Pedro Nikolaevich da Rússia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pedro Nikolaevich
Grão-Duque da Rússia
Pjotr NyikolajevicsRomanov.jpg
Grão-duque Pedro Nikolaevich
Governo
Consorte Princesa Milica de Montenegro
Casa Real Romanov
Vida
Nascimento 10 de Janeiro de 1864
São Petersburgo, Flag of Russia.svg Império Russo
Morte 17 de janeiro de 1931 (67 anos)
Antibes, Flag of France.svg França
Filhos
  • Princesa Marina Petrovna da Rússia (1892-1981)
  • Príncipe Romano Petrovich da Rússia (1896-1978)
  • Princesa Nádia Petrovna da Rússia (1898-1988)
  • Princesa Sofia Petrovna da Rússia (1898-1898)
Pai Nicolau Nikolaevich da Rússia (1831-1891)
Mãe Alexandra de Oldemburgo (1838-1900)

Sua Alteza, o Grão-duque Pedro Nikolaevich da Rússia (10 de Janeiro de 1864 - 17 de Janeiro de 1931) foi o segundo filho do Grão-duque Nicolau Nikolaevich da Rússia (1831-1891) e da sua esposa, a Princesa Alexandra de Oldemburgo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Pedro Nikolaevich nasceu em São Petersburgo. Como costume para todos os Grão-duques russos, ele serviu no exército russo como Tenente e Sub-General.

No dia 26 de Julho de 1889, casou-se com a Princesa Milica de Montenegro (1866-1951), filha do rei Nicolau I de Montenegro (1841-1921). O casal teve quatro filhos:

Em 1907, o seu irmão mais velho, o Grão-duque Nicolau Nikolaevich (1856-1929) casou-se com a irmã da sua esposa, a Princesa Anastásia de Montenegro (1868-1935), conhecida por "Stana". Os dois casais eram muito influentes socialmente na corte russa dos inícios do século XX e os quatro tinham uma fascinação conjunta pelo ocultismo. Acredita-se que tenham sido eles a introduzir primeiro o místico padre Filipe e, mais tarde, com consequências mais graves, o monge Gregório Rasputine, na corte russa.

O Príncipe Félix Yussupov (1887-1967), vizinho dos casais em Koreiz, descreveu o Palácio de Znamenka, onde Paulo e a esposa habitavam, como "um ponto central do mal". Estas afirmações espalharam-se pela corte que acreditaram nelas firmemente. A Imperatriz Viúva, Maria Feodorovna acreditava que o casal conspirava juntamente com Rasputine e outros membros da família para ganhar influência e favores através da Imperatriz Alexandra Feodorovna. Contudo, em 1914, a própria czarina se referiu a eles como a "família negra" e afirmou sentir-se manipulada por eles.

O casal conseguiu fugir do país durante a Revolução Russa de 1917, instalando-se no sul de França. Foi lá que o Grão-duque Pedro Nikolaevich morreu no dia 17 de Junho de 1931. A sua esposa morreu em Alexandria, no Egipto em Setembro de 1951.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.