Suma Teológica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Suma Teológica.
Suma Teológica.

Suma Teológica é o título da obra básica de São Tomás de Aquino, frade, teólogo e santo da Igreja Católica, um corpo de doutrina que se constitui numa das bases da dogmática do catolicismo e considerada uma das principais obras filosóficas da escolástica. Foi escrita entre os anos de 1265 a 1273.

Nesta obra Aquino trata da natureza de Deus, das questões morais e da natureza de Jesus.[1]

Excertos[editar | editar código-fonte]

"Dizemos que Deus não tem nome ou está acima de qualquer denominação, porque a sua essência sobrepuja o que dele inteligimos e exprimimos pela palavra."
"A verdade, considerada como virtude, não é a verdade comum, mas uma certa verdade, pela qual o homem se mostra como é, nas palavras e nas obras. A verdade da vida é aquela pela qual o homem, na sua vida, realiza o fim para o qual foi ordenado pelo intelecto divino..."

Sobre a Suma[editar | editar código-fonte]

A Obra encontra-se dividida em 3 partes, onde se encontram 512 questões.

Cada questão tem perguntas individuais. Estas representam os 2669 capítulos onde estão contidas 1,5 milhões de palavras, 1,5 vezes mais que todas as palavras de Aristóteles (1 milhão), o dobro de todas as palavras conhecidas de Platão.

  • "A todos quantos agora sentem sede da verdade, dizemos-lhes: ide a Tomás de Aquino" (Pio XI, Studiorum Ducem).

Referências

  1. http://afilosofia.no.sapo.pt/10aquino.htm Acesso em 3 de junho de 2007.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikisource-logo.svg Summa Theologiae no Wikisource em inglês.

Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.