Nanuque

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Nanuque
"Nanuquera"
"Capital das Três Fronteiras"
"Cidade das Montanhas de Pedra"
"Morador da serra"
"Bugre de cabelos lisos e negros
"
Pedra do Fritz, Serra dos Aimorés, Pedra Presidente Bueno, Rio Mucuri, Cidade de Nanuque, Lagoa dos Namorados

Pedra do Fritz, Serra dos Aimorés, Pedra Presidente Bueno, Rio Mucuri, Cidade de Nanuque, Lagoa dos Namorados
Bandeira de Nanuque
Brasão de Nanuque
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 27 de dezembro de 1948
Emancipação 27 de dezembro de 1948
Gentílico nanuquense
Lema Renascendo todo dia
CEP 39860-000
Prefeito(a) Ramon Ferraz Miranda [1] (PSL)
(2013–2016)
Localização
Localização de Nanuque
Localização de Nanuque em Minas Gerais
Nanuque está localizado em: Brasil
Nanuque
Localização de Nanuque no Brasil
17° 50' 20" S 40° 21' 14" O17° 50' 20" S 40° 21' 14" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Vale do Mucuri IBGE/2013[2]
Microrregião Nanuque IBGE/2013[2]
Municípios limítrofes Norte: Medeiros Neto (BA), Lajedão (BA);
Oeste: Carlos Chagas (MG);
Sul: Montanha (ES), Mucurici (ES) e Ecoporanga (ES);
Leste: Mucuri (BA);
Nordeste: Serra dos Aimorés (MG).
Distância até a capital 640 km
Características geográficas
Área 1 515,370 km² [3]
Distritos Vila Pereira e Sede[4]
População 41 876 hab. estatísticas IBGE/2013[5]
Densidade 27,63 hab./km²
Altitude 438 m
Clima tropical Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,701 alto PNUD/2010[6]
PIB R$ 432 587 mil IBGE/2010[7]
PIB per capita R$ 10 598,47 IBGE/2010[8]
Página oficial
Prefeitura www.nanuque.mg.gov.br
Câmara www.camarananuque.com.br

Nanuque é um município brasileiro do estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país, pertencente à Mesorregião do Vale do Mucuri e à Microrregião de Nanuque. Sua população estimada em 2013 era de 41 876 habitantes.[5]

O relevo é constituído pela paisagem de inselbergs e de mares de morros,[9] tendo a Serra dos Aimorés como predominante característico. [10] Considerada a 78ª cidade mais populosa do estado, a 2ª do nordeste mineiro e a 1ª de sua microrregião,[11] com 40.834 habitantes segundo censo de 2010. De acordo com o DENATRAN sua frota é de 17.782 veículos automotores.[12] Como pólo regional de dez municípios, sua microrregião somam 116.545 habitantes e área total de 8.471,872 km². Nanuque, cortada pela rodovia do boi (BR-418), é referência por ser rota para o litoral norte do estado do Espírito Santo pela rodovia estadual LMG-719 e para o litoral sul do estado da Bahia pela então rodovia federal BR-418, por isso a cidade é considerada pela ANTT a 9ª do Estado de Minas Gerais com o maior fluxo rodoviário e a 47ª em relação ao país [13] . Nanuque está 640 km à nordeste da capital estadual Belo Horizonte e 1257 km ao sudeste da capital federal Brasília.[14]

Nanuque é uma cidade turística pertencente ao Circuito das Pedras Preciosas, [15] caracterizada por suas montanhas elevadas da Serra dos Aimorés, como a Pedra do Fritz, que é considerada o maior ponto para a prática de base jump do país, além da canoagem pelo rio Mucuri e a escalada da Pedra Presidente Bueno. [16] Em seu meio urbano, Nanuque oferece excelentes e variadas hospedagens em hotéis, restaurantes com o melhor da culinária mineira, além de praças, lagos e a hospitalidade do interior de minas.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Numa aventura pela terra, céu e água, Nanuque se destaca como um point turístico de aventura brasileiro, harmoniando os elementos da natureza, locais desafiadores e uma vista de rara beleza, onde os turistas podem desafiar seus próprios limites.

