Monster (mangá)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emblem-scales.svg
A neutralidade desse artigo (ou seção) foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.
Monster (mangá)
モンスター
Gênero Seinen, Drama, Suspense, Policial
Mangá
Monster
Autor Naoki Urasawa
Editora(s) Japão Shogakukan
Editora(s)
lusófonas(s)
Brasil Conrad Editora (Cancelado)
Brasil Panini Comics
Data de publicação Dezembro de 1994 – Dezembro de 2001
Volumes 18 (Lista de Volumes)
Anime
Monster
Direção Masayuki Kojima
Estúdio Madhouse
Exibição original 6 de Abril de 2004 – 27 de Setembro de 2005
Emissoras de TV Japão NTV

Estados Unidos Syfy/Chiller
Estados Unidos FunAnimation Channel
França Canal +
Espanha Buzz

Nº de episódios 74
Projeto Animangá  · Portal Animangá

Monster é uma série de mangá seinen do aclamado autor Naoki Urasawa que totaliza 18 volumes encadernados e foi publicada na revista japonesa Big Comic Original, da Shogakukan, entre 1994 e 2001.

Uma adaptação integralmente fiel em anime, com 74 episódios, foi exibida na NTV entre Abril de 2004 e Setembro de 2005, tendo sido produzida pela Madhouse. Foi dirigida por Masayuki Kojima, escrita por Tatsuhiko Urahata e contava com a caracterização de Kitaro Kosaka.

Em 2002, Urasawa escreveu e ilustrou o livro Another Monster, que explica os eventos de Monster do ponto de vista de um repórter de investigação.

Em dezembro de 2011 foi anunciado pela editora Panini que o mangá de Monster será lançado a partir de 2012 no Brasil.[1] Está sendo publicado desde junho de 2012.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

A história inicia-se com uma citação do livro bíblico do Apocalipse, mais propriamente os versículos 1 a 4 do Capítulo 13:

Vi, então, levantar-se do mar uma Fera que tinha dez chifres e sete cabeças; sobre os chifres, dez diademas; e nas suas cabeças, nomes blasfematórios. A Fera que eu vi era semelhante a uma pantera: os pés como os de urso e as faces como as de leão. Deu-lhe o Dragão o seu poder, o seu trono e a sua autoridade. Uma das suas cabeças estava como que ferida de morte, mas essa ferida de morte fora curada. E todos, pasmados de admiração, seguiram a Fera e prostaram-se diante do Dragão, porque dera o seu prestígio à Fera, e prostaram-se igualmente diante da Fera, dizendo: “Quem é semelhante Fera e quem poderá lutar com ela?”

A passagem bíblica refere-se à chegada do Anticristo, comparável na série ao principal vilão, Johan. O seu significado torna-se mais claro ao longo da série.

Esta começa em 1986, e acompanha Kenzou Tenma, um excelente neurocirurgião japonês que trabalha no Hospital Memorial Eisler de Dusseldorf. Tenma é o melhor cirurgião do hospital, motivo de ser sempre chamado para realizar operações em pessoas importantes. O seu futuro parece radiante: é um dos favoritos do director do hospital, respeitado por todos os colegas, tem prometida uma promoção, namora com a filha do director (Eva Heinemann) e é adorado pelos pacientes a quem salvou a vida.

A mudança na vida de Tenma começa quando uma mulher turca o agride porque o seu marido não foi operado por ele e veio a falecer. Tal aconteceu porque a política do hospital decretou que Tenma deveria operar outro paciente, considerado uma personalidade de destaque. È então que Tenma se começa a aperceber de que o hospital onde trabalha privilegia os pacientes com maior relevância pública ou posses económicas. Isto é algo com que discorda e que o revolta, pois, para ele, todas as vidas humanas são iguais.

Certa noite, chegam ao hospital dois irmãos gémeos em estado grave, Johan Liebert, um garoto com uma bala na cabeça, e sua irmã Anna Liebert. As crianças eram os únicos sobreviventes de um massacre que tinha vitimado os pais. Quando Tenma está para começar a cirurgia de Johan, o prefeito da cidade aparece no hospital, beirando a morte. Os superiores de Tenma dão-lhe ordens para deixar o menino e começar a operar o político, mas a sua ética pessoal, contrariando a ética do hospital, o obriga a continuar com Johan, que acaba sobrevivendo, e a deixar o político para outro médico, que por infortúnio não conclui a cirurgia com êxito.

Esta sucessão de eventos destrói a vida de Tenma, embora o médico tenha agido de acordo com os seus valores. De imediato, perde a promoção prometida ao posto de direção na área de neurocirurgia e os superiores declaram-lhe que a sua progressão na carreira terminou. É afastado dos gémeos, seus pacientes. A sua namorada termina a relação logo que ele perde o apoio do diretor geral. E tanto o director do hospital como a sua ex-namorada insistem na ideia de que a vida das pessoas não é igual, existem seres humanos mais importantes do que outros. Esta é uma teoria com que Tenma não concorda de todo, e sente-se injustiçado por ter perdido todo o seu promissor futuro por causa de pessoas que a defendem.

