Aconcágua

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aconcágua
Aconcágua visto da base da montanha.
Aconcágua está localizado em: Argentina
Aconcágua
Localização do Aconcágua, Argentina
Coordenadas 32° 39' 11" S 70° 0' 43" O
Altitude 6962 m (22841 pés)
Proeminência 6962 m
Listas Sete cumes
Ponto mais alto de um país
Ultra
Localização Mendoza,  Argentina
Cordilheira Andes
Primeira ascensão 1897 por Matthias Zurbriggen
Rota mais fácil Rota Noroeste

O monte Aconcágua (Sentinela de Pedra), com 6.960,8[1] [2] metros de altitude, é simultaneamente o ponto mais alto da América e de todo o Hemisfério Sul e o mais alto fora da Ásia. Fica localizado nos Andes argentinos, muito próximo da cidade de Mendoza, no Parque Provincial Aconcágua, cuja entrada fica próxima ao povoado de Puente del Inca.

Acesso[editar | editar código-fonte]

Possui três vias de acesso: a normal, o Glaciar dos Polacos e a Parede Sul. A mais frequentada é a rota normal ou noroeste, que apresenta menos obstáculos técnicos - mesmo assim, não é recomendada para aventureiros não aclimatados ou não experientes.[carece de fontes?] As outras duas requerem escalada em gelo e rocha. A sua silhueta árida, os cumes gelados, o deserto de um lado e o oceano do outro mostram a magnitude e a magia da natureza.

Por ser a montanha mais alta da América[1] desafia todos os anos montanhistas de todo mundo a escalá-la. Existem alguns locais para acampamentos para quem deseja realizar a subida da montanha: Confluência a 3368 m de altitude, Plaza de Mulas 4370 m – que é o acampamento base –, Nido de Condores a 5560 m e Berlim a 5926 m.

Apesar de sua altitude, o Aconcágua não é uma montanha difícil de ser escalada do ponto de vista técnico, pois para atingir o seu cume pela rota normal não é necessário que o montanhista realize escaladas técnicas. Porém, a subida pela face sul do Aconcágua é considerada uma das mais perigosas do mundo.[carece de fontes?] Para superar blocos de gelo do tamanho de edifícios são necessários bom conhecimento técnico e enorme capacidade física.

O desafio que a montanha apresenta é um teste de resistência física pois o montanhista tem que superar o frio e a falta de oxigênio comum às grandes altitudes. O Aconcágua foi escalado pela primeira vez pelo suíço Mathias Zürbriggen em 1897[3] .

Em 2002, Rodrigo Raineri e Vitor Negrete formaram a única dupla brasileira a escalar a Face Sul do Aconcágua,[4] bem como a Rota Noroeste em pleno inverno, em 2004. Em 24 de dezembro de 2013, Tyler Armstrong, um menino norte-americano de nove anos, alcançou o monte Aconcágua[5] .

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Maximo Kausch (10/02/2011). As 110 montanhas de 6000 nos Andes AltaMontanha.com. Visitado em 09/06/2014.
  2. Monte Aconcágua tem nova altura oficial Paraná-Online
  3. Mathias Zürbriggen, o conquistador do Aconcágua AltaMontanha.com (13/04/2011). Visitado em 09/06/2014.
  4. Brasileiro morre após atingir topo do Everest Folha (20/05/2006). Visitado em 27/04/2015.
  5. Menino de nove anos "conquista" pico na Argentina.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Aconcágua