Anexo:Lista de jogos eletrônicos banidos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este anexo ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Essa é uma lista com jogos eletrônicos que foram banidos. Alguns jogos foram relançados ou modificados para serem lançados nos territórios.

Alemanha[editar | editar código-fonte]

Arábia Saudita[editar | editar código-fonte]

Austrália[editar | editar código-fonte]

Brasil[editar | editar código-fonte]

  1. Blood (Banido por impacto de alta violência)
  2. Carmageddon (Banido por impacto de alta violência)
  3. Doom (Banido por impacto de alta violência)
  4. Duke Nukem 3D (Banido por impacto de alta violência)
  5. EverQuest (Banido por moralidade corrompedora de menores)
  6. Mortal Kombat (Banido por impacto de alta violência)
  7. Requiem: Avenging Angel (Banido por impacto de alta violência)
  8. Postal (Banido por impacto de alta violência)
  9. Bully Scholarship Edition teve seu banimento revogado.

China[editar | editar código-fonte]

Coréia do Sul[editar | editar código-fonte]

Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

  • The Guy Game (Banido por acusação de pornografia infantil)

Irlanda[editar | editar código-fonte]

Japão[editar | editar código-fonte]

México[editar | editar código-fonte]

Nova Zelândia[editar | editar código-fonte]

Singapura[editar | editar código-fonte]

  • Mass Effect (Banido por causa do encontro lésbico entre uma humana e uma extraterrestre, o banimento foi depois revogado)
  • The Darkness (Banido por violência excessiva)