Voulez-Vous

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Voulez-Vous
Álbum de estúdio de ABBA
Lançamento 23 de Abril de 1979
Gravação Março de 1978 - Março de 1979
Gênero(s) Discoteca; (música)
Duração 41:33
Gravadora(s) Polar Records; Universal Music
Produção Benny Andersson e Björn Ulvaeus
Cronologia de ABBA
The Album
(1977)
Super Trouper
(1980)
Singles de Voulez Vous
  1. "Chiquitita"
    Lançamento: 16 de janeiro de 1979
  2. "Does Your Mother Know"
    Lançamento: Abril de 1979
  3. "Voulez Vous"
    Lançamento: Julho de 1979
  4. "Angeleyes"
    Lançamento: 6 de julho de 1979
  5. "As Good as New"
    Lançamento: Outubro de 1979
  6. "I Have a Dream"
    Lançamento: Dezembro de 1979

Voulez-Vous (pronuncia-se [vule vu]; francês para "Você quer?") é o sexto álbum de estúdio do grupo sueco ABBA. Lançado em 23 de abril de 1979, rendeu cinco singles sucessos, sobretudo na Grã-Bretanha: "Chiquitita", "Does Your Mother Know", "I Have a Dream" e o duplo "Voulez-Vous"/ "Angeleyes". Na faixa-título o grupo explora a música disco, que na época estava no auge.

Tornou-se o primeiro de sua discografia a ser gravado, principalmente, no Polar Studios, em Estocolmo, e o único a incluir uma gravação de estúdio feita fora da Suécia: a faixa de apoio instrumental de "Voulez Vous" foi parcialmente gravada no Criteria Studios, em Miami, Flórida, nos Estados Unidos.

O lançamento no formato CD ocorreu em 1984. Desde então, foi remasterizado digitalmente e reeditado quatro vezes; primeiro em 1997, depois em 2001 e em 2005 como parte da caixa The Complete Studio Recordings, e novamente em 2010 para o a versão deluxe, que incluía faixas bônus e um DVD com videoclipes, entrevistas e apresentações.

Comercialmente, liderou as paradas em vários países e ficou entre os cinco álbuns mais vendidos do ano na Grã-Bretanha.

Antecedentes e produção[editar | editar código-fonte]

No início de 1978, o ABBA estava no auge de seu sucesso e acabara de finalizar a promoção de The Album e seu equivalente cinematográfico, ABBA: The Movie.[1] Os pensamentos voltaram-se para o que seria o sucessor, que planejavam lançar a tempo do Natal.[1] As sessões, no entanto, estavam passando por dificuldades, depois de iniciarem-se em 13 de março de 1978, com a faixa inédita "Dr Claus von Hamlet", várias composições e demos haviam sido rejeitadas.[1] De fato, depois de seis meses, apenas duas músicas acabariam no álbum finalizado: "The King Has Lost His Crown" e "Lovers (Live a Little Longer)") que foram concluídas nesse período.[1]

Nessa época, o grupo acabara de abrir o seu próprio estúdio de gravação, o Polar Studios, em Estocolmo, que estava entre os mais modernos do mundo, e seria onde gravariam todos os seus discos.[1] Duas músicas foram gravadas: "Lovelight" e "Dream World".[1] No entanto, nenhuma delas entraria para a lista de faixas final, a primeira seria usada como lado B do single "Chiquitita", enquanto "Dream World" permaneceria inédita até 1994, quando a caixa com 4 CDs, Thank You For The Music, chegou as lojas.[2][3] Outras faixas começaram, mas posteriormente foram descartadas, incluindo "Just a Notion", que mais tarde foi incluída em Voyage, de 2021.[4]

Em setembro de 1978, o ABBA já estava ausente das paradas de sucessos por alguns meses, e nesse contexto, uma música das sessões de gravação, "Summer Night City", foi lançada como single.[5] Insatisfeitos por ter sido lançada sem estar finalizada, os membros Benny Andersson e Björn Ulvaeus lamentaram sua performance nas tabelas, quando ela atingiu um pico mais baixo do que os antecessores.[5] A música não teve lançamento nos Estados Unidos,[5] e no Reino Unido, que eles consideravam seu mercado mais importante, findou uma sequência de sucessos na primeira colocação, ao atingir apenas o pico de número cinco - seu menor em três anos.[5] Uma versão finalizada, no entanto, ainda estava planejada para o próximo álbum, mas nunca foi concebida.[5]

