The Man with the Golden Gun (livro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Man with the Golden Gun
O Homem do Revólver de Ouro
Autor (es) Ian Fleming
Idioma Inglês
País Reino Unido Reino Unido
Género Romance policial, espionagem
Série James Bond
Editora Jonathan Cape
Lançamento 1 de Abril de 1965
Edição portuguesa
Edição brasileira
Editora Editora Globo
Lançamento 1966
Páginas 178
Cronologia
Último
Último
You Only Live Twice
Octopussy and The Living Daylights
Próximo
Próximo

The Man with the Golden Gun (lançado originalmente no Brasil como O Homem do Revólver de Ouro) é o décimo terceiro livro sobre o agente agente secreto britânico James Bond, lançado em 1965 e escrito por Ian Fleming.

O autor falecera em 1964, ano em que saíram seus dois últimos livros finalizados: You Only Live Twice e o infantil Chitty Chitty Bang Bang, além do filme Goldfinger. Na realidade, Fleming faleceu sem terminar o livro, ficando a cargo de Kingsley Amis finalizar a obra. Amis não levou os créditos pela co-autoria deste livro, mas em compensação, escreveu o primeiro livro do agente pós-Fleming, Colonel Sun (1968), sob o pseudônimo de Robert Markham.

Apesar de ser diferente no estilo e menos detalhadas do que todas as outras obras de Fleming, foi um best-seller durante quatro meses na Inglaterra.

Em 1974, foi adaptado como o nono filme da série EON Productions James Bond com Roger Moore como Bond.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Um ano depois de James Bond desaparecer durante uma missão no Japão, ele é dado como morto. Em seguida, um homem que se diz ser Bond, aparece em Londres para encontrar M. Após alguns exames e interrogatórios, a identidade do homem é confirmada, mas, durante sua entrevista de balanço com M, 007 tenta matá-lo com uma pistola de cianeto, a tentativa falha.

O serviço secreto britânico logo descobre que depois da destruição do castelo de Blofeld no Japão, Bond sofreu um ferimento na cabeça e amnésia subseqüente. Tendo vivido como um pescador japonês durante vários meses, 007 viajou para o norte para a União Soviética para saber a sua verdadeira identidade. Mas, ele sofreu uma lavagem cerebral e mandado para voltar à Inglaterra e matar M.

Após passar por um processo contrário à lavagem cerebral, é dada a 007 uma chance de provar seu valor como um membro da seção "00". M atribui-lhe uma missão na Jamaica aparentemente impossível: matar Francisco "Pistolas" Scaramanga, um assassino cubano que se acredita ter matado vários agentes secretos britânicos. Scaramanga também é conhecido como "O Homem do Revólver de Ouro".

Bond localiza Scaramanga em um bordel jamaicano, e consegue tornar-se assistente pessoal temporário de Scaramanga sob o nome de Mark Hazard. Ele descobre que Scaramanga está envolvido com o desenvolvimento de um hotel na ilha com um grupo de investidores, que consiste de num sindicato de gangsters americanos e de agentes do KGB.

Scaramanga e os outros investidores também estão envolvidos em um esquema para desestabilizar os interesses ocidentais na indústria de açúcar do Caribe e aumentar o valor da safra cubana. O grupo também está envolvido no tráfico de drogas nos EUA, contrabando de prostitutas no México para os EUA, e na operação de casinos na Jamaica que vai causar atrito entre os turistas e a população local.

Bond descobre que ele tem um aliado que também está trabalhando disfarçado no resort inacabado. Felix Leiter foi chamado ao serviço da CIA e está trabalhando ostensivamente disfarçado como um engenheiro elétrico.

Scaramanga diz à Bond para controlar os outros bandidos, caso as coisas fiquem desagradáveis e fizesse guarda na porta enquanto ele estiver em reunião privada com os "investidores". No entanto, enquanto escutava uma das reuniões de Scaramanga, Bond descobre que Scaramanga têm planos de eliminar "Mark Hazard", quando o fim de semana acabar.

