Marrella

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaMarrella
Ocorrência: Cambriano
Marrella.jpg

Classificação científica
Domínio: Eukaryota
(sem classif.) Unikonta
Opisthokonta
Reino: Animalia
Subreino: Eumetazoa
(sem classif.) Bilateria
Protostomia
Superfilo: Ecdysozoa
(sem classif.) Panarthropoda
Filo: Arthropoda
Classe: Marrellomorpha
Ordem: Marrellida (Raymond, 1935)
Família: Marrellidae (Walcott, 1912)
Género: Marrella
Espécie: M. splendens
Nome binomial
Marrella splendens
(Walcott, 1912)

Marrella é um gênero de artrópode encontrado por Charles Doolittle Walcott no Folhelho Burgess. É o fóssil mais abundante do Folhelho. Apelidado erroneamente de "caranguejo rendado" por seu descobridor, Marrella foi um artrópode marinho que viveu no período cambriano.

História[editar | editar código-fonte]

Walcott reconheceu que Marrella não parecia um trilobita convencional, porém o classificou como tal em 1912. Charles Shuchert discordou, dizendo que as brânquias não tinham semelhanças com as encontradas nos trilobitas. Posteriormente, Leif Størmer incluiu Marrela e diversos outros organismos de Burgess Shale como próximos dos trilobitas, em uma classe chamada Trilobitoidea que junto com a classe Trilobita formavam o subfilo Trilobitomorpha[1] . Atualmente, Marrella e outros animais similares são considerados uma classe distinta chamada Marrellomorpha.[2]

Morfologia[editar | editar código-fonte]

Este organismo possuía dois pares de antenas pré-orais e uma carapaça na cabeça com dois espinhos voltados para trás. Após a cabeça, encontravam-se 24 a 26 segmentos corporais birrêmes terminando em um minúsculo télson na extremidade posterior. Os apêndices do lado interno do corpo eram suas pernas locomotoras e no lado externo suas brânquias. Media entre 2,5 a 19 mm.[1]

Referências

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.