Criolita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Criolita

A criolita é um mineral pouco comum, com fórmula química Na3AlF6 (hexafluoraluminato de sódio), encontrado apenas na Groenlândia, identificado num grande depósito em Ivittuut, Gronelândia, cuja exploração terminou em 1987. Cristaliza no sistema monoclínico com hábito maciço, granular ou prismático. Tem dureza 2,5 a 3, brilho vítreo a graxo, pode ser branco a incolor, avermelhado, e marrom a preto.

Minerais associados[editar | editar código-fonte]

Por alteração dá origem a pacnolita, thornsenolita, prosopita e gearksutita.

Propriedades diagnósticas[editar | editar código-fonte]

Refringência muito baixa, birrefringência fraca, clivagem boa e extinção formando ângulo grande com a clivagem.

Ocorrência[editar | editar código-fonte]

Até a descoberta de um importante depósito na Amazônia, o único depósito importante encontrava-se nos filões em granito na Groenlândia.

Usos[editar | editar código-fonte]

Por ter baixo ponto de fusão, é usada como fundente em metalurgia do alumínio, como solvente no processo eletrolítico da extração do Al da bauxita; na fabricação de esmaltes para utensílios de Fe e aço, de vidros brancos e opalescentes, na vitrificação de cerâmicas, de materiais isolantes, inseticidas e como fundente na limpeza de superfícies metálicas. Como não é muito abundante, é também obtida artificialmente a partir da fluorita.