A identidade de Bond é confirmada por um agente da KGB, Scaramanga faz novos planos para entreter os bandidos e o homem da KGB matando Bond, enquanto eles estão numa excursão de trem. No entanto, Bond consegue virar o jogo com a ajuda de Felix Leiter matando a maioria dos conspiradores.

Scaramanga escapa, ferido, para os pântanos, onde Bond o persegue. 007 encontra Scaramanga e o mantêm na mira de uma arma sem ter coragem de atirar e matar um oponente ferido. Quando ele pergunta se Scaramanga têm últimas palavras, uma mensagem a ser dada a alguém, ou alguém que queira para "cuidar", Scaramanga ri e pergunta à Bond se ele pretende dar-lhe a arma e deixá-lo sozinho para que ele possa matar-se em privado.

No entanto, quando Bond diz à Scaramanga que chegou o momento, Scaramanga pede a oportunidade, como um católico, de fazer uma oração final antes que seja morto. Bond lhe permite fazer isto, Scaramanga aproveita o fato de Bond estar desprevenido e, em seguida, atira com uma garrucha de ouro que ele tinha escondida atrás de seu pescoço. Bond é atingido, mas logo após dispara várias vezes contra Scaramanga, matando-o definitivamente.

A história termina com Bond em companhia de Mary Goodnight, mas com a percepção de que ele nunca será capaz de estabelecer-se com uma mulher por muito tempo.

Personagens Principais[editar | editar código-fonte]

  • James Bond - Um agente do Serviço Secreto Britânico. Ele é designado para encontrar e matar o agente da KGB, Francisco Scaramanga.
  • M - O chefe do Serviço Secreto Britânico que envia Bond em sua missão. Ele é freqüentemente auxiliado por sua secretária Miss Moneypenny e pelo Chefe de Gabinete, Bill Tanner. Pela primeira vez, seu nome completo, Almirante Sir Miles Messervy, é revelado.
  • Francisco Scaramanga - "O Homem do Revólver de Ouro", um assassino empregado por Fidel Castro, ele é conhecido porque usa um revólver banhado a ouro. Ele matou agentes do Serviço Secreto Britânico e oficiais da CIA.
  • Felix Leiter - Um agente da CIA, velho amigo de 007. Ele é enviado para espionar Scaramanga, se disfarçando como um gerente de hotel.
  • Mary Goodnight - Secretária de James Bond quando ele é enviado ao Caribe para encontrar Scaramanga.

Adaptações[editar | editar código-fonte]

Em 1974, a EON Productions fez um filme baseado no romance. No filme, Mary Goodnight é seqüestrada, e também é uma personagem cômica. O domicílio de Scaramanga mudou de Cuba para a China. Assim, o personagem Felix Leiter foi excluído, enquanto Nick-Nack, Andrea Anders e Hai Fat foram adicionados. A tentativa de Bond para matar M no início do romance foi excluída do filme. Além disso, a história do filme não tem nada a ver com a indústria do açúcar, como no romance. No filme, Scaramanga possui uma arma especial banhada à ouro, que é desmontável, seus componentes são uma caneta, cigarreira, isqueiro e abotoaduras. Esta arma é de calibre 4,2 milímetros e dispara balas de ouro maciço.

O romance foi adaptado como uma história em quadrinhos, que foi publicada no jornal britânico Daily Express. A adaptação decorreu de 10 de Janeiro a 10 de Setembro de 1966. A adaptação foi escrita por Jim Lawrence e ilustrada por Yaroslav Horak. As tiras foram reeditadas pela Titan Books no início de 1990 e novamente em 2004 como parte de "The Man with the Golden Gun" que inclui ainda "The Living Daylights".

Esta novela também foi publicada em forma de série na revista Playboy de Abril a Julho de 1965.


Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.