Vitrúvio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Vitrúvio
Nome nativo Marcus Vitruvius Pollio
Nascimento 80 a.C.
Roma
Morte 15 a.C. (65 anos)
Cidadania Roma Antiga
Ocupação arquiteto, engenheiro civil, escritor, engenheiro militar, militar, engenheiro

Marcos Vitrúvio Polião (em latim, Marcus Vitruvius Pollio) foi um arquiteto romano que viveu no século I a.C. e deixou como legado a obra "De Architectura" (10 volumes, aprox. 27 a 16 a.C.), único tratado europeu do período grego-romano que chegou aos nossos dias e serviu de fonte de inspiração a diversos textos sobre Arquitetura e Urbanismo, Hidráulica, Engenharia, desde o Renascimento.

Os seus padrões de proporções e os seus princípios conceituais - "utilitas" (utilidade), "venustas" (beleza) e "firmitas" (solidez) -, inauguraram a base da Arquitetura clássica.[1]

"De Architectura"[editar | editar código-fonte]

Ilustração para a obra "De Architectura".

Em nossos dias existem cerca de 80 manuscritos conhecidos sobre o "De Architectura", porém, pouquíssimos apresentam as ilustrações originais executadas pelo próprio Vitrúvio. Mesmo quando estas estão presentes, restam dúvidas quanto à sua fidelidade relativamente às originais.[2]

Alguns autores pretendem que Vitrúvio caiu no esquecimento durante a Idade Média. Essa crença é refutada por outros como falaciosa, uma vez que Vitrúvio é citado por vários autores medievais, inclusive do período carolíngio, na Alta Idade Média.[3]

Ilustração de um mecanismo para captação de água para a obra "De Architectura".

A principal evidência dessa influência no período são as plantas de igrejas, traçadas segundo muitos princípios descritos pelo autor. Embora nunca tenha descrito especificamente igrejas, os arquitetos medievais inspiraram-se nas anotações que deixou sobre templos e basílicas.[4]

Não se pode omitir que, a falta de formação académica dos arquitetos à época - era um ofício aprendido pela prática com mestres-de-obras experientes -, foi decisiva para o alegado "esquecimento" da obra do autor. A par desse motivo, argumenta-se ainda que, com a eclosão do gótico, o autor teria deixado de ser uma referência, uma vez que a sua obra não apresenta indicações ou referências ao emprego de abóbadas de cruzaria ou arcos apontados, a característica mais marcante da arquitetura do gótico.[5]

No início da Idade Moderna Poggio Bracciolini (1380-1459) descobriu as obras completas de quinze diferentes autores clássicos greco-romanos, nomeadamente o tratado "De Architectura" de Vitrúvio, na biblioteca da abadia beneditina de Saint-Gall. Essa descoberta lançou as bases humanistas da Arquitetura do Renascimento.[6]

Em 2014 foi encontrado, nos arredores de Tarquina, Itália, o tratado "De Sbragus modus abitando est", sobre a utilização de “sbragar" para ambientes pequenos, antiga palavra de origem latina cujo significado ainda esta sendo pesquisado.[7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Vitrúvio

Referências

  1. De Arch. Livro 1, prefácio. seção 2
  2. Yann Le Bohec "O Exército Imperial Roman" Routledge, pg 49 2000 ISBN 0-415-22295-8
  3. História do antigo Norte de África: os conflitos e batalhas da Humanidade, antigo Norte de África até à conquista romana, última avaliada 10/09/2011. Http://miltiade.pagesperso-orange.fr/GB/Ancient_North_Africa.htm
  4. Pais, E. Ricerche sulla storia e sul diritto publico di Roma (Roma, 1916).
  5. Vitruvius Pollio http://www.encyclopedia.com/topic/Vitruvius.aspx
  6. Niccolò Marcello Venuti Descrição das primeiras descobertas da cidade antiga de Heraclea, encontrado perto de Portici A Country Palace Pertencentes ao Rei das Duas Sicílias, publicado por R. Baldwin, traduzido por Wickes Skurray, 1750. p62 [2]
  7. Flavius ​​Vegetius Renatus As instituições militares dos romanos traduzidas do latim pelo tenente John Clarke, texto escrito em 390 aC. Tradução britânica publicada em 1767. direitos reservados expiraram, http://www.digitalattic.org/home/war/vegetius/