Luiz Tatit

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde dezembro de 2009)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Luiz Tatit
Informação geral
Nome completo Luiz Augusto de Moraes Tatit
Nascimento 23 de outubro de 1951 (63 anos)
Origem São Paulo, São Paulo
País Brasil
Nacionalidade  brasileiro
Ocupação(ões) Compositor, produtor e professor
Gravadora(s) Independente, Continental, Dabilú, Biscoito Fino

Luiz Augusto De Morais Tatit (São Paulo, 23 de outubro de 1951) é músico, lingüista e professor universitário brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Luiz Tatit é graduado em Letras (Lingüística) pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da Universidade de São Paulo (1978) e em Música (Composição), pela Escola de Comunicações e Artes (1979) da mesma universidade.

Obteve seu doutorado em 1986 na FFLCH da USP, com a tese Elementos semióticos para uma tipologia da canção popular brasileira.

É professor titular do Departamento de Lingüística da Faculdade de Filosofia, Letras & Ciências Humanas da USP.

Luiz Tatit escreveu a letra da canção Capitu, homenagem ao personagem do livro Dom Casmurro, de Machado de Assis, gravada por Zélia Duncan e Ná Ozzetti.

Sua canção Achou foi vice-campeã de júri e de público no Festival da TV Cultura, defendida por Ceumar.

A canção Show, defendida por Ná Ozzetti no "Festival da Música Brasileira", da TV Globo, deu à cantora o prêmio de "Melhor Intérprete", e o direito a gravar um CD pela Som Livre, que recebeu o mesmo título da canção - Show.

Livros publicados[editar | editar código-fonte]

  • A canção: Eficácia e Encanto. Ed. Atual, 1986.
  • Semiótica da Canção: Melodia e Letra. Ed. Escuta, 1994.
  • O Cancionista: Composição de Canções no Brasil. Edusp, 1996.
  • Musicando a Semiótica: Ensaios. Ed. AnnaBlume, 1997.
  • Análise Semiótica Através das Letras. Ateliê Editorial, 2001.
  • O Século da Canção. Ateliê Editorial, 2004.
  • Três Canções de Tom Jobim. (com Arthur Nestrovski e Lorenzo Mammi) Cosac e Naify, 2004.

Produção musical[editar | editar código-fonte]

É membro fundador do Grupo Rumo, representante da vanguarda musical paulista da década de 1980. Com o Grupo RUMO, incluindo compactos, Luiz Tatit gravou no total seis discos, relançados em 2004.

A partir da década de 1990 segue carreira solo.

Discos com o Grupo Rumo:

  • 1981 - "Rumo" - Independente
  • 1981 - "Rumo aos antigos" - Independente
  • 1983 - "Diletantismo" - Continental
  • 1985 - "Caprichoso" - Independente
  • 1989 - "Quero Passear" - Eldorado
  • 1991 - "Rumo ao Vivo" - Camerati

Discos solo:

  • 1997 - "Felicidade" - Dabliú
  • 2000 - "O meio" - Dabliú
  • 2005 - "Ouvidos Uni-vos" - Dabliú
  • 2007 - "Rodopio" - Dabliú (DVD)
  • 2010 - "Sem Destino" - Dabliú

Ligações externas[editar | editar código-fonte]