Alter Bridge

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alter Bridge
Myles and Mark (Alter Bridge).jpg
Informação geral
Origem Orlando, Flórida
País  Estados Unidos
Gênero(s) Metal alternativo[1] , hard rock[2] , Post-grunge[1] , heavy metal[1]
Período em atividade 2004 – atualmente
Gravadora(s) Wind-Up (2004-2006)
Universal Republic (2007-presente)
Afiliação(ões) Creed, The Mayfield Four
Página oficial www.AlterBridge.com
Integrantes Myles Kennedy
Mark Tremonti
Scott Phillips
Brian Marshall

Alter Bridge é um supergrupo de metal alternativo[1] /post-grunge[1] dos Estados Unidos, formado em 2004 a partir da pausa da banda Creed. O nome faz referência a uma ponte na cidade natal do líder/guitarrista, Mark Tremonti, lugar que era sempre proibido de ir por sua mãe, fazendo alusão então a ir além dos limites impostos, tomar um outro rumo.

Os até então integrantes do Creed Mark Tremonti (guitarrista) e Scott Phillips (baterista) juntaram-se a seu antigo companheiro, o baixista Brian Marshall, e com Myles Kennedy, ex-vocalista do The Mayfield Four para formar o Alter Bridge.

História[editar | editar código-fonte]

Formação[editar | editar código-fonte]

Com a pausa do Creed em 2004, Mark Tremonti e Scott Phillips resolveram criar um projeto que, segundo Tremonti "era algo que ansiava não apenas profissionalmente, mas também pessoalmente. Algo mais voltado ao rock & roll" ou seja, algo mais introspectivo, com mais sentimento, mas sem perder o peso e a melodia. Os dois passaram a tocar a dois sempre que tinham tempo. "Nós começamos a perceber que partilhávamos a mesma visão, e com isso, ficamos ansiosos de voltar aos palcos" - disse Tremonti.

Chamaram então seu amigo Brian Marshall, que saiu do Creed após sérias desavenças com o vocalista Scott Stapp. A essa altura, Marshall trabalhava como produtor no seu estúdio caseiro, mas aceitou prontamente a proposta. "Quando recebi a ligação de Mark, consegui perceber, pelo seu tom de voz, que o Alter Bridge era um projeto acerca do qual ele estava realmente empolgado" - conta Marshall.

Falta então uma voz para dar mais força às canções, chamaram então o ex-vocalista do Mayfield Four, Myles Kennedy. Tremonti conhecia Myles de uma turnê do Creed em 1998, na qual tocaram com a antiga banda de Myles. Estava completa então a formação do novo projeto idealizado principalmente por Tremonti.

One Day Remains: 2004–2006[editar | editar código-fonte]

Seu primeiro álbum foi gravado na mesma gravadora do Creed e também a do projeto solo de Scott Stapp, a Wind-Up Records. O álbum foi intitulado One Day Remains e foi lançado mundialmente no dia 10 de agosto de 2004.

Podem-se perceber nas canções algumas inevitáveis lembranças do Creed, mas isso é esperado, já que Tremonti participava ativamente da composição das canções do Creed e compôs este álbum praticamente sozinho, tendo a ajuda de Myles em algumas canções.

Começaram com o single "Open Your Eyes" de 2004, que se mostra a canção mais voltada à divulgação do álbum, mas nem por isso é de pouca qualidade. Lançaram o single "Broken Wings" em 2005. Uma das faixas especiais do álbum é a canção intitulada "In Loving Memory", de autoria de Tremonti, que foi feita em homenagem à sua mãe que faleceu devido a um câncer.

Blackbird: 2007–2009[editar | editar código-fonte]

O grupo lançou o seu segundo álbum de estúdio em 8 de outubro de 2007, intitulado Blackbird. Estreou na 37ª posição no UK Albums Chart, e na 2ª posição no UK Rock Albums Chart. Nos Estados Unidos, o disco estreou na 13ª posição na Billboard 200 e na 4ª posição na Billboard Rock Album, com vendas superiores a 47 mil cópias na primeira semana.[3]

Nota-se nesse álbum uma pequena mudança do no som feito pela banda, no instrumental, que ganhou mais peso. Ela se distancia mais ainda no que refere a semelhanças com o Creed, mas sem perder o som bem mais melódico e bem arranjado que o diferencia da antiga banda da maioria seus membros.

AB III: 2010–2012[editar | editar código-fonte]

A nova página do MySpace para o DVD ao vivo foi criada. Mais tarde foi revelado pelo diretor Dan Catullo que quatro versões do DVD será lançado, o primeiro dos quais foi lançado em 4 de agosto, e foi um único disco versão vendida exclusivamente em locais durante a turnê do Alter Bridge. O vocalista Myles Kennedy emitiu um pedido de desculpas aos fãs pelo atraso na sua página do MySpace e do site oficial da banda.

No início de 2010, a banda entrou em estúdio para começar a fase de pré-produção do terceiro álbum. O disco, intitulado AB III, foi gravado entre fevereiro e abril de 2010, em Miami. O álbum conta com 14 faixas inéditas da banda e foi lançado no dia 11 de outubro.

Fortress: 2013-presente[editar | editar código-fonte]

No ano de 2013 o grupo esteve novamente em estúdio para a gravação do quarto álbum da carreira, intitulado Fortress. O disco, contendo 12 faixas, teve seu lançamento no dia 8 de outubro na América do Norte, e no dia 30 de setembro no restante do mundo.

Myles Kennedy, vocalista da banda.

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Álbum ao vivo[editar | editar código-fonte]

Singles[editar | editar código-fonte]

Ano Canção Posições nas paradas Álbum
Hot 100 Main Rock Mod Rock UK Rock
2004 "Open Your Eyes" 123 2 24 One Day Remains
2005 "Find the Real" 7
"Broken Wings" 29
2007 "Rise Today" 3 32 3 Blackbird
2008 "Ties That Bind" 3
"Watch Over You" 19
"Before Tomorrow Comes" 29
2013 "Addicted To Pain" Fortress

Trilhas sonoras[editar | editar código-fonte]

Ano Título Álbum
2005 "Save Me" Elektra: The Album
"Shed My Skin" Fantastic 4: The Album
2008 "Rise Today" Terminator: The Sarah Connor Chronicles
2011 "Isolation" Dirt 3

Referências

  1. a b c d e Alter Bridge Biography AMG
  2. Alter Bridge Tickets
  3. Jonathan Cohen, "Kid Rock Rolls To No. 1 Album Chart Debut", Billboard.com, 17 de outubro de 2007.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]