Antônio Primo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Marco Antônio Primo)
Ir para: navegação, pesquisa
Musée des Augustins - Marcus Antonius Primus.jpg

Antônio Primo (em latim Antonius Primus 30/3581) foi um político e militar do Império Romano, nascido em Tolosa, na Gália[1] .

No reinado de Galba, assumiu o comando da Legio VII Gemina, na Panônia. Durante a guerra civil de 68/69, conhecida como o Ano dos quatro imperadores, uniu-se a Vespasiano e avançou para a península Itálica, obtendo, em outubro de 69, uma vitória decisiva contra Vitélio na batalha de Bedríaco, e incendiando esse mesmo dia Cremona. Após o saque da cidade continuou avançando para Roma, onde penetrou após fazer frente a uma enconada oposição. Vitélio foi apreendido e executado e, durante os dias seguintes, Primo exerceu como governador até a chegada do governador da Síria Caio Licínio Muciano, que o depôs[2] [3] .

Marcial lhe dedicou alguns de seus epigramas[4] [5] . Tácito descreve-o como um homem valente, um hábil orador e de grande inteligência, poderoso em tempos turbulentos, mas cobiçoso, extravagante e vil durante a paz, não sendo um inimigo ao qual subestimar.

Referências

  1. Antonius Primus, Marcus. Oxford Reference (em inglês)
  2. SPEAKE, Graham (ed.); QUINTELA, Marco García. Diccionario Akal de Historia del mundo antiguo. Ediciones AKAL, 1999. Pág. 307 (em espanhol)
  3. BUNSON, Matthew. A Dictionary of the Roman Empire. Oxford Press, 1991. Pág. 346 (em inglês)
  4. LEITE, Leni Ribeiro. A imagem na literatura latina – Marcial, III.35 e IX.74. Revista Eletrônica Antiguidade Clássica ISSN 1983 7614 – No. 004/ Semestre II/2009. Pág. 100
  5. MARCIAL. The Epigrams of Martial. G. Bell & Daldy, 1871. Pág. 484 (em inglês)