As tensões cresciam dentro do grupo devido à baixa produtividade do período, como comentou a integrante Agnetha Fältskog: "Eu posso dizer pelo olhar nos olhos de Björn, quando ele chega em casa, como foi o dia de trabalho. Muitas vezes os meninos ficam trabalhando por dez horas sem conseguir criar uma única nota".[1] Em entrevista, Andersson revelou: "As perspectivas não são boas. Está pior do que nunca... Não temos ideia de quando terminaremos".[1] Tornou-se óbvio que não seria concluído até o final do ano e o prazo foi estendido para 1979.[1] No final de 1978,possíveis brigas internas tornaram-se amplamente conhecidas, quando foi anunciado que o casal Ulvaeus e Faltskog iria se divorciar.[1] Em vez de significar o fim do grupo, no entanto, isso aliviou muitas das tensões entre os dois e, no final de 1978, o trabalho de repente decolou.[1]

Em outubro, duas faixas foram concluídas: "Angeleyes" e "If It Wasn't for the Nights". Embora vista como um arquétipo das canções do ABBA, a primeira delas foi considerada datada por Andersson, que a definiu como "uma volta aos anos sessenta".[1] A segunda, no entanto, apresentava uma vibe totalmente contemporânea, sendo bastante orientada para a música disco e considerada a mais forte que havia sido gravada.[1] A intenção era não apenas ser o próximo single, mas também a que apresentariam no Music for UNICEF Concert, em janeiro de 1979.[1] Esse plano foi alterado quando uma música ainda melhor surgiu em dezembro.[1] Com o título original de "In the Arms of Rosalita", "Chiquitita" foi a escolhida pela banda.[1] Embora um pouco mais schlager em estilo, Andersson a considerou como a melhor de suas novas músicas, apesar da sensação de que estava muito fora de moda, ao compará-la com as canções dos demais artistas que apresentavam-se naquela noite.[1] "Foi muito estranho, mas sentimos que era a melhor música que tínhamos e é por isso que a escolhemos, por mais errada que possa ter sido", disse ele.[1] No início de 1979, "Chiquitita" tornou-se um dos maiores sucessos do ABBA em todo o mundo, alcançando o primeiro lugar em muitos países, perdendo o topo apenas por "Heart of Glass", do Blondie, no Reino Unido.[6]

Criteria Studios, em Miami.

No final de janeiro, Andersson e Ulvaeus deixaram a Suécia e alugaram um apartamento nas Bahamas, onde sentiram que poderiam se inspirar ouvindo música americana e experimentando uma vibração totalmente diferente da conservadora Estocolmo.[1] Duas músicas surgiram dessa época; "Voulez-Vous" e "Kisses of Fire".[1] Animados com a primeira, eles foram ao Criteria Studios, em Miami, para gravar a faixa de apoio com a banda disco Foxy - a única vez que gravaram uma música fora da Suécia.[7] Ao retornar à Suécia, outra faixa, "Does Your Mother Know", foi gravada - uma música que seria o próximo single, e também o único lançamento mainstream a apresentar Ulvaeus nos vocais.[8] O single não se tornaria um sucesso mundial como "Chiquitita", mas foi o lançamento de maior sucesso do álbum nos EUA.[8]

No final de março, as duas últimas faixas foram finalizadas; "As Good as New" e "I Have a Dream" (este último apresentando um coral infantil local da Escola Internacional de Estocolmo).[9][10]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

No final de abril, Voulez-Vous, estava finalmente pronto para lançamento e para enfatizar a mudança para um som disco, a foto da capa foi tirada na discoteca Alexandra's Disco, em Estocolmo.[11] O lançamento ocorreu em 23 de abril de 1979 e, nos meses seguintes, o ABBA lançou vários outros singles para promovê-lo.[1] A faixa-título foi lançada como um lado A duplo com "Angeleyes", enquanto "I Have a Dream" foi lançada tardiamente em dezembro de 1979, após sua recente turnê mundial.[1] Uma faixa gravada em agosto de 1979 (quatro meses após o lançamento do álbum), "Gimme! Gimme! Gimme! (A Man After Midnight)", foi lançada como single em outubro e mais tarde foi incluída como faixa bônus em versões de CD de Voulez-Vous.[1]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
AllMusic 3.5 de 5 estrelas.[12]
BBC (positive)[13]
Blender 5 de 5 estrelas.[14]
The Encyclopedia of Popular Music 3 de 5 estrelas.[15]
Record Mirror 4 de 5 estrelas.[16]
The Rolling Stone Album Guide 3 de 5 estrelas.[17]
Smash Hits 6/10[18]
Uncut 4 de 5 estrelas.[19]

