The Kid

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
The Kid
O Garoto de Charlot (PT)
O Garoto (BR)
CC The Kid 1921.jpg
 Estados Unidos
1921 • p&b • 101 min 
Direção Charlie Chaplin
Roteiro Charlie Chaplin
Elenco Charlie Chaplin
Edna Purviance
Jackie Coogan
Baby Hathaway
Género comédia dramática
Idioma mudo
Estúdio First Nacional
Página no IMDb (em inglês)

The Kid (br: O Garoto / pt: O Garoto de Charlot) é um filme mudo estadunidense lançado em 1921, do gênero comédia dramática dirigido e estrelado por Charles Chaplin.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme conta a história de um bebê que é abandonado pela mãe que não tem condições de criá-lo e que é encontrado e criado pelo vagabundo. Conforme os anos se passam, o garoto e o vagabundo se tornam uma dupla perfeita, bolando diferentes esquemas para conseguir o dinheiro para seu sustento.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Charles Chaplin .... O vagabundo
  • Edna Purviance .... A mãe
  • Jackie Coogan .... O garoto
  • Baby Hathaway .... O garoto quando era um bebê
  • Carl Miller .... O artista
  • Granville Redmond .... O amigo
  • Tom Wilson .... O policial
  • May White .... A esposa do policial

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Cena de O garoto
  • Uma das cenas mais tocantes do filme se dá quando o vagabundo tenta impedir dois agentes de levarem o garoto, já que o personagem de Chaplin não é seu tutor legal.
  • Alguns atribuem o fato de o filme revelar uma sensibilidade extra na relação entre o vagabundo e o garoto ao fato de o filho recém-nascido de Chaplin ter morrido no começo das gravações.
  • Jackie Coogan se tornou uma das primeiras personalidades infantis da história, recebendo honras de príncipes, presidentes e do próprio papa, durante sua turnê pela Europa.
  • O filme também é considerado um dos primeiros longa-metragens que realmente misturou comédia e drama[carece de fontes?], como a sua abertura já previa: "Um filme com um sorriso, e talvez uma lágrima..." (A picture with a smile, and perhaps a tear...)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]