Integração econômica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Junho de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

O processo de integração econômica entre territórios ou países foi descrito teoricamente nos anos 1960 pelo economista húngaro Béla Balassa. Segundo a teoria, à medida que a integração econômica progride, diminuem as barreiras comerciais mantidas entre os mercados participantes. Hoje em dia, a economia mais integrada entre Estados independentes é a União Europeia e a sua zona do euro.

A integração económica ocorre em seis degraus sucessivos: [1]

A integração econômica costuma preceder a integração política. Na verdade, Balassa pensava que os mercados comuns supranacionais, com seu livre movimento transfronteiriço de factores econômicos, geram naturalmente uma demanda por mais integração, não apenas econômica (via uma união monetária) mas também política, razão pela qual, concluiu, com o tempo as comunidades econômicas evoluem naturalmente para uniões políticas.

Referências

  1. The Theory of Economic Integration
Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.