Soprano ligeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Extensões vocais
Femininas
Soprano
Meio-soprano
Contralto

Masculinas

Contratenor
Tenor
Barítono
Baixo

Outras classificações

Buffos
Vozes brancas
Vozes raras
Vocal gutural

Soprano ligeiro (ou soprano leggero, do original italiano) é o timbre feminino mais leve dos sopranos, cuja emissão se apóia principalmente na ressonância craniana e nas cores claras do som. A voz em geral é doce, leve e de pouco volume, ideal para personagens jovens, alegres e/ou angelicais. A coloração da voz é semelhante à do ultraleggero, mas pode ter mais riqueza e uma coloração mais rica do que a destas. Quase sempre está associada aos papéis de coloratura. Sua tessitura usual é do E4 ao A6.

Na França[editar | editar código-fonte]

É dividido em duas categorias soprano legèr coloraturè ou soprano acutto sffogatto, que é a categoria das vozes mais agudas e acrobáticas como os sopranos legèr e ultralegèr.

Ou a categoria soprano legèr d’operette ou soubrette, que é característico nas operetas francesas: o timbre geralmente é o mesmo, mudando apenas a forma de interpretação e a técnica de canto, e uma extensão aguda fácil e brilhante.

Na Alemanha[editar | editar código-fonte]

É incluída na categoria koloratur soubrette sopran, que inclui os sopranos de coloratura, uma voz realmente brilhante e flexível, com um extenso registro agudo. A principal diferença entre este timbre e o deutsche soubrette é a habilidade para cantar notas extremamente agudas, passagens de coloratura veloz, e possui um som levemente brilhante. Sua afinação facilita a linguagem e a realização hábil desta idêntifica-a com o deutsche soubrette. Papéis típicos para koloratur soubrette são Zerbinette em Ariadne auf Naxos, Blodchen em Die Entführung aus dem Serail, de Mozart; Norina em Don Pasqualle, e Olympia em Les contes d’Hoffmann.

Registros[editar | editar código-fonte]

Registro sobreagudo e agudo[editar | editar código-fonte]

É fácil e leve, embora não bastante intenso e volumoso. Alcança até o A6, e é de fácil execução em legatos, pichetatos, staccatos e, principalmente, em trinados.

Registro central[editar | editar código-fonte]

É fácil e leve, normalmente seco, muita intensidade e uma grande riqueza de cores, se comparada a outras categorias de sopranos.

Registro grave[editar | editar código-fonte]

É fraco, com pouco brilho. Muitas vezes é inexpressivo e de pouca personalidade sonora.

Coloratura[editar | editar código-fonte]

O soprano ligeiro possui grande agilidade e uma esplendida virtuosidade em vocalizes, quase todos os papéis escritos para soprano ligeiro possuem algum tipo de coloratura ou de notas agudas.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Sopranos ligeiros famosas[editar | editar código-fonte]