Pavilhões Britânicos (vexilologia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Pavilhão Branco, usado pela Marinha Real Britânica
O Pavilhão Azul, usado pelo Estado
O Pavilhão Vermelho, para uso civil

Os Pavilhões Britânicos são utilizados por embarcações e por aeronaves; do Reino Unido, seus territórios ultramarinos e por algumas nações da Commonwealth.

De acordo com a lei marítima Britânica o pavilhão adequado para um navio Britânico é uma das diversas bandeiras de campo azul, vermelho ou branco, com a Bandeira da União no cantão, conhecidas como os pavilhões azuis, vermelhos e brancos respectivamente.

Fora da esfera náutica há também algumas bandeiras que seguem o modelo dos pavilhões azuis, vermelhos e brancos, mas com cores menos usuais; os pavilhões aéreos azul-céu civil e da Força Aérea Real.

Os pavilhões brancos correntes incorporam a Cruz de São Jorge; pavilhões brancos com emblema incluem a bandeira do Território Britânico da Antártica.

A bandeira da União (também conhecida como Union Jack) deve ser hasteada como jaque apenas pelos navios da Marinha Real Britânica quando ancorados, em curso, ou quando está a bordo o Monarca ou o Almirante da Frota. A Bandeira da União também pode significar que um tribunal de guerra está em curso.

Curiosamente, o uso da Bandeira da União como pavilhão numa embarcação civil é ilegal desde o dia em que Carlos I da Inglaterra ordenou que o seu uso fosse restrito aos navios de Sua Majestade no Século XVII, devido ao seu uso não-autorizado por navegadores mercantis que evitavam pagar os impostos dos portos, passando como vasos Reais.

Outros pavilhões[editar | editar código-fonte]

Os pavilhões civil e da Força Aérea do Reino Unido, são de um azul-céu com a Bandeira da União ao cantão. O pavilhão civil é carregado com uma cruz azul escura contornada de branco, enquanto que o pavilhão da Força Aérea é carregado com a insígnia de nacionalidade. Também as bandeiras de Tuvalu e a das Ilhas Fiji são pavilhões de azul-céu carregados.


As bandeiras da Companhia Britânica das Índias Orientais e a Bandeira da Grande União (colónias Americanas) eram de um fundo listado de vermelho e branco, tendo no cantão a Cruz de São Jorge e a Bandeira da União (antes da inclusão da Cruz de São Patrício da Irlanda), respectivamente. A bandeira do Havai é um Pavilhão Britânico com um fundo listado de branco, vermelho e azul.


Há dois pavilhões "amarelos" em uso no Pacífico Sul, ambos carregados com a Crux. A bandeira pessoal do Governador de Victoria, Austrália, é a bandeira de Victoria com um fundo amarelo em vez de azul escuro. A bandeira de Niue, uma dependência auto-governativa da Nova Zelândia é também um pavilhão amarelo. Esse pavilhão apresenta ainda a Bandeira da União no cantão com a Crux modificada.


Há também algumas provas da existência de Pavilhões Verdes na Irlanda Britânica, carregados com uma harpa Irlandesa dourada no batente. Não é clara a utilização destes pavilhões.


A bandeira do Território Britânico da Antártica é de um campo branco carregado com o emblema do território, enquanto que a bandeira do Território Britânico do Oceano Índico um campo listas onduladas azuis e brancas, também carregado.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre vexilologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.