America, America

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
America, America
América, América (PT)
Terra de um sonho distante (BR)
 Estados Unidos
1963 • p&b • 174 min 
Direção Elia Kazan
Roteiro Elia Kazan
Elenco Stathis Giallelis
Frank Wolff
Elena Karam
Lou Antonio
John Marley
Género drama
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

America, America (br: Terra de um sonho distante / pt: América, América) é um filme estadunidense de 1963, do gênero drama, escrito, dirigido e produzido por Elia Kazan. A fotografia é de Haskell Wexler.

O filme é um retrato dos imigrantes no final do século XIX. Kazan baseou o argumento nos acontecimentos vividos por um tio, resultando num espectáculo impressionante, imponente e comovente, que uma montagem mais curta teria tornado mais eficaz.

Entre os filmes que dirigiu, era considerado o preferido de Elia Kazan.

Teve um elenco formado quase que exclusivamente por atores desconhecidos.

Também é conhecido pelo título The Anatolian Smile.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O grego Giallelis está farto da opressão turca e sonha em imigrar para a América, mas o sonho não é muito fácil de realizar. Finalmente ele consegue, mas o país para onde vai torna-se um pesadelo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Stathis Giallelis .... Stavros Topouzoglou
  • Frank Wolff .... Vartan Damadian
  • Elena Karam .... Vasso Topouzoglou
  • Lou Antonio .... Abdul
  • John Marley .... Garabet
  • Estelle Hemsley .... avó Topouzoglou
  • Katharine Balfour .... Sophia Kebabian
  • Harry Davis .... Isaac Topouzoglou
  • Gregory Rozakis .... Hohannes Gardashian
  • Salem Ludwig .... Odysseus Topouzoglou
  • Paul Mann .... Aleko Sinnikoglou
  • Linda Marsh .... Thomna Sinnikoglou
  • Joanna Frank .... Vartuhi

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar 1964 (EUA)

Globo de Ouro 1964 (EUA)

  • Venceu nas categorias de melhor diretor e melhor ator estreante (Stathis Giallelis).
  • Indicado nas categorias de melhor filme - drama, melhor filme que promova o entendimento, melhor ator - drama (Stathis Giallelis), melhor ator coadjuvante (Paul Mann e Gregory Rozakis) e melhor atriz coadjuvante (Linda Marsh).

Premios Sant Jordi 1965 (Espanha)

  • Venceu na categoria de melhor filme estrangeiro.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]