vila de Prado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Portugal Portugal Vila de Prado 
  Freguesia  
Ponte de Prado, sobre o Cávado
Ponte de Prado, sobre o Cávado
Localização
Vila de Prado está localizado em: Portugal Continental
Vila de Prado
Localização de Vila de Prado em Portugal
Coordenadas 41° 35' 58" N 8° 28' 09" O
Município VVD.png Vila Verde
História
Fundação 1260 (foral)
Administração
Tipo Junta de freguesia
Características geográficas
Área total 5,60 km²
População total (2021) 4 481 hab.
Densidade 800,2 hab./km²
Código postal 4730
Outras informações
Orago Santa Maria

Vila de Prado é uma freguesia portuguesa do município de Vila Verde, junto ao Rio Cávado, com 5,60 km² de área e 4481 habitantes (2021).[1] A sua densidade populacional é de 800,2 hab/km².

A freguesia designava-se anteriormente Prado (Santa Maria), adoptando a designação actual aquando da sua elevação ao estatuto de vila, em 1991.[2]

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Vila de Prado [3]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
1570 1843 1777 1878 1937 1777 2153 2532 2755 2850 2988 3646 4019 4381 4472
2021
4481

História[editar | editar código-fonte]

As origens desta vila remonta ao período medieval quando um pequeno povoado começa a se constituir na margem Norte do rio Cávado junto as imediações da Ponte do Prado, elo de ligação entre a cidade de Braga e as restantes localidades da região Norte de Portugal, entre elas Ponte de Lima[4].

Tendo sido a sede do antigo conselho do Prado, sua importância regional torna-se reconhecida quando em 1260 recebe foral de Afonso III, que buscava reorganizar o país após o fim da guerra civil que o colocou face à face contra seu irmão e quarto rei da primeira dinastia portuguesa, Sancho II. Em 1510, o nome da Vila do Prado volta a surgir na documentação régia, desta vez sendo referido no foral manuelino dirigido ao município vizinho de Pico de Regalados, que abrange a vila.

Em 1846, o povo de Prado participou de maneira muita ativa na revolução da Maria da Fonte ao ponto de atacar um quartel em Braga, depois de queimar os arquivos do Paço do concelho de Prado.

No mesma dia (15 de abril) os povos de Prado, depois de queimarem o arquivo da administração do seu concelho, capitaneados por outro padre, avançaram a Braga e atacaram de surpresa os quartéis do regimento 8... Foram, porém, repelidos e perseguidas até ao rio Cávado, deixando bastantes mortos e feridas...
 
Maria da Fonte de Camilo Castelo Branco.

Por outra fonte sabemos que os mortos não faziam parte dos revoltosos, no seio deles só houve um rapaz ferido.[5]

Em 1855, o concelho de Prado deixa de existir para integrar o novo concelho de Vila Verde[6].

Antigo senhorio e couto do Prado[editar | editar código-fonte]

Nos séculos XV-XVIII a vila era senhorio dos senhores, depois Condes do Prado (1525) e ainda Marqueses das Minas (1670), cujas armas podem ser vistas por exemplo numa pedra armilar na Ponte de Prado. Até ao início do século XIX Vila de Prado era ainda cabeça do couto de Prado. Era constituído pelas seguintes freguesias:

Em 1801 este couto tinha 5989 habitantes.

Antigo concelho de Prado[editar | editar código-fonte]

Com a extinção dos coutos passou a concelho, extinto em 1855. Era este constituído pelas freguesias de:

Em 1849 este concelho tinha 12.147 habitantes. Aquando da sua extinção, as suas freguesias foram anexadas aos municípios de Vila Verde, Barcelos e Braga.

Património[editar | editar código-fonte]

Patrimóno industrial com as antigas instalações da Empresa Cerâmica do Minho

Lugares[editar | editar código-fonte]

  • Barreiro, Barreiras, Bom Sucesso, Bouça, Calçada, Caldas, Campo, Carvalhal, Carvalhinhos, Corga, Correcas, Carregainho, Carregosa, Eidos, Estrada, Faial, Feira, Fonte, Fontinha, Forca, Francelos, Fuselha, Igreja, Loureiro, Lousa, Murta, Negreiro, Outeiro, Pentieiros, Poço, Ponte, Pontido, Portelo, Rainho, Ramalha, Ribeira, Rua Direita, Santo António, São Bento, São Gonçalo, Santiago, São Sebastião, Souto, Vila e Vilar.

Referências

  1. «Resultados preliminares». Informação no separador "Freguesia". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 1 de setembro de 2021 
  2. Assembleia da República. «Lei n.º 97/91, de 16 de Agosto (Elevação da povoação de Prado (Santa Maria) à categoria de vila)» (PDF). Diário da República eletrónico. Consultado em 30 de Setembro de 2020 
  3. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  4. Direção-Geral do Património Cultural. «Ponte do Prado, sobre o Cávado» 
  5. O Miguelismo em Braga (II), Armando Malheiro da Silva, Braga , 1992, Revista Bracara Augusta, Memórias de Domingos José de Araújo, Miguelista de Braga
  6. Direção-Geral do Património Cultural. «Pelourinho do Prado» 
Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.