As resenhas dos críticos de música foram, em maioria, favoráveis. Bruce Eder, do site estadunidense AllMusic, o avaliou com três estrelas e meia de cinco e observou que "cerca de metade de Voulez-Vous mostra a forte influência dos Bee Gees em sua era disco de megahit", mas que também "tinha algumas baladas suaves e líricas no estilo Europop" que, segundo ele, soam como "música folclórica popular durante meados dos anos 60".[12]

Sean Egan, da BBC, fez uma crítica favorável na qual ele escreveu que o álbum "fez Agnetha, Benny, Björn e Anni-Frid colocarem seus sapatos de dança para juntarem-se à mania disco dominante" e também que o as baladas presentes "são capazes de se igualar a uma bolsa de ar em uma discoteca que, de outra forma, ficaria suadas e embrutecidas".[13]

Desempenho comercial[editar | editar código-fonte]

Voulez-Vous liderou as paradas em toda a Europa (incluindo o Reino Unido, onde entrou nas paradas em primeiro lugar e permaneceu lá por um mês),[20] e foi um sucesso no Top 10 em países como: Canadá,[21] Nova Zelândia[22] e Austrália.[23] Nos Estados Unidos, tornou-se o terceiro do grupo a chegar ao top 20 (chegando ao número 19).[24]

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as faixas escritas e compostas por Benny Andersson and Björn Ulvaeus[25]

Lado A
N.º Título Duração
1. "As Good as New"   3:22
2. "Voulez-Vous"   5:09
3. "I Have a Dream"   4:44
4. "Angeleyes"   4:20
5. "The King Has Lost His Crown"   3:30
Lado B
N.º Título Duração
1. "Does Your Mother Know"   3:13
2. "If It Wasn't for the Nights"   5:13
3. "Chiquitita"   5:26
4. "Lovers (Live a Little Longer)"   3:28
5. "Kisses of Fire"   3:16
Duração total:
41:43

Tabelas[editar | editar código-fonte]

Certificações e vendas[editar | editar código-fonte]

Região Certificação Vendas
Alemanha (BVMI)[48] Platina 500,000^
Austrália (ARIA)[49] 2× Platina 200,000[49]
Bélgica (BEA)[50] 2× Platina 20,000*
Canadá (Music Canada)[51] 2× Platina 200,000^
Dinamarca (IFPI Dinamarca)[52] Ouro 10,000^
Espanha (PROMUSICAE)[53] Ouro 50,000^
Estados Unidos (RIAA)[54] Ouro 500,000^
Finlândia (IFPI Finlândia)[55] Platina 82,340[55]
Hong Kong (IFPI Hong Kong Group)[56] Ouro 10,000*
Japão (RIAJ)[31] 623,000[31]
Malásia[57] 10,000[57]
Países Baixos (NVPI)[58] Platina 100,000^
Nova Zelândia (RMNZ)[59] Platina 15,000^
Reino Unido (BPI)[60] Platina 300,000
Suécia (GLF)[61] 289,925[61]
Taiwan[62] 2,500[62]

*números de vendas baseados somente na certificação
^distribuições baseadas apenas na certificação

