Mumble

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mumble
Logótipo
Captura de tela
Desenvolvedor Thorvald Natvig
Modelo do desenvolvimento Software Livre
Versão estável 1.2.5 (5 de fevereiro de 2014; há 45 semanas e 3 dias)
Idioma(s) Multilíngue (português)
Escrito em C++ (Qt)
Sistema operativo GNU/Linux, Mac OS X, iOS, Android[1] Microsoft Windows
Gênero(s) Cliente e servidor VoIP
Licença Nova licença BSD
Estado do desenvolvimento Ativo
Página oficial www.mumble.info (em inglês)., acessado pela última vez há 217 semanas e 6 dias

O Mumble é um programa aplicativo de voz sobre IP criado para ser usado principalmente por gamers, e seu funcionamento é similar a outros programas como TeamSpeak e Ventrilo.

Ele adota a arquitetura cliente-servidor, que permite aos usuários conversarem entre si através do mesmo servidor.[2]

O Mumble é um software livre, é multiplataforma, e é liberado sob os termos da nova licença BSD.

O Mumble possui uma interface administrativa muito clara, e grande parte dos esforços de engenharia são focados na qualidade de som e na baixa latência. Em adição a isso toda a comunicação é criptografada para assegurar a privacidade dos usuários. [3]

Desde a versão 1.1.7, o Mumble tem suporte nativo para o visor LCD do teclado Logitech G15.

Hierarquia de canais[editar | editar código-fonte]

Um servidor Mumble (chamado Murmur) possui um canal Raíz, com uma estrutura em árvore hierárquica de canais. Usuários podem vincular canais para criar grandes canais virtuais temporários. Isto é útil durante eventos maiores, nos quais um pequeno grupo de usuários pode conversar em um canal, mas estão vinculados a um canal comum com outros usuários para ouvir anúncios. Ele também é um recurso bastante útil em jogos de tiro em primeira pessoa com times. Cada canal possui um conjunto de grupos associados e listas de controle de acesso que controlam as permissões dos usuários. O sistema é capaz de atender cenários únicos e imensamente diversos, ao custo de complexidade adicionada à configuração.[4]

Qualidade do som[editar | editar código-fonte]

O Mumble usa o Speex não só como um codec de voz, mas também para controle automático de ganho e redução de ruídos. A partir da versão 1.2 o CELT também é suportado[3] . O Mumble é otimizado para baixa latência, resultando em uma comunicação mais veloz. O Mumble incorpora anulação de ecos, que permite o uso de alto-falantes assim como fones de ouvido. Além disso o mumble implementa o recurso de áudio posicional, e portanto precisa apenas da posição relativa de outros jogadores. Isso permite que os jogos sejam suportados através de complementos, é o caso do Call of Duty no Windows[5] , e de maneira análoga outro complemento possibilita o mesmo no Minecraft[6] .

Sobreimpressão[editar | editar código-fonte]

Há uma sobreimpressão integrada para uso em jogos.[3] A sobreimpressão mostra quem está falando e o que está vinculado ao canal em que eles estão. Desde a versão 1.0, usuários podem enviar seus próprios avatares para os representar na sobreimpressão, criando uma experiência totalmente personalizada. Desde a versão 1.2, a sobreimpressão funciona com a maioria dos jogos Direct3D 9 e OpenGL no Windows, e possui funcionalidades OpenGL para o GNU/Linux e o Mac OS X. Com a versão 1.2.0, suporte ao Direct3D 10 foi liberado.[7] Suporte a jogos com DirectX 11 está planejado,[8] mas o gerente de projeto encarregado da sobreimpressão não possui acesso a hardware compatível para testes.

Áudio posicional[editar | editar código-fonte]

Para alguns jogos o Mumble pode permitir que você escute as pessoas que estão jogando com você pela posição deles no jogo.[3] Isto não inclui só o senso de direção, mas também da distância.

Para conseguir este resultado, o Mumble envia sua própria posição no jogo para jogadores no mesmo jogo em cada pacote de áudio. Há dois modos a partir dos quais o Mumble pode conseguir a informação necessária para isto: ele pode ler as informações direto da memória do jogo, que é o modo que a maioria dos jogos usam atualmente; ou os jogos podem fornecê-la eles mesmos através de uma interface chamada complemento de vinculação.

O complemento de vinculação oferece aos jogos um método para expor as informações necessárias para próprios áudios posicionais ao incluir uma pequena parcela de código-fonte fornecida pelo projeto do Mumble[9] . Até este ponto esta interface é usada por jogos livres, uma vez que eles estão mais dispostos a incluir tais modificações em seu código.

Uma lista dos jogos suportados pelo sistema de áudio posicional pode ser encontrada no sítio oficial.

Integração com o servidor[editar | editar código-fonte]

O Mumble é projetado para adaptar-se a estruturas tecnológicas e sociais. E por isso, o servidor é totalmente controlável remotamente através do protocolo Ice.[10] Usuários, Canais e também instâncias de servidores virtuais podem ser manipuladas. O projeto oferece inúmeros roteiros de exemplo, ilustrando as capacidades da interface[11] assim como vários roteiros pré-fabricados fornecendo recursos como autenticação de usuários de base de dados existentes de instalações do phpBB ou do Simple Machines Forum[12] . O servidor murmur utiliza por padrão a porta 64738 TCP e UDP.

Uma implementação alternativa minimalista do servidor-mumble se chama uMurmur.[13] A intenção é que ela seja instalado em sistemas embarcados com recursos limitados, como por exemplo, pontos de acesso residenciais rodando OpenWrt[14]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]