Gamma Trianguli Australis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
γ Trianguli Australis
Dados observacionais (J2000)
Constelação Triangulum Australe
Asc. reta 15h 18m 54,6s[1]
Declinação -68° 40′ 46,4″[1]
Magnitude aparente 2,881[1]
Características
Tipo espectral A1 V[1]
Cor (U-B) –0,02[2]
Cor (B-V) +0,00[2]
Astrometria
Velocidade radial -3,6 km/s[1]
Mov. próprio (AR) -66,58 mas/a[1]
Mov. próprio (DEC) -32,31 mas/a[1]
Paralaxe 17,74 ± 0,12 mas[1]
Distância 184 ± 1 anos-luz
56,4 ± 0,4 pc
Magnitude absoluta −0,87
Detalhes
Massa ~3,3[3] M
Raio 5,86[4] R
Luminosidade 220[3] L
Temperatura 9 400[4] K
Rotação 199 km/s[5]
Idade 260 milhões[6] de anos
Outras denominações
CD-68 1503, FK5 560, HR 5671, HD 135382, HIP 74946, SAO 253097.[1]
Gamma Trianguli Australis
Triangulum Australe constellation map.png

Gamma Trianguli Australis (γ TrA, γ Trianguli Australis) é a terceira estrela mais brilhante da constelação de Triangulum Australe, com uma magnitude aparente de 2,88.[1] É a estrela mais a sudoeste do asterismo tringular que dá nome à constelação.[3] Com base em medições de paralaxe, está localizada a aproximadamente 184 anos-luz (56,4 parsecs) da Terra.[1]

O espectro de Gamma Trianguli Australis corresponde a uma classificação estelar de A1 V,[1] indicando que é uma estrela de classe A da sequência principal, a qual gera energia pela fusão nuclear de hidrogênio em seu núcleo. No entanto, a uma idade de 260 milhões de anos,[6] está perto do fim da fase de sequência principal e, portanto, é maior e mais brilhante que outras estrelas da mesma classe espectral (como Sirius).[3] Gamma Trianguli Australis tem uma massa de aproximadamente 3,3 vezes a massa solar[3] e um raio de 5,86 vezes o raio solar.[4] Emite 220 vezes mais luminosidade que o Sol,[3] a uma temperatura efetiva de 9 400 K,[4] o que lhe dá a coloração branca típica de estrelas de classe A.[7]

Gamma Trianguli Australis possui uma abundância anormal do elemento európio, o que indica que é uma estrela peculiar do tipo Ap.[8] A maioria dessas estrelas têm rotação lenta,[9] mas Gamma Trianguli Australis apresenta uma alta velocidade de rotação projetada de 199 km/s.[5] Esta estrela emite excesso de radiação infravermelha, sugerindo a existência de um disco circunstelar orbitando-a. A temperatura média dessa emissão é de 50 K, correspondendo a uma separação de 481 UA da estrela.[4]

Gamma Trianguli Australis é uma das estrelas que aparecem na bandeira do Brasil. Ela simboliza o estado do Paraná.[10]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l SIMBAD query result - gam TrA SIMBAD Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Visitado em 31 de outubro de 2013.
  2. a b Johnson, H. L. et al. (1966). "UBVRIJKL photometry of the bright stars". Communications of the Lunar and Planetary Laboratory 4 (99). Bibcode1966CoLPL...4...99J.
  3. a b c d e f Kaler, James B. GAMMA TRA (Gamma Trianguli Australis) Stars. Visitado em 31 de outubro de 2013.
  4. a b c d e Rhee, Joseph H. et al. (maio de 2007), "Characterization of Dusty Debris Disks: The IRAS and Hipparcos Catalogs", The Astrophysical Journal 660 (2): 1556–1571, doi:10.1086/509912, Bibcode2007ApJ...660.1556R 
  5. a b Royer, F.; Zorec, J.; Gómez, A. E. (fevereiro de 2007), "Rotational velocities of A-type stars. III. Velocity distributions", Astronomy and Astrophysics 463 (2): 671–682, doi:10.1051/0004-6361:20065224, Bibcode2007A&A...463..671R 
  6. a b Rieke, G. H. et al. (fevereiro de 2005), "Decay of Planetary Debris Disks", The Astrophysical Journal 620 (2): 1010–1026, doi:10.1086/426937, Bibcode2005ApJ...620.1010R 
  7. "The Colour of Stars", Australia Telescope, Outreach and Education (Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation), 21 de dezembro de 2004, http://outreach.atnf.csiro.au/education/senior/astrophysics/photometry_colour.html, visitado em 31 de outubro de 2013 
  8. Sokolov, N. A. (junho de 1998), "Effective temperatures of AP stars", Astronomy and Astrophysics Supplement 130: 215–222, doi:10.1051/aas:1998226, Bibcode1998A&AS..130..215S 
  9. Abt, Helmut A.; Morrell, Nidia I. (julho de 1995), "The Relation between Rotational Velocities and Spectral Peculiarities among A-Type Stars", Astrophysical Journal Supplement 99: 135, doi:10.1086/192182, Bibcode1995ApJS...99..135A 
  10. Astronomy of the Brazilian Flag FOTW Flags Of The World website. Visitado em 31 de outubro de 2013.