Uns dias depois, os gémmeos, que até então tinham revelado um comportamento misterioso, desaparecem. E, na mesma altura, morrem alguns médicos que tinham se beneficiado com a decadência de Tenma, entre os quais o pai de Eva, diretor do hospital. A situação dramática leva ao início de uma investigação conjunta da polícia e do BKA, representado pelo Inspector Runge. Tenma é, aparentemente, quem mais lucra com as mortes, pois iria automaticamente receber de volta o seu cargo alto. Torna-se assim o principal suspeito dos crimes, tanto para a polícia como para todos que trabalham no hospital, mas, não havendo nenhuma prova contra ele, o caso é esquecido.

Nesta altura, a série avança nove anos. Tenma é chefe de cirurgia no Eisler Memorial Hospital e, embora viva para trabalhar, sente-se feliz e realizado. Um dia, um criminoso procurado por pequenos furtos e relacionado com o homícidio em série de casais na Alemanha chega ao hospital após ter sido atropelado. Tenma é o médico que o opera, e por isso revê o Inspector Runge, que está a investigar o caso. No decurso da recuperação, o paciente confessa ao Doutor Tenma estar envolvido nos casos de que é acusado, e muito arrependido pelo que fez. Murmura constantemente a palavra "Monstro", sem explicar porquê. Simpatizando com o homem, Tenma decide trazer-lhe um presente numa certa noite, mas depara-se com o polícia que o vigiava assassinado e a cama vazia. Devido à semelhança com o caso dos gémeos nove anos antes, Tenma corre atrás do seu paciente até um edíficio abandonado. E é então que para além do criminoso reencontra Johan, o gémeo que operou no passado...

Tenma incide em um encontro inesperado com Johan, que lhe diz ter assassinado aqueles médicos como forma de agradecimento por salvar sua vida. Sempre apático e de tremenda inteligência discursiva, revela-lhe ser um maníaco sutil e que aqueles assassinatos não pesam em sua cabeça. Tenma, já bastante transtornado desde há muito, abate-se mais com essa notícia e passa a carregar a culpa tremenda que Johan desconsidera.

Eva guarda uma prova crucial de que não foi Tenma o assassino, mas também sabe como incriminá-lo. Sua luxúria não deixava transparecer que gostava de Tenma mesmo após deposto, por isso o deixou. A soberbia é imensa, não sabe ser sincera. Agindo assim, nunca conseguiria fazê-lo entender que não é uma mera interesseira; ou melhor, nem tentaria fazê-lo saber esse tipo de coisa. Depois que Tenma torna a ser diretor de neurocirurgia, ela o pressiona constantemente para reatar o relacionamento amoroso. Bastante esclarecido, Tenma resolve não mais se relacionar com pessoas sovinas. Magoada e naturalmente vingativa, Eva resolve incriminá-lo pelos famosos homicídios no hospital e relata umas coisas à polícia. O cirurgião deixa de ser visto como mero suspeito e é tido como criminoso responsável por delitos hediondos.

É prisão ou fuga. Tenma escolhe fugir e resolve encontrar o monstro que ressuscitara, a fim de provar sua inocência, e para resolver os conflitos subjetivos que se formam em sua cabeça por causa da situação tão complicada e absurda a que chega sua vida. Foragido, será perseguido pelo Detetive Lunge, um cara extravagante e demasiado racional que memoriza as coisas por meio de gestos com os dedos. Obcecado pelo caso, já desconfiava bastante de Tenma desde que os assassinatos no hospital eram novidade, mas sempre segue pistas; nunca presume nada como outros o fazem.

A maior parte da história se passa a seguir, enquanto Tenma está foragido. Em sua jornada fugitiva e em procura do volúvel paradeiro de Johan, Tenma conhece indivíduos fantásticos (nas conotações mais clássicas da expressão) e descobre que o buraco é mais em baixo - chega mesmo aos confins mais proibidos no que se refere à história da Alemanha, eventualmente encontrando-se até com um psicólogo que, na segunda guerra, trabalhava com condicionamento de pessoas, desde a nascença delas, a fim de não terem identidade, se tornarem moralmente imunes a tudo, terem total autocontrole de seus valores.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Mídias[editar | editar código-fonte]

Mangá[editar | editar código-fonte]

Anime[editar | editar código-fonte]

A série animada ficou por conta do estúdio Madhouse sob a direção de Masayuki Kojima, indo ao ar entre 6 de abril de 2004 e 27 de setembro de 2005. Um total de 74 episódios exibidos na NTV.

