União monetária

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Em economia, união monetária é a situação em que mais de um país concordam em compartilhar uma moeda única.

É a etapa onde ocorre a zona de livre comércio, a união aduaneira e a livre-circulação de mercadorias, pessoas, serviços e capitais, juntamente com a moeda comum.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

O euro é usado por diversos países da Europa.

O franco CFA da África Ocidental é a moeda compartilhada por Benin, Burkina Faso, Costa do Marfim, Mali, Níger, Senegal e Togo.

O franco CFA da África Central é a moeda de Camarões, República Centro-Africana, Chade, República do Congo, Guiné Equatorial e Gabão.

O Dólar do Caribe Oriental é a moeda usada por Anguilla, Antígua e Barbuda, Dominica, Granada, Monserrate, Santa Lúcia, São Cristóvão e Nevis e São Vicente e Granadinas.

Há uma proposta de moeda única sul-americana, ainda sem nome definido (os mais cotados nomes são peso, peso-real e pacha), a ser usado pelos países membros da UNASUL.

Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.