Anexo:Lista de personagens de Os Cavaleiros do Zodíaco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Shiryu de Dragão)
Ir para: navegação, pesquisa
Ni hon go2.png Este artigo contém texto em japonês.
Sem suporte multilingual apropriado, você verá interrogações, quadrados ou outros símbolos em vez de kanji ou kana.

Este artigo é composto por uma lista dos personagens mais relevantes da obra Os Cavaleiros do Zodíaco e de de sua continuação canônica Saint Seiya: Next Dimension – O Mito do Rei das Trevas, criadas, escritas e ilustradas por Masami Kurumada.

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O enredo de Os Cavaleiros do Zodíaco começa em 1986 e segue um grupo de cinco guerreiros que lutam em nome da deusa Atena contra deuses malignos que pretendem dominar o mundo. O principal adversário do grupo na primeira fase da obra é o Cavaleiro de Ouro de Gêmeos, que assassinou o representante de Atena e tomou seu posto como líder dos Cavaleiros. Na segunda fase, os Cavaleiros enfrentam o deus dos mares, Poseidon, que, após sequestrar a encarnação mortal de Atena, ameaça submergir o mundo com chuvas incessantes e maremotos para purificá-lo da maldade dos humanos. O oponente seguinte, que surge na terceira fase da obra, é o deus do Mundo Inferior, Hades, inimigo de Atena desde a era mitológica.

Saint Seiya: Next Dimension – O Mito do Rei das Trevas é tanto um precedente quanto uma sequência da obra original e detalha o resultado da guerra santa contra Hades. A história se inicia com Atena buscando o apoio dos deuses do Olimpo e de Chronos para salvar Seiya de Pégaso. Os dois principais antagonistas são as tropas da deusa Ártemis no século XX e a encarnação de Hades no século XVIII. Este é o prenúncio da tão aguardada Saga do Céu, em que Atena e seus Cavaleiros confrontam os deuses do Olimpo encabeçados por Zeus, o rei dos deuses, imaginada por Masami Kurumada como o final de Saint Seiya.

Criação e concepção[editar | editar código-fonte]

Ao desenhar Seiya, Kurumada se inspirou em Ryūji Takane, personagem principal de seu mangá Ring ni Kakero, criado 9 anos antes de Seiya.1

Protagonistas[editar | editar código-fonte]

Saori Kido[editar | editar código-fonte]

(城戸 沙織, Kido Saori?)

Jovem grega adotada pelo milionário Mitsumasa Kido e criada como sua neta. Saori é a reencarnação da deusa Atena no século XX, que sempre retorna à Terra quando a humanidade se encontra ameaçada pelo mal. Inicialmente ignorante de suas origens, Saori começa a planejar seu retorno ao Santuário após descobrir seu passado divino e conta com o apoio dos cinco Cavaleiros de Bronze que também protagonizam a obra.

Seiya de Pégaso[editar | editar código-fonte]

(天馬星座の星矢, Pegasasu no Seiya?)

Seiya é o Cavaleiro de Bronze da constelação de Pégaso e protagonista da série. Órfão, foi separado de sua irmã Seika e forçado a se tornar um Cavaleiro. Após conseguir cumprir tal missão no quartel-general dos Cavaleiros de Atena, o Santuário na Grécia, motivado pela vontade de rever sua irmã, Seiya depois descobre seu destino com um dos guerreiros de Atena, protegendo-a por milênios e renascendo cada vez que a deusa reencarna, para apoiá-la na batalha final contra o mal que consome a Terra. Guerreiro de imenso poder, Seiya alcança a vitória em batalhas aparentemente impossíveis e consegue derrotar até mesmo os deuses Poseidon e Hades, que o deixa preso a uma cadeira de rodas, estado que Atena pretende reverter.

Shiryu de Dragão[editar | editar código-fonte]

(龍星座の紫龍, Doragon no Shiryū?)

