Biomédico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O biomédico é o profissional formado para exercer a Biomedicina; deve ter ampla e sólida formação básica generalista, com conhecimento profundo do organismo humano como um todo, sua organização e funcionamento nos diversos níveis e as interações com os demais seres vivos e com os meios ambiente e social.

Está apto a diagnosticar doenças e mediar interações do ser humano com o seu meio ambiente e o seu ambiente social, estando certificadas por leis as limitações e atribuições para tal. Deve manter o sigilo e ter extrema responsabilidade nos laudos referentes aos seus pacientes.

É um profissional mais voltado às áreas celular (Microbiologia, Micologia, Citopatologia, Embriologia, Histologia, Parasitologia etc.) e molecular (Bioquímica, Biofísica, Radiobiologia, Genética, Imunologia etc.), mas podendo atuar em áreas anátomo-fisiológicas e sociais (Anatomia Patológica, Fisiologia, Farmacologia, Saúde Pública, Perfusão Extra-Corpórea etc.).

Os biomédicos podem ser generalistas (atuam nas análises clínicas) ou especialistas em determinada área.

Para exercer suas atividades o biomédico deverá, além de estar inscrito em seu respectivo Conselho Regional de Biomedicina, atuar dentro de sua habilitação ou especialidade, a qual deverá ser reconhecida pelo Conselho Federal de Biomedicina. Desta forma, a habilitação será obtida através de:

  • estágio (mínimo de 500 horas) durante a graduação ou;
  • pós - graduação (Lato ou Stricto Sensu) ou;
  • Título de Especialista[1] ou;
  • Residência Biomédica[2] .

Especialidades biomédicas[editar | editar código-fonte]

De acordo com o Conselho Federal de Biomedicina (CFBM), o biomédico pode se especializar e atuar nas seguintes áreas:

Campo de atuação[editar | editar código-fonte]

Os principais campos de atuação[3] de um biomédico são:

  • Análise clínica - realizar análises, assumir a responsabilidade técnica e firmar os respectivos laudos; tem competência legal para assumir e executar o processamento de sangue, suas sorologias e exames pré-transfusionais e é capacitado legalmente para assumir chefias técnicas, assessorias e direção dessas atividades;
  • Banco de sangue - realizar todas as tarefas, com exclusão, apenas, de transfusão; tem competência legal para assumir e executar o processamento de sangue, suas sorologias e exames pré-transfusionais e é capacitado legalmente para assumir chefias técnicas, assessorias e direção dessas atividades;
  • Análises ambientais - realizar análises físico-químicas e microbiológicas para o saneamento do meio ambiente;
  • Indústrias - Indústrias químicas e biológicas: soros, vacinas, reagentes etc.;
  • Análises bromatológicas - realizar análises para aferição de qualidade dos alimentos;
  • Imagenologia - atua na área de raio-X, ultrassonografia, tomografia, ressonância magnética, Medicina Nuclear, excluída a interpretação de laudos;
  • Acupuntura - aplicar completamente os princípios, os métodos e as técnicas de Acupuntura;
  • Biologia Molecular - coleta de materiais, análise, interpretação, emissão e assinatura de laudos e de pareceres técnicos;
  • Genética - Participar de pesquisas em todas as áreas da genética, como coordenador ou membro da equipe; Realizar exames de Citogenética Humana e Genética Humana Molecular (DNA), realizando as culturas, preparações citológicas e análises; Assumir a responsabilidade técnica, elaborando e firmando os respectivos laudos e transmitindo os resultados dos exames laboratoriais a outros profissionais, como consultor, ou diretamente aos pacientes, como aconselhador genético.
  • Coleta de materiais - realizar toda e qualquer coleta de amostras biológicas para realização dos mais diversos exames, como também supervisionar os respectivos setores de coleta de materiais biológicos de qualquer estabelecimento que a isso se destine. Excetuam-se as biópsias, coleta de líquido céfalo-raquidiano (liquor) e punção para obtenção de líquidos cavitários em qualquer situação;
  • Pesquisa básica e aplicada - realizar pesquisa na área de saúde e biologia, sendo o responsável científico, no intuito de contribuir para a elucidação de fenômenos de natureza biológica e desenvolver tecnologias ligadas à área;
  • Docência - ministrar aulas para alunos de nível superior nas diversas instituições de ensino do país, gerando assim, mais profissionais capacitados na área;
  • Estética - O biomédico esteta está apto a realizar procedimentos invasivos não-cirúrgicos. Para atuar, o biomédico esteta necessita ter conhecimento de anatomia, fisiologia, imunologia, biosísica, patologia e bioquímica relacionadas ao processo de envelhecimento cutâneo e disfunções estéticas corporais e faciais. Para a realização dos procedimentos listados abaixo, é de suma importância avaliar os hábitos de vida e alimentares dos pacientes, o estado psicoemocional, e juntamente, conhecer os equipamentos, para fazer a indicação correta. O profissional é apto a realizar os seguintes procedimentos: Avaliação e Acompanhamento; Eletroterapia e Eletroestimulação; Laserterapia (Depilação a Laser, Fototerapia, Luz Intensa Pulsada); Microagulhamento; Peeling (Químico, Superficial, Médio, Mecânico); Hidrodermobrasão; Microdermobrasão (Cristal, Diamante); Radiofrequência; Utra-Som focalizado; Endermologia; Procedimentos Invasivos não cirúrgicos (Carboxiterapia, Intradermoterapia); Preenchimentos não definitivos; Cosmetologia avançada.

Referências

  1. Associação Brasileira de Biomedicina (22/05/2007). A importância do Título de Especialista. Página visitada em 16/01/2010.
  2. Ministério da Educação (12/01/2007). Residência Multiprofissional em Saúde. Portaria Interministerial nº45, de 12 de janeiro de 2007. Página visitada em 31/01/2010.
  3. Conselho Regional de Biomedicina - 1ª Região. Atuação do Biomédico. Página visitada em 11/01/2010.

Ver também[editar | editar código-fonte]