Beta Trianguli Australis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
α Trianguli Australis
Dados observacionais (J2000)
Constelação Triangulum Australe
Asc. reta 15h 55m 08,6s[1]
Declinação -63° 25′ 50,6″[1]
Magnitude aparente 2,85[1]
Características
Tipo espectral F1 V[1]
Cor (U-B) +0,05[2]
Cor (B-V) +0,29[2]
Astrometria
Velocidade radial 0,4 km/s[1]
Mov. próprio (AR) -188,66 mas/a[1]
Mov. próprio (DEC) -401,85 mas/a[1]
Paralaxe 80,79 ± 0,16 mas[1]
Distância 40,37 ± 0,08 anos-luz
12,38 ± 0,02 pc
Detalhes
Massa 1,65[3] M
Raio 1,9[3] R
Gravidade superficial 4,219 ± 0,066[4]
Luminosidade 8,5[3] L
Temperatura 7 384 ± 368[4] K
Rotação 90 km/s[5]
Outras denominações
CD-63 1135, FK5 589, HR 5897, HD 141891, HIP 77952, SAO 253346.[1]
Beta Trianguli Australis
Triangulum Australe constellation map.png

Beta Trianguli Australis (β TrA, β Trianguli Australis) é a segunda estrela mais brilhante da constelação de Triangulum Australe, com uma magnitude aparente de 2,85.[3] Com base em medições de paralaxe, está localizada a aproximadamente 40,37 anos-luz (12,38 parsecs) da Terra.[1] Tem um movimento próprio particularmente rápido pela esfera celeste, de quase meio segundo de arco por ano.[3]

O espectro de Beta Trianguli Australis corresponde a uma classificação estelar de F1 V,[1] o que indica que é uma estrela de classe F da sequência principal. Tem uma massa de 1,65 vezes a massa do Sol e um raio de 1,9 vezes o raio solar.[3] Emite uma luminosidade 8,5 vezes maior que a do Sol[3] a uma temperatura efetiva de cerca de 7 400 K,[4] o que lhe dá a coloração branco-amarela típica de estrelas de classe F.[6] Beta Trianguli Australis forma uma estrela dupla com uma anã laranja ou anã branca de magnitude 13 a uma separação de quase três minutos de arco na esfera celeste, o que é provavelmente apenas uma coincidência na linha de visão.[3]

Observações com o Telescópio Espacial Spitzer revelam que Beta Trianguli Australis emite radiação infravermelha em excesso. Isso sugere a presença de material circunstelar no sistema, que pode ser um disco de detritos.[7] A estrela pode ser um membro do grupo Beta Pictoris, uma associação de cerca de 17 estrelas que compatilham origem e movimento pelo espaço. Se for um membro do grupo, Beta Trianguli Australis tem uma idade de cerca de 12 milhões de anos, que é a idade do grupo em si.[8]

Beta Trianguli Australis é uma das estrelas que aparecem na bandeira do Brasil. Ela simboliza o estado de Santa Catarina.[9]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k SIMBAD query result - LTT 6339 SIMBAD. Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Página visitada em 30 de setembro de 2013.
  2. a b Nicolet, B.. (outubro de 1978). "Photoelectric photometric Catalogue of homogeneous measurements in the UBV System". Astronomy and Astrophysics Supplement Series 34: 1–49. Bibcode1978A&AS...34....1N.
  3. a b c d e f g h Kaler, James B. BETA TRA (Beta Trianguli Australis) Stars.. Página visitada em 30 de setembro de 2013.
  4. a b c Allende Prieto, C. et al. (junho de 2004), "S4N: A spectroscopic survey of stars in the solar neighborhood. The Nearest 15 pc", Astronomy and Astrophysics 420: 183–205, doi:10.1051/0004-6361:20035801, Bibcode2004A&A...420..183A 
  5. van Belle, Gerard T. (março de 2012). "Interferometric observations of rapidly rotating stars". The Astronomy and Astrophysics Review 20 (1): id. 51. DOI:10.1007/s00159-012-0051-2. Bibcode2012A&ARv..20...51V.
  6. "The Colour of Stars", Australia Telescope, Outreach and Education (Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation), 21 de dezembro de 2004, http://outreach.atnf.csiro.au/education/senior/astrophysics/photometry_colour.html, visitado em 30 de setembro de 2013 
  7. Koerner, D. W. et al. (fevereiro de 2010), "New Debris Disk Candidates Around 49 Nearby Stars", The Astrophysical Journal Letters 710 (1): L26–L29, doi:10.1088/2041-8205/710/1/L26, Bibcode2010ApJ...710L..26K 
  8. Nakajima, Tadashi; Morino, Jun-Ichi; Fukagawa, Misato (setembro de 2010), "Potential Members of Stellar Kinematical Groups within 20 pc of the Sun", The Astronomical Journal 140 (3): 713–722, doi:10.1088/0004-6256/140/3/713, Bibcode2010AJ....140..713N 
  9. Astronomy of the Brazilian Flag FOTW Flags Of The World website. Página visitada em 24 de setembro de 2013.
Ícone de esboço Este artigo sobre Estrelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.