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w Palm, Carl Magnus (6 de maio de 2011). «Liner notes, part 1». www.carlmagnuspalm.com. Consultado em 14 de fevereiro de 2017. Cópia arquivada em 5 de abril de 2016 
  2. «Thank You For The Music - The Making Of A Box Set, part 1 (of 8)». www.carlmagnuspalm.com. Consultado em 2 de maio de 2021. Arquivado do original em 26 de dezembro de 2016 
  3. «Thank You For The Music - The Making Of A Box Set, part 2 (of 8)». www.carlmagnuspalm.com. Consultado em 2 de maio de 2021. Arquivado do original em 5 de março de 2016 
  4. White, Jack (5 de setembro de 2021). «ABBA heading for first Official UK Top 10 singles in 40 years with I Still Have Faith In You and Don't Shut Me Down». Official Charts Company. Consultado em 6 de setembro de 2021. Cópia arquivada em 5 de setembro de 2021 
  5. a b c d e Palm, Carl Magnus (28 de outubro de 2009). Bright Lights, Dark Shadows: The Real Story of ABBA (em inglês). [S.l.]: Omnibus Press. p. 576. ISBN 978-0-85712-057-1 
  6. «Official Singles Chart Top 75: 04 February 1979 – 10 February 1979». Official Charts Company. Consultado em 14 de fevereiro de 2017 
  7. Cole, Ian (23 de fevereiro de 2020). ABBA: Song by Song (em inglês). [S.l.]: Fonthill Media. 106 páginas 
  8. a b Tobler, John (2012). Abba - Uncensored on the Record (em inglês). [S.l.]: Coda Books Ltd. p. 65. ISBN 978-1-908538-23-9 
  9. Palm, Carl Magnus (6 de maio de 2011). «Liner notes, part 2». Consultado em 14 de fevereiro de 2017. Cópia arquivada em 5 de abril de 2016 
  10. Publications, Wise (16 de novembro de 2011). Legendary Piano Songs: ABBA (em inglês). [S.l.]: Wise Publications. p. 85. ISBN 978-1-78323-737-1 
  11. Cole, Ian (23 de fevereiro de 2020). ABBA: Song by Song (em inglês). [S.l.]: Fonthill Media. p. 22 
  12. a b Eder, Bruce. «ABBA – Voulez-Vous». AllMusic. Consultado em 11 de janeiro de 2012 
  13. a b Egan, Sean (31 de maio de 2010). «ABBA Voulez-Vous – Deluxe Edition Review». BBC Online. Consultado em 11 de janeiro de 2012 
  14. Wolk, Douglas (21 de dezembro de 2004). «ABBA: Voulez-Vous». Blender. Consultado em 1 de agosto de 2021. Arquivado do original em 7 de agosto de 2007 
  15. Larkin, Colin (2007). The Encyclopedia of Popular Music 5th Concise ed. United Kingdom: Omnibus Press. p. 31. ISBN 978-1-84609-856-7 
  16. James, Parade (12 de maio de 1979). «Abba: Voulez-Vous». Record Mirror. 26 (9). p. 15 
  17. Berger, Arion (2004). «ABBA». In: Brackett, Nathan; Hoard, Christian. The New Rolling Stone Album Guide 4th ed. [S.l.]: Simon & Schuster. pp. 1–2. ISBN 0-7432-0169-8 
  18. Starr, Red. «Albums». Smash Hits (31 May – 13 June 1979). p. 25 
  19. Roberts, Chris (julho de 2010). «Uncut Review». Uncut (158) 
  20. a b {{{artist}}} | Artist | Official Charts (em inglês). UK Albums Chart.
  21. a b «Top RPM Albums: Issue 6833a». RPM. Library and Archives Canada. Consultado em 21 de agosto de 2022 
  22. a b «ABBA – Voulez-Vous» (em inglês). Charts.nz. Hung Medien.
  23. a b Kent, David (1993). Australian Chart Book 1970-1992. St Ives, N.S.W.: Australian Chart Book. ISBN 0-646-11917-6 
  24. a b «Voulez-Vous – Awards». AllMusic. Cópia arquivada em 12 de setembro de 2012 
  25. «Voulez-Vous». Polar Music International. Consultado em 16 de fevereiro de 2014 – via Abbasite.com 
  26. «ABBA - Voulez-Vous» (em alemão). Austriancharts.at. Hung Medien.
  27. «ABBA – Voulez-Vous» (em holandês). Dutchcharts.nl. Hung Medien.
  28. Pennanen, Timo (2006). Sisältää hitin - levyt ja esittäjät Suomen musiikkilistoilla vuodesta 1972 (em finlandês) 1st ed. Helsinki: Tammi. ISBN 978-9-5112-1053-5 
  29. «Le Détail des Albums de chaque Artiste». InfoDisc (em francês). Select "ABBA" from the artist drop-down menu. Consultado em 16 de fevereiro de 2014. Arquivado do original em 7 de maio de 2013 
  30. «Offiziellecharts.de – ABBA – Voulez-Vous» (em alemão). GfK Entertainment.
  31. a b c d Oricon Album Chart Book: Complete Edition 1970-2005. Roppongi, Tokyo: Oricon Entertainment. 2006. ISBN 4-87131-077-9 
  32. «ABBA – Voulez-Vous» (em norueguês) Norwegiancharts.com. Hung Medien.