Shiryu é, entre os cinco Cavaleiros que acompanham Atena, o mais maduro e sábio. Shiryu treinou no Lushan (Rozan, em japonês) na China para obter a Armadura de Bronze da constelação de Dragão e seu mentor foi o Cavaleiro de Ouro de Libra, o roshi (“velho mestre, em japonês”) Dohko. Sua Armadura é conhecida por possuir surpreendentes propriedades ofensivas e defensivas, nas respectivas formas de punho e escudo. Na versão do Next Dimension Shiryu viaja no tempo com Hyoga na guerra de 243 anos na guerra de Hades.

Hyoga de Cisne[editar | editar código-fonte]

(白鳥座の氷河, Kigunasu no Hyōga?)

Hyoga é um dos personagens principais do mangá de Kurumada. Ele é o Cavaleiro de Bronze da constelação de Cisne e nasceu na Sibéria (Rússia, que na época do lançamento de Saint Seiya era parte da extinta União Soviética), sendo o único dos cinco Cavaleiros de Bronze principais a não ter nascido no Japão. Sua maestria sobre o Cosmo lhe permite criar gelo e neve em temperaturas próximas do zero absoluto, tal fato também cria nele certa arrogância. Sendo cristão ortodoxo, Hyoga guarda consigo o rosário com uma cruz que representa a Cruz do Norte, outro nome para sua constelação protetora, única lembrança deixada por sua mãe antes de morrer.

Shun de Andrômeda[editar | editar código-fonte]

(アンドロメダ星座の瞬, Andoromeda no Shun?)

Shun é o cavaleiro de bronze da constelação de Andrômeda e sua Armadura possui correntes, utilizadas tanto para o ataque quanto para a defesa. Misericordioso e gentil por natureza, Shun prefere resolver conflitos sem derramar sangue, diferente das atitudes que outros Cavaleiros normalmente tomam: enquanto não hesitam em lutar, Shun só se envolve em combate se realmente for necessário ou quando sua quase infinita paciência se esgota. Foi revelado que Shun é o receptáculo de Hades, atado ao deus através do pingente em forma de um pentagrama prateado com a inscrição “Yours Ever” (“Sempre Seu”, em inglês) que ele julgava ter ganhado de sua mãe falecida, mas é salvo pelo sangue de Atena em seu sacrifício. Na versão do mangá, tanto ele como Ikki, seu irmão mais velho, são filhos de Mitsumasa Kido, mas, na versão do anime, vemos os túmulos dos seus pais no Japão. Em Next Dimension, Shun trabalha com Tenma, cavaleiro de Pégaso do passado para salvar Seiya que está sujeito a ser morto pela maldição de Hades.

Ikki de Fênix[editar | editar código-fonte]

(鳳凰星座の一輝, Fenikkusu no Ikki?)

Ikki é o completo oposto de seu irmão Shun: solitário, frio e agressivo. Treinado na Ilha da Rainha da Morte, o então aspirante Cavaleiro da constelação de Fênix é ensinado a cultivar o ódio e chega até mesmo a desejar matar Saori, Tatsumi, Seiya, Shiryu, Hyoga e seu irmão, culpando-os pelo destino que teve. Ikki é um antagonista no início da série, mas logo se regenera e passa a proteger Atena ao lado de Shun e dos demais Cavaleiros de Bronze dos perigos que o grupo enfrenta, porém por conta própria, a fim de poder dar aos inimigos uma falsa ideia de que ele e os demais Cavaleiros de Bronze sejam inimigos. Sempre que Ikki morre ele voltara a vida mais forte, tornando-o praticamente invencivel

Outros Cavaleiros[editar | editar código-fonte]

Personagens secundários[editar | editar código-fonte]

