There's No Disgrace Like Home

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Problemas em Casa"
Episódio de The Simpsons
Episódio nº 4
Código de produção 7G04
Estreia original 28 de janeiro de 1990[1]
Escritor(es) Al Jean e Mike Reiss
Diretor(es) Gregg Vanzo
Kent Buttersworth
Temporada 1
Couch gag A Familía senta no sofá e Homer cai para fora dele.
Frase do quadro negro "I will not burp in class"[2] ("Não vou arrotar na classe")
Episódios da 1
Cronologia de episódios de The Simpsons
Último
Último
"Homer's Odyssey"
"Bart the General"
Próximo
Próximo

Problemas em Casa (originalmente There's No Disgrace Like Home) é o quarto episódio da primeira temporada de Os Simpsons. Foi ao ar originalmente na FOX nos Estados Unidos em 28 de Janeiro de 1990.[1] Esse episódio é considerado um pouco precoce por apresentar as personalidades de todos os personagens muito cedo para uma série recorrente. O episódio também é notável por apresentar uma personalidade diferente do que os personagens teriam nas próximas temporadas. Esse episódio foi inspirado na comédia Laurel and Hardy (O Gordo e o Magro) e possui várias referências culturais com os filmes Citizen Kane e Freaks e com a série de televisão Batman.

Produção[editar | editar código-fonte]

O episódio mostra claros sinais de que é um dos primeiros a ser produzido,[3] [4] pois os personagens tem modos de agir muito diferentes do habitual. Lisa por exemplo, se comporta muito mal, diferente do que na maioria dos episódios da série. Senhor Burns, inicialmente era inspirado em Ronald Reagan, mas a ideia dele se parecer com ele foi posteriormente abandonada.[5] A forma de Burns de cumprimentar seus funcionários foi inspirada em Reagan.[5] Esse episódio também marca a primeira vez que Burns disse a frase "solte os cachorros"[3] e a primeira vez que Smithers aparece amarelo, já que no episódio anterior ele foi colorido incorretamente, embora com o cabelo ainda azul. [6] Esse episódio também marca a primeira aparição de Eddie e Lou, embora Lou é amarelo ao invés de negro. O nome Lou foi inspirado no ex-jogador da Major League Baseball, Lou Whitaker.[3] É também a primeira aparição de Marvin Monroe e de Comichão e Coçadinha na série, que só tinham aparecido nos curtas do The Tracey Ullman Show.[1] [3]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Sr. Burns promove um pic-nic com os seus empregados em sua mansão, lá o Homer percebe que sua família não se dá bem como as outras, então decide procurar uma seção de terapia familiar, só que ela custa 500 dólares e o único jeito de ir era vender a TV. Dr. Marvin Monroe submete os Simpsons a uma terapia de choques, colocando-os cada um em um eletrodo, onde eles podem dar choques um nos outros na hora que quiserem. A terapia não acaba saindo com o esperado e acaba causando um blecaute em Springfield. o Dr. Monroe acaba tendo de dar 1,000,00 dólares aos Simpsons já que a propaganda dizia que se não desse certo ele pagaria o dobro.

Referências culturais[editar | editar código-fonte]

A cena em que a família passa o dia na casa de campo do Sr. Burns tem duas referências culturais. A casa de campo se assemelha ao castelo do personagem Charles Foster Kane do filme de 1941, Citizen Kane (Cidadão Kane), dirigido por Orson Welles.[1] Os Simpsons se referem a casa como "a imponente casa de campo de Burns", uma referência a série de TV Batman (série de televisão).[3] Também existem referências ao filme cult de terror de Tod Browning, Freaks.[4] E a terapia de choque lembra muito o filme A Clockwork Orange (Laranja Mecânica) de Stanley Kubrick.[2]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Em um review do DVD da primeira temporada, David B. Grelck deu nota de 2.0/5.0 ao episódio, colocando-o entre o pior da temporada.[7] O episódio ficou em 45° lugar na Nielsen Ratings na semana em que foi ao ar pela primeira vez.[8] Esse episódio foi um dos primeiros a ser exibido na Grã-Bretanha.[1] Foi o primeiro episódio a ser transmitido na BBC em 23 de novembro de 1996, pois os episódios foram exibidos fora de ordem. O episódio foi visto por cerca de 5 milhões de espectadores, o que é uma média ligeiramente inferior a audiência do sitcom Dad's Army que passava anteriormente naquele horário. O episódio também enfrentava a concorrência da série da ABC, Sabrina, the Teenage Witch (BR:Sabrina, a Aprendiz de Feiticeira, PT:Sabrina, a Bruxinha Adolescente).[9]

A cena da terapia de choque aparece no filme de 1990, Die Hard 2 (BR:Duro de Matar 2, PT: Assalto ao Aeroporto)[3]

Referências

  1. a b c d e Warren Martyn; Adrian Wood (2000). There's No Disgrace Like Home BBC. Visitado em 26 de julho de 2009.
  2. a b Richmond, Ray; Antonia Coffman. The Simpsons: A Complete Guide to our Favorite Family. [S.l.]: Harper Collins Publishers, 1997. 20 pp. ISBN 0-00-638898-1.
  3. a b c d e f Al Jean. (2001). Comentários do DVD da Primeira temporada de Os Simpsons - "There's No Disgrace Like Home" [DVD]. 20th Century Fox.
  4. a b Matt Groening. (2001). Comentários do DVD da Primeira temporada de Os Simpsons - "There's No Disgrace Like Home" [DVD]. 20th Century Fox.
  5. a b Reiss, Mike. (2001). Comentários do DVD da Primeira temporada de Os Simpsons - "There's No Disgrace Like Home" [DVD]. 20th Century Fox.
  6. Joe Rhodes. (2000-10-21). "Flash! 24 Simpsons Stars Reveal Themselves". TV Guide.
  7. David B. Grelck (2003). The Simpsons: The Complete First Season WDBG Productions. Visitado em 26 de julho de 2009.
  8. AP. (4 de fevereiro de 1990). "Nielsens": 8. Austin American-Statesman.
  9. Steve Williams; Ian Jones (Março 2005). "THAT IS SO 1991!" Off The Telly. Visitado em 26 de julho de 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]