Yevgeniy Lovchev

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Yevgeniy Lovchev
Yevgeniy Lovchev
Informações pessoais
Nome completo Yevgeniy Serafimovich Lovchev
Data de nasc. 29 de janeiro de 1949
Local de nasc. Vladimir, União Soviética
Nacionalidade União das Repúblicas Socialistas Soviéticas soviético
Informações profissionais
Posição Defensor
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1969–1978
1979–1980
1980
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas Spartak Moscou
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas Dínamo Moscou
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas Krylia Sovetov Kuybyshev
Seleção nacional
1969–1977 Flag of the Soviet Union.svg União Soviética 52 (1)

Yevgeniy Serafimovich Lovchev - em russo, Евгений Серафимович Ловчев (Kryukovo, 29 de janeiro de 1949) é um ex-futebolista russo, atuava como zagueiro.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Teve uma carreira de apenas onze anos, nove deles dedicados ao Spartak Moscou. Na equipe da capital, foi campeão soviético no ano de seu debute, 1969. Em 1972, foi considerado o melhor jogador da URSS, tendo no ano seguinte participado do amistoso de despedida de Garrincha, no Maracanã.

Em 1979, foi jogar no arqui-rival Dínamo Moscou, encerrando a carreira no ano seguinte no Krylya Sovetov Kuybyshev. Na temporada de despedida, marcou incríveis 13 gols em 22 jogos, ótimo número para um zagueiro que marcara 13 vezes em 249 partidas pelo Spartak.

Seleção[editar | editar código-fonte]

Sua primeira convocação para a Seleção Soviética veio já em 1969, tendo figurado na Copa do Mundo de 1970. Curiosamente, tornou-se o primeiro jogador a receber um cartão amarelo (os cartões foram introduzidos no futebol nesta Copa), aos 34 minutos do primeiro tempo do jogo inaugural do torneio, entre a URSS e os anfitriões mexicanos. O árbitro, o alemão-ocidental Kurt Tschenscher, o puniu por falta em Javier Valdivia.[2][3]

Lovchev jogaria também as Olimpíadas de 1972, onde recebeu a medalha de bronze. Seu último jogo pelo país foi em 1977, nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 1978, para a qual a URSS não se classificou. No total, faria 58 partidas pela seleção, marcando um gol.

Pós-Carreira[editar | editar código-fonte]

Em 1999, assumiu a presidência do Spartak Moscou.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. www.rusteam.permian.ru, Кашинцев Александр |. «Ловчев Евгений Серафимович. Сборная России по футболу». www.rusteam.permian.ru. Consultado em 11 de setembro de 2018 
  2. "O mundial, jogo a jogo", Max Gehringer, Especial Placar: A Saga da Jules Rimet fascículo 9 - 1970 México, maio de 2006, Editora Abril, pág. 26
  3. «Elenco URSS 1970». Consultado em 16 de julho de 2016