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

Abertura

Encerramentos

Personagens[editar | editar código-fonte]

Principais[editar | editar código-fonte]

  • Dr. Kenzo Tenma: Tenma é o protagonista da série, um prodígio neurocirurgião japonês que vive na Alemanha. Fortemente ligado aos seus valores humanos, colocando a vida alheia sempre acima de sua própria.
  • Johan Liebert: Johan é o antagonista da série conhecido como "O Monstro", quando tinha 10 anos de idade foi salvo por Dr. Tenma, e depois disso seguiu seu plano de assassinatos até a idade adulta.
  • Anna Liebert / Nina Fortner: Irmã gêmea de Johan, perde suas memórias de infância e com o passar do tempo, e com as revelações da história, volta a se lembrar e tenta deter seu irmão.
  • Detetive Heinrich Lunge: Lunge é um detetive da BKA alemã, é o principal encarregado com o caso do Dr. Tenma. Homem de personalidade forte, não aceita cometer falhas.
  • Dieter: Cuidado pelo Sr. Hartmann, um remanescente de Kinderheim 511, era treinado pra ser a continuação das experiências do orfanato, mas foi salvo dos abusos do Sr. Hartmann por Dr. Tenma, pelo qual desenvolvou grande simpatia.
  • Eva Heinemann: Noiva de Tenma e filha do diretor do hospital. Coloca a culpa de sua vida arruinada em Tenma, por ele ter a deixado para partir à sua busca por Johan. Está constantemnte bêbada e demonstra forte antipatia e carência ao mesmo tempo.
  • Dr. Rudy Gillen: É um psicólogo criminal que estudou na mesma universidade que Dr. Tenma, está constantemente trocando respostas com Dr. Reichwein. Está elaborando uma tese sobre o caso de Johan Liebert.
  • Dr. Julius Reichwein: É um psicólogo, e professor de medicina na universidade de Düsseldorf. Foi professor de Tenma e Gillen na universidade e uniu-se aos dois para desvendar o caso de Johan.
  • Wolfgang Grimmer: É um sobrevivente de Kinderheim 551, foi treinado para ser um espião e viaja ao redor da Alemanha como um jornalista com o objetivo de reunir informações sobre seu passado.
  • Franz Bonaparta / Klaus Poppe / Emil Sebe / Helmuth Voss: É o major que orquestrou o maior mistério da série. Ele é um psiquiatra-neurocirurgião e autor de livros ilustrados para crianças. Trabalhou para a polícia secreta da Tchecoslováquia conduzindo experimentos a respeito da personalidade de crianças na Mansão da Rosa Vermelha.

Secundários[editar | editar código-fonte]

  • Diretor Heinemann: Pai de Eva Heinemann, diretor do hospital e homem pelo qual fez Tenma se questionar de seu verdadeiro objetivo em ser um médico.
  • Dr. Becker: Colega de trabalho de Tenma que está constantemente lhe propondo para deixar um pouco seu trabalho e sair arrumar uma namorada.
  • "Baby": Líder da organização neo-nazista na Alemanha, Baby apenas conhecido por esse apelido, convida Johan para se tornar "o próximo Führer", e tem laços com a organização secreta de Peter Chapek, Helmut Wolf e Gunther Goedelitz.
  • Adolf Heinhart / Roberto: Principal subordinado de Johan, no qual desenvolve uma grande admiração pelo mesmo.
  • Karl Neuman: É um estudante da universidade de Munique. Filho da prostituta Margot Langer, Karl passou a maior parte de sua vida em famílias adotivas, até começar a ser voluntário para ir ler histórias ao ricaço Hans Georg Schuwald e descobre que ele é seu pai. Consegue provar seu parentesco com a ajuda de Johan.
  • Lotte Frank: Amiga de Karl e Nina, garota dedicada aos estudos e sente atração emocional por Karl, no qual o ajuda coletando informações sobre Margot Langer.
  • Hans Georg Schuwald: Também conhecido como "O Vampiro de Bayern", é uma figura importante para os negócios financeiros na Bavária. Um dos homens mais ricos da Alemanha, consegue controlar a economia do país inteiro sozinho.
  • Helenka Novakova / Margot Langer: Mãe de Karl, e amante de Hans Georg Schuwald. Era a melhor amiga da mãe Johan e Anna, na qual atravessaram juntas a fronteira da Tchecoslováquia até a Alemanha.
  • General Helmut Wolf: Uma das únicas pessoas que assistiu Johan crescer sem ser morto por ele. Tentou moldar a personalidade de Johan para tal se tornar o novo "o próximo Führer".
  • Richard Braun: É um detetive que está combatendo seu vício em bebidas alcoólicas através da terapia do Dr. Reichwein. Ele investiga o suícidio de um jovem que estava se passando por filho do Sr. Schuwald, e acaba descobrindo pistas importantes para o caso dos assassinatos na Alemanha que foram orquestrados por Johan, também descobre a verdade por trás de Johan.
  • Christoph Sievernich: Conhecido como o discípulo de Johan, por ter sobrevivido ao Kinherheim 511 junto com Johan, no qual lhe falou de seu plano.
  • Detetive Jan Suk: É um detetive que trabalha para a polícia de Praga. Tenta ajudar Dr. Tenma e Grimmer a provar a inocência de Tenma.
  • Peter Čhapek: Um dos principais membros da organização que está tentando conduzir Johan a se tornar o novo líder do mundo. Foi um dos principais membros da Mansão da Rosa Vermelha e braço direito de Franz Bonaparta.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre mangá e anime é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.