Relações entre Coreia do Norte e Irã

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Relações entre Coreia do Norte e Irã
Bandeira da Coreia do Norte   Bandeira do Irã
Mapa indicando localização da Coreia do Norte e do Irã.
  Irã

As relações entre Coreia do Norte e Irão (português europeu) ou Irã (português brasileiro) são descritas como sendo positivas pelas agências oficiais dos dois países. As relações diplomáticas iniciaram após a Revolução Iraniana em 1979 e o estabelecimento de uma República Islâmica. O Irã e a Coreia do Norte possuem um compromisso de cooperação nas esferas educacionais, científicas e culturais, [1] bem como no programa nuclear do Irã.[2] Os Estados Unidos demonstram bastante preocupação com as transações de armas da Coréia do Norte com o Irã, que começou durante década de 1980 com a Coreia do Norte agindo como um terceiro partido em negócios de armas entre o bloco comunista e os iranianos, assim como a venda de armas produzidas internamente para o Irã, e a Coreia do Norte continua a vender mísseis e tecnologia nuclear ao Irã.

A Coreia do Norte e o Irã são os outros dois membros do chamado "Eixo do Mal" - países apresentados pela administração de George W. Bush como pretendentes a adquirir armas de destruição em massa e apoiar o terrorismo - o que levou a grande parte das preocupações dos estadunidenses sobre as relações entre Irã e Coréia do Norte.

O Irã tem uma embaixada em Pyongyang e a Coreia do Norte tem uma embaixada em Teerã.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "Result of Iranian delegation visit to N Korea positive", IRNA, 23 de janeiro de 2007.
  2. Coughlin, Con. "N. Korea helping Iran with nuclear testing", The Daily Telegraph, 26 de janeiro de 2007. Página visitada em 2007-04-24.
Ícone de esboço Este artigo sobre relações internacionais, diplomacia ou sobre um diplomata é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Predefinição:Relações exteriores da Coreia do Norte