Protostomia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaProtostomia
Ocorrência: Ediacarano–Recente
Monarch Butterfly Danaus plexippus Male 2664px.jpg

Classificação científica
Domínio: Eukaryota
Reino: Animalia
(sem classif.) Bilateria
(sem classif.) Protostomia
Grobben, 1908
Grupos
ver texto
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Protostomia

Protostomia (do grego Protos, primeiro + stoma, boca) é um clado de animais com simetria bilateral e três camadas germinativas. O nome do grupo deriva do fato que no desenvolvimento embrionário a boca é formada antes do ânus. Na língua portuguesa, o termo protostómios (português europeu) ou protostômios (português brasileiro) é utilizado para denominar o grupo.

Características[editar | editar código-fonte]

Dentro do grupo de organismos com simetria bilateral, há um número de filos que diferem em suas formas adultas, mas puderam relacionar-se de acordo com suas etapas embrionárias do início. Estes grupos foram classificados em função de como se dividem as células e como se formam os órgãos. Por exemplo, uma destas subdivisões básicas é a dos Protóstomos, nos quais persiste a boca embrionária, e a dos Deuteróstomios, nos quais se forma uma boca nova. Após o desenvolvimento completo de seu embrião, inúmeros animais mantém seu blastóporo (orifício de comunicação do arquêntero com o exterior) com função de boca.

Principais diferenças entre protostômios e deuterostômios.[1]
  Protostomia Deuterostomia
Clivagem espiral radial
Blastóporo dá origem a boca dá origem ao ânus
Formação do celoma esquizocelia enterocelia
Mesoderme deriva do mesentoblasto deriva da parede do arquêntero

Classificação[editar | editar código-fonte]

Em classificações mais tradicionais, o grupo Bilateria era dividido em protostômios e deuterostômios, exceto pelos filos pertencentes ao último, todos os outros filos eram de protostômios.[2] O filo Chaetognatha possui um posicionamento incerto, sendo inserido no clado Deuterostomia ou no Protostomia, dependendo da classificação.[3] O Acoela, recentemente separado do Platyhelminthes, demonstrou ser um grupo basal de bilatérios.[4] Estudos moleculares recentes, sugerem que o grupo pode ser divido em Ecdysozoa e Lophotrochozoa, [5] , outros estudos sugerem a possibilidade de um terceiro grupo, o Platyzoa.[6]

Referências

  1. BRUSCA, R.C.; BRUSCA, G.J.. Invertebrates. 2. ed. Sunderland: Sinauer Associates, 2003. p. 115. ISBN 0-87893-097-3.
  2. NIELSEN, C.. Animal Evolution: Interrelationships of the Living Phyla. 2. ed. Oxford: Oxford University Press, 2001. 563 pp. ISBN 0-19-850681-3.
  3. MARLETAZ, F.; MARTIN, E.; PEREZ, Y.; PPAPILLON, D.; CAUBIT, X.; LOWE, C.J.; FREEMAN, B.; FASANO, L.; DOSSAT, C.; WINCKER, P.; WEISSENBACH, J.; Le PARCO, Y.. (2006). "Chaetognath phylogenomics: a protostome with deuterostome-like development". Current Biology 16 (15): R577–R578. DOI:10.1016/j.cub.2006.07.016.
  4. HEJNOL, A.; MARTINDALE, M.Q.. (2008). "Acoel development indicates the independent evolution of the bilaterian mouth and anus". Nature 456 (7220): 382-386. DOI:10.1038/nature07309.
  5. AGUINALDO, A.M.A.; TURBEVILLE, J.M.; LINFORD, L.S.; RIVERA, M.C.; GAREY, J.R.; RAFF, R.A.; LAKE, J.A.. (1997). "Evidence for a clade of nematodes, arthropods and other moulting animals". Nature 387: 489–493. DOI:10.1038/387489a0.
  6. PASSAMANECK, Y.; HALANYCH, K.M.. (2006). "Lophotrochozoan phylogeny assessed with LSU and SSU data: evidence of lophophorate polyphyly" 40 (1): 20–8. DOI:10.1016/j.ympev.2006.02.001.
Ícone de esboço Este artigo sobre Invertebrados, integrado no Projeto Invertebrados é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.