Cidade de Nanuque e a Serra dos Aimorés ao fundo

Dentre os pontos turísticos naturais estão a Serra dos Aimorés, onde pode ser visto os limites de três estados subindo na Pedra do Fritz, que fica a 25 km do centro de Nanuque e possui aproximadamente mil metros de altitude, sendo o maior ponto de montanhismo do nordeste de Minas Gerais, avistando de lá as belezas mineiras, capixabas e baianas num raio de 360º. O fritz é um local perfeito para a prática de alguns esportes como o paraquedismo de montanha e escalada, que requer um bom preparo físico e conhecimento do local. [17]


Barragem de Santa Clara no rio Mucuri

A cidade também possui a Pedra Presidente Bueno, com uma deslumbrante vista para a cidade, e o rio Mucuri, um bom local para a prática de canoagem.

Pedra do Fritz na Serra dos Aimorés - Nanuque/MG

Dentre os pontos turísticos construídos estão a Barragem de Santa Clara no Rio Mucuri, próximo a Usina Hidrelétrica de Santa Clara, a Lagoa dos Namorados no Bairro Israel Pinheiro, Praça Américo Machado (Gurilândia), em frente a Prefeitura, Ponte Magalhães Pinto na área Central, com vista para a Pedra do Bueno, Rio Mucuri e a popular Árvore das Garças.

Vista da Serra Mineira dos Aimorés

História[editar | editar código-fonte]

A região que compreende como Vale do Mucuri começou a ser desbravada no decorrer do século XVI, em expedições que tinham como objetivo encontrar ouro e diamante, porém somente em 1853 é que chega ao lugar a chamada "Companhia de Comércio e Navegação do Mucuri", que tinha objetivo de povoar a região e era comandada por Teófilo Ottoni.

Teófilo Benedito Ottoni sonhava com que Minas Gerais pudesse ter um pedacinho do litoral brasileiro e por isso criou a via ferroviária conhecida como Estrada de Ferro Bahia e Minas, que ligava a cidade de Araçuaí, em Minas Gerais, até Caravelas, no estado da Bahia[18] transportando cargas de madeira, visando o crescimento e desenvolvimento regional. Mas seu sonho não se concretizou, o Estado da Bahia resolveu tomar posse das terras onde hoje é considerado como o sul deste estado e Minas perdeu definitivamente um lugar próximo ao oceano.

Nanuque, antigo distrito de Carlos Chagas, foi fundada em 1923 (denominado Indiana até 1943), sendo elevado a categoria de município em 27 de dezembro de 1948 pela Lei n° 336.

Em Nanuque "bugre de cabelos negros" na definição de seu nome, já teve seus momentos de forte economia no setor madeireiro, com grandes empresas do ramo como a Brasil-Holanda que desfrutava de toda a madeira da região.[4]

Em meio ao crescimento acelerado de cidades próximas como Teófilo Otoni e Teixeira de Freitas e ao grande número de nanuquenses se deslocando para os grandes centros urbanos do país como São Paulo, Belo Horizonte e Vitória, a cidade foi perdendo mercado e importância regional.

Bairros e regiões[editar | editar código-fonte]

Bairros e regiões

  • Região Central: Centro, Feirinha, Vila Operária, Centro(Praça Francelino Francisco), Jardim Pedra Negra.
  • Região Norte: Sete de Setembro, Vista Linda, Santa Helena.
  • Região Sul: Vila Nova, Jardim Amendoeiras, Céu Aberto, Nações Unidas, Jardim Alvorada, Nak Nuk, Conjunto Tiradentes, Jardim das Acácias.
  • Região Oeste: Vila Esperança, Nossa Senhora de Fátima (Reta), Romilda Ruas, Stella Matutina.
  • Região Sudoeste: Espírito Santo (Caic), Alziro Zarur, Getúlio Vargas.
  • Região Noroeste: Israel Pinheiro, U.D.R., U.D.R (II), Izadélfia Ferraz de Brito, Jardim Novo Horizonte.
  • Região Leste: Laticínios, Cruzeiro, São Geraldo (Campinho).

