Thomas Martin Lowry

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde maio de 2010)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Thomas Martin Lowry

Thomas Martin Lowry (Bradford (West Yorkshire), Inglaterra, 26 de Outubro de 1874 - 2 de Novembro de 1936) foi um físico-químico britânico que se notabilizou principalmente por haver formulado idependente, porém simultaneamente, com o colega físico-químico dinamarquês Johannes Nicolaus Brønsted uma nova teoria ácido-base com fundamento em doação/recepção protônica, teoria que veio a receber o nome conjugado de Teoria ácido-base de Brønsted-Lowry.

Vida e obra[editar | editar código-fonte]

Estudou Química sob a direção de Henry Armstrong, tendo-se tornado seu assistente em 1896. Embora os interesses científicos de Armstrong fossem primariamente química orgânica, o então discípulo foi também iniciado no estudo da natureza dos íons em soluções aquosas.

Dois anos mais tarde, descobriu a mutarrotação (de fato, criou esse termo para descrever o fenômeno), ao verificar atividade ótica na molécula da substância nitro-d-cânfora. Ministrou aulas em Westminster Training College de 1906 a 1912, mudando-se depois para a Guy's Hospital Medical School. Tornou-se professor de Química e presidente do Departamento de Química em 1913, tendo sido o primeiro professor em Química numa escola médica londrina. Juntou-se como membro da Royal Society no ano seguinte, e foi, em 1920, o primeiro professor em Físico-química da Universidade de Cambridge.

A teoria protônica ácido-base[editar | editar código-fonte]

Ele estudou as variações de rotação ótica causadas por reações catalizadas por ácidos e/ou por bases que envolviam derívados de cânfora. Isso veio a possibilitar-lhe a formulação do modelo protônico para caracterização de ácidos e bases em 1923 — trabalho que foi idependente, porém simultaneamente desenvolvido também pelo colega físico-químico dinamarquês Johannes Nicolaus Brønsted. O novo conceito, pois, o novo modelo e a nova teoria ácido-base com fundamento em doação/recepção protônica, veio a receber o nome conjugado de Teoria ácido-base de Brønsted-Lowry. Lowry prosseguiu trabalhando em Cambridge até o fim dos seus dias.

Fontes[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]