  33. «ABBA – Voulez-Vous» (em inglês). Swedishcharts.com. Hung Medien.
  34. «CHART: CLUK Update 12.06.2010 (wk22)». Zobbel.de. Consultado em 16 de fevereiro de 2014 
  35. «ABBA – Voulez-Vous» (em holandês). Ultratop.be. Hung Medien.
  36. «2022 25-os savaitės klausomiausi (Top 100)» (em lituano). AGATA. 27 de junho de 2022. Consultado em 4 de julho de 2022 
  37. «Jahreshitparade 1979» (em alemão). Austriancharts.at. Hung Medien. Consultado em 7 de março de 2013 
  38. «1979 Top 100 Albums». RPM. 32 (13). Library and Archives Canada. 22 de dezembro de 1979. Consultado em 7 de março de 2013. Cópia arquivada em 24 de fevereiro de 2014 
  39. «Jaaroverzichten – Album 1979». Dutchcharts.nl. Consultado em 4 de março de 2021 
  40. «Les Albums (CD) de 1979». InfoDisc (em francês). Consultado em 16 de fevereiro de 2014. Arquivado do original em 21 de fevereiro de 2014 
  41. «Top 100 Album-Jahrescharts 1979». Offiziellecharts.de (em alemão). GfK Entertainment charts. Consultado em 14 de junho de 2020 
  42. «1979年アルバム年間ヒットチャート» [Japanese Year-End Albums Chart 1979] (em japonês). Oricon. Consultado em 1 de março de 2013 – via Entamedata.web.fc2.com 
  43. «Top Selling Albums of 1979». Nztop40.co.nz. Cópia arquivada em 11 de maio de 2015 
  44. «Chart Archive – 1970s Albums». Everyhit.com. Consultado em 8 de março de 2013. Arquivado do original em 6 de outubro de 2009 
  45. «Top 100 Albums». RPM. 34 (6). Library and Archives Canada. 20 de dezembro de 1980. Consultado em 7 de março de 2013. Cópia arquivada em 24 de fevereiro de 2014 
  46. «Jaaroverzichten – Album 1980». Dutchcharts.nl. Consultado em 4 de março de 2021 
  47. «Top 100 Album-Jahrescharts 1980». Offiziellecharts.de (em alemão). GfK Entertainment charts. Consultado em 14 de junho de 2020 
  48. «Gold-/Platin-Datenbank (ABBA; 'Voulez Vous')» (em alemão). Bundesverband Musikindustrie. Consultado em 20 de agosto de 2022 
  49. a b «International Briefs – Australia» (PDF). Billboard. 24 de maio de 1980. p. 72. Consultado em 20 de julho de 2019 
  50. «Ultratop − Goud en Platina - 2022» (em inglês). Ultratop & Hung Medien / hitparade.ch. Consultado em 20 de agosto de 2022 
  51. «Certificações (Canadá) (álbum) – ABBA – Voulez-Vous» (em inglês). Music Canada. Consultado em 20 de agosto de 2022 
  52. «Certificações (Dinamarca) (álbum) – ABBA – Voulez-Vous» (em dinamarquês). Federação Internacional da Indústria Fonográfica (Dinamarca). Consultado em 20 de agosto de 2022 
  53. Salaverri, Fernando (setembro de 2005). Sólo éxitos: año a año, 1959–2002 (em espanhol) 1st ed. Spain: Fundación Autor-SGAE. ISBN 84-8048-639-2 
  54. «Certificações (Estados Unidos) (álbum) – ABBA – Voulez-Vous» (em inglês). Recording Industry Association of America. Consultado em 20 de agosto de 2022  Se necessário, clique em Advanced, depois clique em Format, e seleccione Album, e clique em SEARCH.
  55. a b «Ulkomaiset kulta- ja platinalevyt -ABBA». Federação Internacional da Indústria Fonográfica. Consultado em 20 de agosto de 2022 
  56. «IFPIHK Gold Disc Award − 1980». Federação Internacional da Indústria Fonográfica (Hong Kong). Consultado em 20 de agosto de 2022 
  57. a b Leo, Christie (8 de setembro de 1979). «ABBA: The World > Malaysia». Billboard. 91 (36). p. ABBA-18. ISSN 0006-2510 
  58. «Certificações (Países Baixos) (álbum) – ABBA – Voulez Vous» (em neerlandês). Nederlandse Vereniging van Producenten en Importeurs van beeld- en geluidsdragers. Consultado em 20 de agosto de 2022 
  59. «The Official New Zealand Music Chart – 07 October 1979». Nztop40.co.nz. Cópia arquivada em 1 de março de 2016 
  60. «Certificações (Reino Unido) (álbum) – ABBA – Voulez-Vous». British Phonographic Industry. Consultado em 20 de agosto de 2022  Selecione álbums no campo formato. Digite Voulez-Vous no campo "Search BPI Awards" .
  61. a b Schulman, Leif (8 de setembro de 1979). «ABBA the World > Sweden». Billboard. p. ABBA-38. ISSN 0006-2510 
  62. a b Baker, Glen (8 de setembro de 1979). «ABBA: The World > Taiwan». Billboard. 91 (36). p. ABBA-38. ISSN 0006-2510