  • Cassios
(カシオス, Kashiosu?)
Aprendiz de Cavaleiro sob a tutela de Shaina de Ofiúco. Durante a batalha final pela posse da Armadura de Pégaso e status de Cavaleiro, Seiya cortou uma de suas orelhas, causando a ira de seu oponente. Cassios sempre teve muito respeito e apreço por Shaina, além de secretamente apaixonado por ela, mas acaba percebendo a atração que sua mestra sente por Seiya. Motivado por isso, ele toma o lugar de Seiya e morre em uma luta contra Aioria de Leão, tentando libertar o Cavaleiro de Ouro do controle do Grande Mestre. Na adaptação em anime, Cassios é também irmão caçula de Docrates, personagem exclusivo da versão.
  • Guilty
(謎の聖闘士 ギルティー, Nazo no Seinto Girutī?)
Mestre de Ikki de Fênix durante seu treinamento na Ilha da Rainha da Morte, também conhecido como Cavaleiro do Diabo, se tornou um ser movido à ódio ao ser submetido ao golpe Satã Imperial de Ares. Duro e implacável, Guilty aplicava métodos brutais no treinamento de Ikki, para forçá-lo a se tornar uma criatura de puro ódio e capaz de vestir a Armadura de Fênix. Guilty foi responsável pela morte de Esmeralda e morreu pelas mãos de Ikki como parte do teste final de seu discípulo, não sem antes revelar para Ikki o segredo de seu nascimento. Kurumada nunca revelou a constelação de Guilty, apesar de ser reconhecidamente um Cavaleiro de Atena.
  • Natassia
(ナターシャ, Natāsha?)
Uma das amantes de Mitsumasa Kido e mãe de Hyoga de Cisne. Após morrer em um naufrágio de navio, seu corpo permaneceu intacto, preservado pelas águas geladas do mar da Sibéria. Ela também é conhecida no mangá e no anime como Mãe de Hyoga (氷河の母親, Hyōga no Māma?).
  • Esmeralda
(エスメラルダ, Esumeraruda?)
Uma escrava da Ilha da Rainha da Morte vendida para um fazendeiro local por apenas três sacas de grãos. Em momentos de delírio causado pelo cruel treinamento, Ikki a confundia com seu irmão Shun, pois ambos tinham semblantes parecidos, exceto pelo gênero e pela cor do cabelo. Ela foi morta por Guilty para forçar Ikki a utilizar o poder do ódio. Ela tem histórico similar no anime, porém no anime ela é filha de Guilty.
  • Kiki
(アッペンデックスの貴鬼, Appendekkusu no Kiki?)
Aprendiz de Mu de Áries. Assim como seu mestre, Kiki tem duas pintas em sua testa no lugar de sobrancelhas e descende do mesmo povo do extinto continente de Mu. Como outros habitantes do Jamir, Kiki detém uma poderosa telecinese. Durante a saga de Poseidon, recebe a missão de entregar a Armadura de Libra aos Cavaleiros de Bronze, e consegue completá-la mesmo arriscando sua vida, chegando a inclusive "lutar" contra um dos Generais Marinas. Na saga de Hades, ele se junta as Cavaleiros de Atena para proteger Seika, a irmã desaparecida de Seiya, das investidas mortais do deus Tânatos. Na série Saint Seiya Omega, ele assume o lugar do seu mestre como Cavaleiro de Ouro de Áries.
  • Jacó
(ヤコフ, Yakofu?)
Um menino da vila Kohoutek da Sibéria e melhor amigo de Hyoga de Cisne. Ele ajuda Hyoga em diversas tarefas domésticas e assume papel importante na história "Kōri no Kuni no Natassia Hen" (O Capítulo de Natassia do País do Gelo). Ajuda Hyoga e Seiya num Filler quando o Mestre de Cristal é controlado pelo Mestre Ares (Saga de Gêmeos) e na saga solo de Hyoga do Blue Graad Natássia do País do Gelo.
  • Mino
(美穂, Miho?)
Amiga de infância de Seiya e monitora do orfanato onde os dois viviam quando crianças, mantido pela Família Kido. Miho é apaixonada por Seiya e representa o ponto de vista das pessoas normais, meras testemunhas e vítimas das batalhas entre os deuses.
  • Mitsumasa Kido
(城戸光政, Kido Mitsumasa?)
Avô adotivo de Saori, que a levou para o Japão após encontrá-la nos braços do moribundo Aiolos de Sagitário na acrópole de Atenas. No mangá, ele é o pai de todos os órfãos enviados pelo mundo para se tornarem Cavaleiros. No anime, ele simplesmente seleciona as crianças do orfanato mantido pela Família Kido. Antes de morrer, conta a Saori a verdade sobre sua origem divina. Ele é o fundador da Fundação Graad, com sede no Japão, mas atuando em todas as partes do mundo.
  • Seika
(星華, Seika?)
Irmã mais velha de Seiya, com quem o rapaz perde contato ao ser enviado para a Grécia em treinamento. Após sua partida, ela viaja o mundo a sua procura. Diversos personagens, inclusive Seiya, acreditavam que Marin, sua mentora, poderia ser Seika. A própria Marin tem um irmão perdido e procura por ele. Seika reaparece na Saga de Hades, em estado de amnésia, após seguir Seiya até a Grécia sozinha, tendo sido salva por um senhor da Vila Rodorio. Foi a voz dela que auxiliou seu irmão na batalha contra Tanatos que fez Seiya criar uma Kamui, que foi capaz de vencer Tanatos.
  • Shunrei
(春麗, Shunrei?)
Shunrei é uma garota órfã, encontrada e criada por Dohko na China. Ela se preocupa muito com Shiryu e suas preces pela proteção do Cavaleiro de Dragão o ajudam em suas lutas mais difíceis, particularmente em seus embates contra Máscara da Morte de Câncer e o trio de Espectros Sylphid de Basilisco, Gordon de Minotauro e Queen de Alraune.

