Beiersdorf

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Beiersdorf
AG
Tipo Aktiengesellschaft,
Empresa pública
Cotação FWB: BEI
Indústria Cuidado pessoal
Fundação 1882, relançada a partir de 2011
Fundador(es) Paul Carl Beiersdorf
Sede Hamburgo,  Alemanha
Pessoas-chave Stefan F. Heidenreich (CEO e presidente do conselho administrativo),
Reinhard Pöllath (Presidente do conselho fiscal)
Empregados 16,605 (final de 2012)
Produtos Cosméticos
Renda líquida €3.287 biliões (final de 2012)
Página oficial www.beiersdorf.com

Beiersdorf AG é uma empresa multinacional alemã fundada em 1882 e sediada em Hamburgo, que se dedica à fabricação de produtos de cuidado pessoal. Entre as marcas que comercializa encontram-se:

  • 8x4
  • Atrix
  • basis
  • Duo
  • Elastoplast
  • Eucerin
  • Florena
  • Hansaplast
  • JUVENA
  • Labello Lipcare (também chamado 'Liposan')
  • La Prairie
  • Marlies Möller
  • Nivea
  • SBT (abreviatura de 'Skin Biology Therapy')
  • Slek

Disputa de ações[editar | editar código-fonte]

Em 2003, uma guerra de ofertas de 2 anos terminou. A empresa norte-americana Procter & Gamble havia tentado comprar a concorrente Beiersdorf e propôs um acordo de aquisição à Allianz seguros, que, em seguida, manteve 19,6% das ações da empresa. Temendo que a Procter & Gamble estivesse interessada apenas nas marcas da Beiersdorf e não na empresa como um todo, muitos em Hamburgo preferiram manter a propriedade local. A cidade de Hamburgo e sua companhia estatal HGV criaram uma solução. A família Herz, proprietária da empresa alemã Tchibo, que tinha uma participação na Beiersdorf, aumentaram suas ações para 49,9%. Allianz ainda detinha 3,6%; a Beiersdorf AG comprou 7,4% das ações, dos quais 3% foram dadas ao fundo de pensão da empresa. Outro acionista, uma família privada, manteve a sua parte. Esta aliança pública-privada garantiu que a sede da Beiersdorf permanecesse em Hamburgo e continuaria a fornecer centenas de postos de trabalho, enquanto pagaria os impostos de cerca de 200 milhões de euros anuais.[1] Em junho de 2009 Allianz reduziu suas participações de 7.2 para 2.88 por cento.[2]

Referências

  1. Sieg für Hamburg: Tchibo und Stadt kaufen Beiersdorf (em alemão) Hamburger Abendblatt (24 de outubro de 2003). Página visitada em 04 de fevereiro de 2014.
  2. Allianz reduziert Anteil an Beiersdorf-Konzern (em alemão) Die Welt. Página visitada em 04 de fevereiro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Beiersdorf