Finley Quaye

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Finley Quaye
Informação geral
Nascimento 25 de Abril de 1974 (40 anos)
Origem Leith, Edimburgo
País Escócia
Gênero(s) Reggae, adult contemporary
Instrumento(s) Vocais
Período em atividade 1993–atualmente
Gravadora(s) Polydor Records (1993-1996)
Epic Records (1997-atualmente)
Página oficial Página oficial

Finley Quaye (Leith, Edimburgo, 25 de Março de 1974[1] ) é um músico britânico que, em 1998, ganhou o Brit Award para Melhor Artista Britânico a Solo.[2] Em 1997, ele surgiu do nada com um fantastico mix de Reggae, Soul, Jazz e Funk e tomou o trono do Dance Pop, ocupado previamente por Jamiroquai.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Filho de Cab Quaye compositor de Jazz, irmão do famoso guitarrista Caleb e alegadamente tio do artista de Trip Hop, Tricky, ele fez a sua primeira aparição em 1995 com A Guy Called Gerald's "Finley's Rainbow". Realizou um solo com Haiku e nos finais de 1997, atingiu o top 20 britânico duas vezes com "Sunday Shining", um descontraido cover de Bob Marley e "Even After All". A sua reputação ficou estabelecida com Maverick A Strike, um álbum aventureiro mas acessível, que atingiu o Ouro menos de três semanas depois de lançado tendo-o levado directamente á victoria do Brit Award. No entanto, não se augurava nada de bom quando Tricky - com quem tinha colaborado no fim de 1997 em "Please Share My Dappy Umbrella", contando também com Iggy Pop - o culpou no seu "Can't Freestyle". Em 2004 a música "Dice", feita conjuntamente com William Orbit, e contando com Beth Orton fez um pouco de sucesso, ajudada em parte pela sua inclusão na trilha sonora de The O.C.. Atualmente vive em Berlim.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • "Finley's Rainbow" - White Label (1993)
  • "Finley's Rainbow" on A Guy Called Gerald's Black Secret Technology (1995)
  • Maverick A Strike - LP (1997)
  • It Ain't Necessarily So - Red Hot & Gershwin (1998)
  • Vanguard - LP (2000)
  • "Caravan" on Timo Mass' album Loud (2002)
  • Much More Than Much Love - LP (2004)
  • Dice - EP (2004)
  • Oranges and Lemons - EP (2005)
  • "Stranges Changes" on A Guy Called Gerald's To All Things What They Need (2005)
  • "For My Children's Love" 7" (2006)
  • "We Are Dreamers" on Cathy Claret's album Gypsy Flower (2007)
  • "After Tonight" on Ava Leigh's La La La (2007)
  • The Best Of The Epic Years 1995-2003 - LP (2008)
  • Pound For Pound - LP (2008)
  • Sound For Sound - LP (2008)

Referências