Partido Democrático (Itália)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Partido Democrático (em italiano: Partito Democratico, PD) é um partido político de centro-esquerda da Itália fundado em 14 de outubro de 2007 a partir da fusão de diversos partidos de centro e esquerda que fizeram parte da coalizão eleitoral L'Unione nas eleições de 2006. Vários partidos se fundiram no PD, mas seu grosso de seus membros integravam os partidos Democratas de Esquerda e La Margherita - Democrazia è Libertà. Em abril de 2013 o PD se firmou como partido de centro ao aliar-se ao Povo da Liberdade (PDL) de Silvio Berlusconi para formar uma grande coalizão sob o comando de Enrico Letta, irritando vários de seus membros e fazendo-os rasgar suas carteiras de filiados. Faz parte do Partido Socialista Europeu.

O primeiro líder do PD foi Walter Veltroni, eleito em eleições primárias abertas à participação do público em geral (e não apenas de filiados). Após liderar o partido durante várias derrotas eleitorais, a mais recente delas sendo as eleições regionais de Sardenha, Veltroni renunciou ao cargo de líder em 17 de fevereiro de 2009. A assembleia constituinte do PD se reuniu em 21 de fevereiro e elegeu Dario Franceschini como o secretário do partido. Posteriormente, em 25 de outubro de 2009, Pier Luigi Bersani, ex-Ministro da Indústria e dos Transportes no primeiro governo de Romano Prodi e do Desenvolvimento Econômico no governo de 2006, foi eleito para o cargo de secretário.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre política, partidos políticos ou um político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.