Marinas[editar | editar código-fonte]

(海界, Kaikai?)

Da mesma forma que Atena possui Cavaleiros, Poseidon tem seu próprio exército de guerreiros, os Marinas. Utilizando como base o templo submerso de Poseidon no fundo do Mar Egeu, os Marinas são formados por centenas de soldados rasos e comandados por sete poderosos Generais, cujo Cosmo e Armaduras de Escamas são equivalentes aos de um Cavaleiro de Ouro. A missão destes sete guerreiros é proteger os pilares dos Sete Mares que sustentam o templo de Poseidon. O pilar mais forte é protegido pelo próprio deus.

O deus grego Poseidon é o soberano dos mares. Na história de Kurumada, Poseidon reencarna na Terra no corpo de um membro da família Solo da Grécia, cujo comércio marítimo é o mais poderoso do mundo há gerações, graças às bênçãos do deus dos mares. No século XX, ele escolhe o corpo do mais jovem herdeiro da família, Julian Solo, como avatar e ataca a Terra com chuvas torrenciais e maremotos para eliminar a raça humana, considerada por ele como maléfica e sem o direito de gozar das bênçãos dos deuses. Seu plano é construir uma sociedade utópica após a erradicação dos humanos e se vingar de Atena por ter aprisionado sua alma em uma batalha que havia ocorrido séculos atrás. Para isso, ele prende a deusa em seu templo, mas ela é salva pelos seus Cavaleiros e Poseidon é novamente aprisionado em uma ânfora. Recobrando a consciência, o jovem Julian Solo decide viajar pelo mundo e usar a sua fortuna para diminuir o sofrimento das crianças que ficaram órfãs por causa das ações de Poseidon, tendo ao seu lado Sorrento, então ex-General Marina de Sirena. Posteriormente, Poseidon prova que não é uma entidade tão vil e, retomando brevemente o controle de Julian Solo, ajuda os Cavaleiros de Bronze na saga de Hades enviando a eles as Armaduras de Ouro.
(人魚姫のテティス, Māmeido no Tétisu?)
Uma leal serva de Poseidon, Tétis foi salva por Julian Solo quando ele ainda era uma criança. Na época, Tétis era um belo peixe que ficou preso na praia, mas foi devolvida ao mar por Julian, fato que ela jamais esqueceu e pelo quê lhe foi sempre grata. Durante o ataque de Poseidon contra as forças de Atena, ela age como mediadora entre as duas facções em conflito. Tétis é uma guerreira de média patente, com poder equivalente ao de um Cavaleiro de Prata, pois é superior aos soldados rasos e subordinada aos Generais Marinas. A guerreira não consegue ajudar seus superiores, pois é derrotada por Shaina de Ofiúco. A Amazona poupa sua vida e Tétis consegue salvar Julian Solo em meio ao colapso do templo submerso depois que Atena remove a alma de Poseidon de seu corpo. Tétis se transforma em peixe novamente ao morrer e Julian a devolve ao mar mais uma vez quando a encontra. Na versão do anime, Tétis é uma sereia meio mulher e meio peixe, e aparece nadando livre no mar próximo a Julian desacordado na praia.
  • Marinas sem patente
(雑兵の海闘士, Zōhyō no Marīna?)
A grande maioria do exército de Poseidon, em mais de centenas. Os Marinas sem patente possuem algum nível de controle sobre o Cosmo, pois se valem de força sobre-humana. Acredita-se que tenham um poder equivalente ao de um Cavaleiro de Bronze. Eles também vestem versões mais fracas das Escamas de seus superiores.

