Das Boot

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Das Boot
A Odisseia do Submarino 96 (PT)
O barco - Inferno no mar (BR)
 Alemanha
1981 • Cor • 149, 209, 293 min 
Direção Wolfgang Petersen
Produção Günter Rohrbach
Roteiro Wolfgang Petersen
Baseado em Lothar-Günther Buchheim
Elenco Jürgen Prochnow
Herbert Grönemeyer
Klaus Wennemann
Género Guerra, Drama
Idioma alemão
Música Klaus Doldinger
Direção de arte Götz Weidner
Direção de fotografia Jost Vacano
Figurino Monika Bauert
Edição Hannes Nikel
Estúdio Bavaria Film
Radiant Film
PSO
Distribuição Columbia Pictures
Lançamento 17 de setembro de 1981

Das Boot (em Portugal, A Odisseia do Submarino 96 e no Brasil, O barco – Inferno no mar) é um filme alemão de 1981, do gênero drama, dirigido por Wolfgang Petersen, baseado no livro Livro Das Boot de Lothar-Günther Buchheim.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme conta a história de um submarino alemão da Segunda Guerra Mundial, o U-Boot U-96.[1]

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Jürgen Prochnow — o capitão
  • Herbert Grönemeyer — tenente Werner
  • Klaus Wennemann — engenheiro-chefe
  • Otto Sander — comandante Thomsen
  • Hubertus Bengsch — primeiro-tenente/nº1
  • Martin Semmelrogge — segundo-tenente
  • Bernd Tauber — navegador
  • Erwin Leder — Johann
  • Martin May — Ullmann
  • Heinz Hoenig — Hinrich
  • Uwe Ochsenknecht — Bosun
  • Claude-Oliver Rudolph — Ario
  • Jan Fedder — peregrino
  • Ralph Richter — Frenssen
  • Joachim Bernhard — pregador
  • Olivier Stritzel — Schwalle
  • Konrad Becker — Bockstiegel
  • Lutz Schnell — Dufte
  • Martin Hemme — Brückenwilli
  • Rita Cadillac — Monique
  • Günter Lamprecht — capitão do "Weser"

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Das boot tem ampla aclamação por parte da crítica especializada. Com tomatometer de 98% em base de 46 críticas, o Rotten Tomatoes publicou um consenso: “Provocativo, incrivelmente emocionante e devastadoramente inteligente, Das Boot é um dos maiores filmes de guerra já feitos”. Tem 96% de aprovação por parte da audiência, usada para calcular a recepção do público a partir de votos dos usuários do site.[2]

Produção[editar | editar código-fonte]

O filme custou DM 30 milhões[3] (cerca de US$ 40 milhões em 1997). Foi, à sua época, o filme mais caro do cinema alemão. A meticulosa atenção do diretor aos detalhes resultou no filme de submarino mais realista e historicamente correto já feito.[4] Hans-Joachim Krug, então primeiro oficial do submarino U-219, e Heinrich Lehmann-Willenbrock, capitão do U-96 real, prestaram consultoria para a elaboração do filme.

Premiações[editar | editar código-fonte]

Das Boot recebeu seis indicações ao Oscar de 1983, nas categorias de melhor fotografia (Jost Vacano), melhor direção (Wolfgang Petersen), melhor edição de som (Mike Le Mare), melhor montagem (Hannes Nikel), melhor mixagem de som (Milan Bor, Trevor Pyke e Mike Le Mare) e melhor roteiro adaptado (Wolfgang Petersen), mas não venceu em nenhuma.[5]

Versões[editar | editar código-fonte]

O filme possui várias versões com durações distintas. A original do lançamento foi de 149 minutos. A versão do diretor é 209 e a sem cortes 293.

Referências

  1. Das boot (em português). Filmow. Página visitada em 25 de abril de 2014.
  2. Das Boot (em inglês). Rotten Tomatoes. Página visitada em 25 de abril de 2014.
  3. Site oficial (em inglês). dasbot.con. Página visitada em 25 de abril de 2014.
  4. Film Review: Das Boot-The Most Authentic War Film Ever Made (em inglês). cinephilefix.wordpress.com. Página visitada em 25 de abril de 2014.
  5. 55th Oscar (em inglês). oscars.org. Página visitada em 25 de abril de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]