Atypidae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaAtypidae
Espécie americana de Atypidae.

Espécie americana de Atypidae.
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Arachnida
Ordem: Araneae
Família: Atypidae
Thorell, 1870
Diversidade
3 géneros, 43 espécies
Distribuição geográfica
Distribution.atypidae.1.png
Géneros
Tubo de seda de Sphodros.

Atypidae é uma família de aranhas migalomorfas conhecidas por tarántulas atípidas. A sua distribuição natural atinge a máxima biodiversidade na Eurásia estando ausentes da América do Sul, Austrália e regiões polares.[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

As espécies desta família escavam um buraco no solo, com 10 a 50 cm de profundidade, cujo interior revestem com um tubo de seda. Sobre o terreno, o tubo estende-se por cerca de 5 a 12 cm, recoberto com a areia e detritos como forma de camuflagem, o que o torna difícil de detectar. Se um insecto se aproxima do tubo, a aranha deixa o buraco subterrâneo e ataca a partir do interiordo tubo, perfurando-o com as quelíceras com as quais injeta veneno.Quando a presa fia paralisada é arrastada par o interior da toca e aí consumida.

Estas aranhas são difíceis de localizar dada a sua reclusão sob o solo e a boa camuflagem das armadilhas tubulares que constroem. O período em que é mais fácil encontrá-las é o outono, quando os machos deixam os seus buracos para encontrar fêmeas para acasalamento. Tendem a viver em colónias, pelo que quando um espécime é encontrado é indicador de que podem existir mais na vizinhança.

O acasalamento ocorre dentro do tubo e o casal fica junto durante vários meses, mas, eventualmente, o macho morre e é comido pela fêmea. As fêmeas normalmente vivem cerca de oito anos. Os juvenis levam um ano para atingir o tamanho adulto e quatro anos para atingir a maturidade sexual.

Géneros[editar | editar código-fonte]

A família compreende 3 géneros:

Desta família apenas a espécie Atypus affinis ocorre na Península Ibérica, com pouco mais de 1 centímetro de comprimento.

Notas

  1. Kraus, O. & H. Baur. (1974) Die Atypidae der West-Paläarktis: Systematik, Verbreitung und Biologie (Arach.: Araneae). Abh. Verh. naturw. Ver. Hamburg (N.F.) 17: 85-116.
  2. Latreille, P. A. (1804). Tableau methodique des Insectes. Nouv. Dict. d'Hist. Nat., Paris 24: 129-295.
  3. Lucas, H. (1837) Observations sur les araneides du genre Pachyloscelis, et synonymie de ce genre. Ann. Soc. ent. Fr. 6: 369-392.
  4. Walckenaer, C. A. (1835) Mémoire sur une nouvelle espèce de Mygale, sur les théraphoses et les divers genres dont se compose cette tribu d'Aranéides. Ann. Soc. ent. Fr. 4: 637-651.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Atypidae
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Atypidae