Jaroslav Seifert

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jaroslav Seifert Medalha Nobel
Jaroslav Seifert com sua filha Jana, 1931
Nascimento 23 de setembro de 1901
Praga
Morte 10 de janeiro de 1986 (84 anos)
Praga
Nacionalidade Checoslováquia Tchecoslovaco
Prêmios Nobel prize medal.svg Nobel de Literatura (1984)
Assinatura Signature of Jaroslav Seifert.jpg

Jaroslav Seifert (Praga, 23 de setembro de 1901 — Praga, 10 de janeiro de 1986) foi um poeta, escritor e jornalista checo.

Foi galardoado com o Nobel de Literatura de 1984, "pela poesia plena de frescura, sensualidade e criatividade, produto de um ser humano versátil e de um indomável espírito." Desde então a poesia checa passou a chamar a atenção do mundo, embora o grupo onde gerou-se o movimento poetista (Devětsil), do qual Seifert participou, hoje seja muito estudado e reconhecido em várias línguas, pela notoriedade posterior dos seus membros, bem como pela proximidade de nomes como Roman Jakobson e André Breton.

Obras (seleção)[editar | editar código-fonte]

Poetismo

  • Na vlnách TSF (1925; TSF = Télegraphie sans fil)
  • Ruce Venušiny ("As mãos de Vênus", 1936)

Contra a guerra

  • Zhasněte světla (1938)
  • Vějíř Boženy Němcové ("Leque de Božena Němcová", 1940 - Božena Němcová (1820? - 1862), uma escritora checa, é um símbolo de patritismo)
  • Světlem oděná (1940)
  • Kamenný most ("Ponte de pedras", 1944)

1945-1968

  • Přilba hlíny (1945)
  • Ruka a plamen ("A mão e a flama", 1948)
  • Šel malíř chudě do světa (1949)
  • Píseň o Viktorce ("Canção sobre Viktorka", 1950)
  • Maminka ("Mãezinha", 1954)
  • Koncert na ostrově ("Um concerto sobre uma ilha", 1965 - como libros seguidos, versos non rimados)
  • Odlévání zvonů (1967)
  • Halleyova kometa ("O cometa Halley", 1967)
  • Kniha o Praze ("O libro sobre Praga", 1968)

1969-1983

  • Morový sloup (1968 – 1970 samizdat, oficialmente 1981) – situação em república Checa desde 1969 é como uma epidemia de peste negra)
  • Deštník z Piccadilly ("Chapéu-de-chuva de Piccadilly", 1978)
  • Všecky krásy světa ("Todos beldades do mundo", 1979 – memórias)
  • Býti básníkem ("Estar um poeta", 1983 – o libro final)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
William Golding
Nobel de Literatura
1984
Sucedido por
Claude Simon


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.