Generais Marinas[editar | editar código-fonte]

(海王ポセイドンの海闘士, Kaiō Poseidon no Marīna?)

Os sete guerreiros mais poderosos de Poseidon e comandantes de seu exército. Com poderes similares ou superiores aos de um Cavaleiro de Ouro, os Generais Marinas vestem proteções corporais conhecidas como Escamas. Do mesmo que os Cavaleiros de Atena, os Sete Generais Marinas provem de diferentes partes do globo terrestre, uma forma de mostrar que Poseidon comanda todos os oceanos na Terra.

(海馬のバイアン, Shīhōsu no Baian?)
Nascido no Canadá, Bian era protetor do pilar do Oceano Pacífico Norte, um dos oito que impedem o alagamento do templo de Poseidon. Seiya de Pégaso foi o primeiro a alcançá-lo e num primeiro momento quase foi derrotado. Tempos antes, Seiya havia derrotado o Cavaleiro de Prata Misty de Lagarto, um homem que, assim como Bian, usava correntes de ar como uma barreira impenetrável. Com a experiência desta batalha e sua Armadura fortalecida, Seiya derrota Bian.
(スキュラのイオ, Sukyura no Io?)
Nascido no Chile, o dedicado guardião do pilar do Oceano Pacífico Sul. Com a chegada de Shun de Andrômeda, Io tenta enganar o Cavaleiro com a ilusão de uma jovem mulher. Seu plano não funciona e ambos entram em combate. Io usou ataques similares aos de seis bestas que compõem a criatura Cila da mitologia grega, mas após entender os golpes do inimigo, Shun consegue desenvolver estratégias contra todos eles. Shun poupou a vida de Io após derrotá-lo, mas, enquanto se preparava para destruir o pilar, Io saltou na frente do ataque. Sua tentativa falha e ele acaba morto.
(クリュサオルのクリシュナ, Kuryusaoru no Kurishuna?)
Nascido no Sri Lanka, Krishna era o guardião do pilar do Oceano Índico. Ele utilizava uma lança dourada e poder espiritual derivado da energia chamada Kundalini, semelhante ao Cosmo dos Cavaleiros. O oponente do General Marina de Crisaor foi Shiryu de Dragão. Sua lança se mostrou poderosa demais para Shiryu, até que ele lembra que o espírito da Excalibur descansava em seu braço, herdado do Cavaleiro de Ouro Shura de Capricórnio. Krishna não se abateu e meditou para explodir seu Cosmo ao máximo, lançando um ataque final em Shiryu. O combate acaba com a morte de Krishna, mas Shiryu fica cego. Com a ajuda de Kiki, o Dragão consegue destruir o pilar.
(リュムナデスのカーサ, Ryumunadesu no Kāsa?)
Nascido em Portugal, é conhecido como "caçador de corações" e considerado o Marina mais selvagem, Kasa era o responsável pelo pilar do Oceano Antártico. Kasa protegia o pilar através de técnicas traiçoeiras, pois era capaz de vasculhar o interior do adversário e se disfarçar de algum ente querido. Com suas ilusões, consegue derrotar Seiya, Hyoga e Shun. Porém, quando Ikki surge para enfrentá-lo, não consegue usar seus sentimentos contra o Cavaleiro de Bronze e só encontra um, preso no fundo do seu coração, a lembrança de Esmeralda. Isso enfurece Ikki, que executa o General Marina.
(クラーケンのアイザック, Kurāken no Aizakku?)
