Alquerque

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alquerque
Alquerque na sua posição inicial.
Nº de jogadores 2
Tempo de jogo 01 minuto
Influência da sorte Nenhuma
Habilidades Estratégia
BoardGameGeek Alquerqueno BoardGameGeek
 · Portal Jogos

Alquerque (também conhecido como Qirkat) é um jogo de tabuleiro de estratégia que supõe-se que tenha sido originado no Oriente Médio. É considerado o pai do jogo de Damas e do Fanorona.

História[editar | editar código-fonte]

Uma ilustração do jogo no Libro de los Juegos.

O jogo não aparece na literatura até o final do século X, quando o autor Abu al-Faraj al-Isfahani mencionou o Qirkat em sua obra de 24 volumes, Kitab al-Aghani (lit. Livro das Canções). Esta obra, entretanto, não fez nenhuma menção das regras do jogo.

No Board and Table Games from Many Civilizations, R. C. Bell escreve que "quando os mouros invadiram a Espanha levaram El-quirkat com eles".[1] As regras são incluídas no Libro de los Juegos (lit. Livro dos Jogos), encomendado por Afonso X de Leão e Castela, no século XIII.

Colonizadores espanhóis no Novo México introduziram uma variante para quatro jogadores do Alquerque para os Zuni.

Regras[editar | editar código-fonte]

Um tabuleiro de Alquerque vazio.

Antes de começar, cada jogador coloca as suas doze peças nas duas fileiras mais próximas a eles e os dois espaços mais à direita da linha central. O jogo é jogado em turnos, com um jogador com as peças brancas e outro com as peças negras.

  • Uma peça pode ser movida a partir do seu ponto, a qualquer ponto adjacente enquanto o ponto estiver vazio;
  • Uma peça pode saltar sobre uma peça adversária e removê-la do jogo, se essa peça adversária é adjacente e o ponto além dela está vazio;
  • Vários saltos de captura são permitidos e, de fato obrigatórios se possíveis;
  • Se uma captura é possível, deve ser feita, ou então a peça é removida.

O objetivo do jogo é eliminar peças do adversário.

Regras adicionais[editar | editar código-fonte]

R.C. Bell desenvolveu regras adicionais, afirmando que aquelas dadas por Afonso X "não são suficientes para jogar-se o jogo".[1] Estas regras extras são:

  • Uma peça não pode se mover para trás (por exemplo, uma peça no meio de um tabuleiro vazio teria cinco movimentos disponíveis);
  • Nenhuma peça pode retornar a um ponto que já havia ocupado;
  • Quando uma peça atingir a fileira de trás do adversário só pode mover-se para capturar as peças opostas.
  • O jogo é ganho quando:
  1. O adversário perdeu todas as suas peças
  2. Nenhuma das peças do adversário é capaz de mover-se

Bell também inclui um sistema de pontuação para avaliar as partidas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Bell, R. C.. Board and Table Games from Many Civilizations, volume 1. New York CityDover Publications, 1979. 47–48 p. ISBN 0-486-23855-5

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alquerque