Principais vias[editar | editar código-fonte]

Dentre suas principais ruas, avenidas e rodovias estão:

  • Avenida Santos Dumont (Zona Comercial - Centro)
  • Avenida Geraldo Romano (Sedes Governamentais e Administrativas - Liga o Centro ao Bairro Novo Horizonte)
  • Avenida Mucuri (Liga o Centro ao Bairro Laticínios)
  • Avenida Belo Horizonte (Zona Hoteleira - Liga o Centro ao Bairro Romilda Ruas)
  • Avenida Brasil (Zona comercial - Vila Nova)
  • Avenida Anhanguera (Vila Esperança)
  • Avenida Nanuque (Vila Nova)
  • Rua Lagoa Santa (Getúlio Vargas)
  • Rua Pedra Azul (Liga o Centro ao Bairro da Feirinha)
  • Rua Águas Formosas (Liga o Centro ao Bairro Vila Nova)
  • Rua São João del-Rei (Consultórios Médicos, locais de entretenimento e comércio - Centro)
  • Rua São Lourenço (Zona Comercial do Centro)
  • Rua Pouso Alegre (Zona Comercial do Bairro da Feirinha)
  • Rua Caxambu (Centro)
  • Rodovia federal BR-418
  • Rodovia estadual de ligação LMG719 (Ligação à divisa de MG/ES)

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia nanuquense gira em torno da pecuária e agricultura como pontos relevantes, com empresa do ramo frigorífico e de destilaria de álcool e açúcar. Nanuque possui 7 instituições financeiras operantes:

  • Banco Bradesco
  • Banco do Brasil
  • Caixa Econômica Federal
  • Banco Santander
  • Banestes
  • Sicoob Credinorte
  • Banco Itaú

Educação[editar | editar código-fonte]

Nanuque possui as seguintes instutições de ensino superior:

Terminais[editar | editar código-fonte]

  • Terminal Rodoviário Hugo S. Duarte - Embarque e desembarque de passageiros de diversos locais do país
  • Aeroporto de Nanuque (Jorge Schieber) - Aeroporto regional da divisa de Minas com BA e ES

Filhos ilustres[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Eleições 2012 (7 de outubro de 2012). Eleições 2012. Arquivado do original em 4 de dezembro de 2013. Página visitada em 15 de dezembro de 2013.
  2. a b Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais (19 de julho de 2013). Divisão Territorial do Brasil. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Página visitada em 4 de dezembro de 2013.
  3. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Arquivado do original em 9 de novembro de 2011. Página visitada em 5 de dezembro de 2010.
  4. a b Enciclopédia dos Municípios Brasileiros (2007). Nanuque - Histórico. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Arquivado do original em 19 de junho de 2012. Página visitada em 19 de junho de 2012.
  5. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1º de julho de 2013). Estimativas da população residente nos municípios brasileiros com data em 1º de julho de 2013. Arquivado do original em 9 de setembro de 2013. Página visitada em 9 de setembro de 2013.
  6. Atlas do Desenvolvimento Humano (29 de julho de 2013). Ranking IDH-M Municípios 2010. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Arquivado do original em 4 de dezembro de 2013. Página visitada em 4 de dezembro de 2013.
  7. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2010). Produto Interno Bruto dos Municípios - 2010 » PIB a preços correntes » Comparação entre os Municípios: Minas Gerais. Arquivado do original em 9 de setembro de 2013. Página visitada em 9 de setembro de 2013.
  8. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2010). Produto Interno Bruto dos Municípios - 2010 » PIB a preços correntes » Comparação entre os Municípios: Minas Gerais. Arquivado do original em 9 de setembro de 2013. Página visitada em 9 de setembro de 2013.
  9. Geografia e Relevo de Nanuque, CERQUEIRA NETO, Sebastião Pinheiro Gonçalves de. Contribuição ao estudo geográfico do Município de Nanuque- MG. 2001. 104 f. Dissertação (Mestrado)-Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2001.
  10. A Serra dos Aimorés, NANUQUE Mapa e Geografia - ed. 1983 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE.
  11. Cidades do Brasil por população, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE, 2013.
  12. Frota de veículos em Nanuque, Ministério das Cidades, Departamento Nacional de Trânsito - DENATRAN - 2012.
  13. Fluxo rodoviário de cidades do Brasil, Cidades Brasileiras quanto ao fluxo rodoviário - Agência Nacional de Transportes Terrestres ANTT, 2007.
  14. Distância de Nanuque e Brasília, Distância de condução entre Nanuque e Brasília.
  15. Circuito Turístico das Pedras Preciosas, Associação do Circuito Turístico Pedras Preciosas - CPP.
  16. Circuito Pedras Preciosas, Circuitos Turísticos - Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais.
  17. Nanuque, descrição turística, Circuito Turístico das Pedras Preciosas de Minas Gerais - Descrição sobre o turismo em Nanuque.
  18. DECRETO N. 523 - DE 26 DE JUNHO DE 1890. Senado Federal do Brasil. Página visitada em 17 de janeiro de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]