Nascido na Rússia, Isaac foi um aprendiz de Cavaleiro de Atena juntamente com Hyoga na Sibéria sob a tutela de Camus de Aquário (na versão do mangá) ou do Cavaleiro de Cristal (na versão do anime), até sofrer um acidente ao salvar Hyoga de um afogamento. Isaac perde um dos olhos e cai no fundo do oceano desacordado, mas o Kraken o salva e o leva para o templo de Poseidon. Lá, ele se torna um General Marina e guardião do pilar do Oceano Ártico. Após o ataque dos Cavaleiros de Bronze ao templo de Poseidon, ele confronta Hyoga e o culpa por tudo o que deu errado em sua vida. Hyoga acaba derrotando o amigo, após muita relutância.
(海魔女のソレント, Seiren no Sorento?)
Nascido na Áustria, sendo o único General Marina a não ter nascido em um país banhado por mares e oceanos, é o guardião do pilar do Oceano Atlântico Sul e talentoso flautista, Sorento de Sirena usa o som de sua música como arma nas batalhas. Durante os ataques de Poseidon, Sorento recebe a missão de eliminar os Cavaleiros de Bronze em coma num hospital. Ele acaba enfrentando Aldebaran de Touro, mas Atena interrompe a batalha e pede que Sorento a leve para encontrar Poseidon, quando é aprisionada pelo deus dos mares. Mais tarde, quando os Cavaleiros invadem o templo, Sorento enfrenta Shun de Andrômeda, que o derrota e destrói seu pilar. Durante os eventos, Sorento desconfiou do General Marina Kanon de Dragão Marinho, acreditando que a ressurreição de Poseidon e a guerra que se seguiu foram resultados de sua ambição. Quando Kanon enfrenta Ikki, as suspeitas de Sorento se confirmam.
(海龍のカノン, Shīdoragon no Kanon?)
Nascido na Grécia, é o irmão gêmeo do Cavaleiro de Ouro de Gêmeos, Saga, Kanon sempre teve atitude oposta a do seu irmão; enquanto Saga pendia a ser bondoso, Kanon agia malignamente e por esse motivo foi encerrado na prisão do Cabo Sounion à beira-mar, abaixo das ruínas de um templo de Poseidon. Várias vezes esteve próximo da morte, porém sempre foi salvo pelo cosmo de Atena. Após várias intrigas com o irmão, Kanon desperta um lado maligno em Saga, ocasionando toda a revolta que o mesmo faz contra o Mestre do Santuário, a tentativa de assassinar Saori ainda bebê e todas as mortes futuras, entre Cavaleiros de Atena e pessoas comuns em todo o mundo. Na prisão, Kanon encontra uma caverna com o tridente de Poseidon, que, ao retirá-lo da rocha, acaba caindo diretamente no templo do deus dos mares no fundo do Mar Egeu. Despertando Poseidon, Kanon finge ser seu General Marina de Dragão Marinho, e acaba enganando o deus. Protegendo o pilar do Atlântico Norte, Kanon luta contra Ikki, quando Sorento, tendo compreendido as suas verdadeiras intenções, surge e o detém para Ikki destruir o sustentáculo.
Por todas as suas ações malignas, Kanon é desacreditado pelos outros cavaleiros de ouro quando afirma se redimir. Porém, após passar pela provação do Cavaleiro de Ouro Milo de Escorpião sem reagir e de proteger o Santuário contra a invasão dos Espectros de Hades, Kanon é perdoado de seus pecados e começa a usar a armadura de ouro que outrora Saga utilizou, a de Gêmeos. Parte com Dohko de Libra ao Mundo dos Mortos e lá enfrenta diversos Espectros, incluindo Radamanthys de Wyvern, um dos três juízes, contra quem Kanon se sacrifica para poder derrotar, pondo fim à sua penitência e sendo uma peça importantíssima na vitória de Atena contra o deus Hades.

