Barreira alfandegária

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Barreiras alfandegárias são barreiras comerciais estabelecidas pelos governos com o objetivo de controlar o intercâmbio internacional de mercadorias. É a forma mais comum de proteger o mercado interno. Essas barreiras são medidas e instrumentos com finalidades políticas e comerciais, normalmente utilizadas para estimular setores econômicos específicos internos de cada país, que impedem o livre comércio. Podem ser praticadas na forma de tarifas, cotas e licenças de importação, incluindo qualquer lei, regulamento, política, medida ou prática governamental que imponha restrições ao comércio exterior.1

Barreiras tarifárias e não tarifárias[editar | editar código-fonte]

As barreiras alfandegárias podem ser tarifárias ou não tarifárias.1

Como exemplo de barreiras tarifárias, que são as mais comuns, temos as tarifas de importações, as taxas diversas e a valoração aduaneira.

Quanto às barreiras não tarifárias, estas podem ser assim exemplificadas:

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Brasil): Barreiras Comerciais.