Galicismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikcionário
O Wikcionário possui o verbete galicismo.

Galicismo ou francesismo é uma palavra ou expressão de origem francesa, ou afrancesada, tendo ou não mantida a sua grafia original.

Usos[editar | editar código-fonte]

Ao se utilizar um galicismo inovador, sem termo vernáculo equivalente em língua portuguesa, caracteriza-se como um estrangeirismo, espécie de vício de linguagem1 . Exemplo: Ele comprou um pedaço de queijo comté.

Um galicismo que tenha sido incorporado ao vernáculo deixa de ser considerado estrangeirismo. Exemplo: Eu adoro ver as vitrines daquela loja ou O Governo cancelou vários laissez-passers.

Também é considerado um galicismo usar palavra ou expressão proveniente do francês ou do occitano em vez de uma equivalente vernácula2 , ou o uso de palavra mal-pronunciada, caracterizando-se ambos os casos como barbarismo. Exemplo: Ela tomou muito champagne ontem (em vez de champanhe ou champanha), ou Vocês estão muito chics. (em vez de chiques)3 .

Por fim, um galicismo pode constituir um idiotismo quando utilizada expressão própria da língua francesa de maneira literal noutra língua, em vez de ser feita tradução livre. Exemplo: Faites attention, que deve ser traduzida como Presta atenção a ou Tem cuidado com, e não como Faz atenção 4 .

Uso de palavras francesas aportuguesadas[editar | editar código-fonte]

As palavras assinaladas com um asterisco também têm a forma original francesa de uso corrente, no Brasil ou em Portugal.

  • avalanche* para avalancha/avalanche
  • boite para boate **
  • ballet para baléPB
  • bâton para batom
  • bibelot* para bibelô **
  • biberon para biberão ***
  • bidet para bidêPB ou bidéPE
  • brevet* para brevê ou brevete **
  • bouquet* para buquê
  • boutique* para butique (muitas vezes em Portugal usa-se a grafia francesa)
  • buffet* para bufêPB ou bufê / bufetePE
  • cabine* para cabina/cabine
  • champagne para champanha/champanhePB ou champanhePE
  • châlet para chalé
  • camelot para camelô **
  • camionette para camionete/caminhonetePB ou camioneta/camionetePE
  • carnet para carnê **
  • chic para chique
  • chauffeur para chofer
  • cognac* para conhaque
  • complot para complô
  • coupon para cupomPB ou cupãoPE
  • crochet* para crochêPB ou crochéPE
  • desport (francês antigo) para desporto ***
  • dossier* para dossiê
  • écran para ecrã ***
  • édredon para edredomPB ou edredom/edredãoPE
  • escroc para escroque **
  • filet para filéPB ou filetePE
  • gaffe para gafe
  • garage para garagem
  • gare ***
  • garçon* para garçom/garçãoPB ou garçon/empregado de mesaPE
  • glacé para glacê **
  • guichet para guichê
  • guidon para guidom ou guidão **
  • laissez-passer*
  • maçon* para maçom ou mação
  • madame*
  • mayonnaise para maionese
  • maquette para maquete ou maqueta
  • maquillage para maquiagemPB ou maquilhagemPE
  • marron para marrom **
  • matinée para matinêPB ou matinéPE
  • omelette para omeleta ou omelete (em PE apenas a segunda)
  • pierrot* para pierrô
  • pivot para pivô
  • popeline* para popelina
  • purée para purêPB ou puréPE
  • prêt-à-porter para pronto-a-vestir ***
  • raquette para raquete ou raqueta
  • rendez-vous para rendevu **
  • rez-de-chaussée para rés-do-chão ***
  • rouge para ruge **
  • sabotage para sabotagem
  • toilette* para toalete **
  • vitrine* para vitrina/vitrine

- * Muitas vezes utilizado com a grafia original. - ** De uso exclusivo no Brasil. - *** De uso exclusivo em Portugal.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • FIGUEIREDO, Cândido de. Grande dicionário da língua portuguesa. Bertrand Editores, dois volumes.

Ver também[editar | editar código-fonte]