Espectros[editar | editar código-fonte]

  • Hades: Inimigo de Atena há diversas guerras santas, Hades retorna no século XX assumindo o corpo do ser humano mais puro da época para enfrentar a deusa da guerra e da paz mais uma vez, liderando o seu exército de Espectros do Mundo dos Mortos. Na batalha final ele precisou voltar a seu corpo original, pois o corpo que ele possuiu foi o do Cavaleiro de Atena Shun de Andrômeda, e este resiste bravamente à possessão. Por fim, é derrotado por Saori e Seiya juntos, ao custo do Cavaleiro de Pégaso quase morrer e ter de viver, a partir de então, preso a uma cadeira de rodas.
  • Pandora: Sua mãe deu à luz a alma de Hades neste mundo, e, após libertar Hipnos e Tânatos de uma caixa mística e testemunhar toda sua família assassinada, ela teve a incumbência dos deuses gêmeos de procurar o ser humano mais puro desta época para o imperador dos mortos possuir. A alemã Pandora descobre ser o pequeno Shun o novo hospedeiro, sem imaginar que futuramente ele se tornaria um dos Cavaleiros de Atena e um dos mais próximos à deusa. Bastante fria e indiferente a tudo, ela parece se apaixonar por Ikki de Fênix, irmão de Shun, pois salva a sua vida e lhe permite ir aos Campos Elíseos atrás de Hades, de Atena e dos companheiros. É a segunda em comando no Mundo dos Mortos, e seu poder está acima inclusive os três juízes, os líderes dos Espectros.

Blue Warriors[editar | editar código-fonte]

(アレクサー, Arekusā?)
Príncipe de Bluegrad e filho de Piotr, Alexer matou o próprio pai na intenção de expandir os domínios do seu reino, mas acaba sendo vencido por Hyoga. Quando Hyoga está prestes a acabar com a luta, Jacó o avisa que Natássia, irmã de Alexer, estava presa no gelo. Hyoga a liberta e parte de Bluegrad, deixando Alexer para trás com vida. Ele ainda lhe pergunta por que Cisne salvou sua irmã e Hyoga responde dizendo que sua mãe tinha o mesmo nome dela, Natássia.
(ピョートル, Pyōtoru?)
Seus incansáveis esforços ajudaram a reconstruir a pequena nação de Bluegrad uma vez devastada. Ele pretendia restaurar o país à sua antiga glória, mas seu filho Alexer queria expandir suas terras invadindo as regiões ensolaradas ao sul. Não vendo alternativa, Piotr bane Alexer de Bluegrad, mas o herdeiro reúne os lendários Guerreiros Azuis e, em seguida, retorna para Bluegrad e assassina Piotr para conduzir o país no seu lugar.
  • Natássia
(ナターシャ, Natāsha?)
Filha mais nova de Piotr de Bluegrad e irmã de Alexer. Depois de libertar Hyoga, preso numa masmorra, ela lhe pede para deter a loucura de Alexer, caso contrário ela se mataria. É libertada por Hyoga quando estava presa no gelo.

Personagens exclusivos do anime[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Kappa Magazine, número 80 (em Japanese). [S.l.: s.n.], 1999.