Tiroteio em Tucson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tiroteio em Tucson (2011)
Local do tiroteio
Local Casas Adobes,Região Metropolitana de Tucson,Arizona,Estados Unidos
Coordenadas 32° 20′ N 110° 58′ W
Data 8 de janeiro de 2011
10 a.m. (-7)
Arma(s) 9mm Glock modelo 19
Mortes 6[1]
Feridos 14[2]

Um tiroteio nas proximidades de Tucson, no Arizona, em 8 de janeiro de 2011, teve vinte pessoas baleadas[3] e seis mortas por um único atirador, em ataque contra os participantes de um evento político. Os alvos do atentado eram a congressista Gabrielle Giffords, do Partido Democrata, e autoridades locais.[4] Entre os mortos, incluem-se o juiz-chefe da Corte Distrital do Arizona, John McCarthy Roll, uma menina de nove anos de idade e um assessor parlamentar de Gabrielle Giffords.[5] Giffords foi baleada na cabeça a curta distância e está em estado grave. O suspeito do crime é Jared Lee Loughner, que foi preso no local e está sendo investigado pelo FBI; segundo a polícia, o suspeito não tem cooperado com as investigações[5] . O último atentado contra um político americano fora a tentativa de assassinato de Ronald Reagan, em março de 1981.[6]

Tiroteio[editar | editar código-fonte]

Placa convoca os cidadãos de Casas Adobes a participar do encontro político, com a presença de Giffords

O tiroteio ocorreu em 8 de janeiro de 2011, pouco depois das 10 horas da manhã. A congressista Gabrielle Giffords estava em uma reunião chamada "O Congresso na sua Esquina" ("Congress on Your Corner"), na qual ela conversou com eleitores[7] em um supermercado em Casas Adobes. De acordo com uma testemunha, aproximadamente 20 a 30 pessoas estavam reunidas em torno de Giffords, quando o pistoleiro chegou e disparou em Giffords no lado da cabeça.[8] [9] Jason Pekau, vizinho do supermercado disse ter ouvido entre 15 e 20 tiros[9] O primeiro tiro foi disparado às 10h 11min.

A primeira chamada feita para a polícia foi atendida às 10h 12min[10] , enquanto esperavam a ambulância, Daniel Hernandez Jr. tapou a ferida de bala na testa de Giffords, para que parasse de sangrar[11] , o médico de Giffords disse que graças a atitude de Hernandez ela está viva[12] [13] [14] O médico David e a enfermeira Nancy Bowman, que estavam fazendo compras no supermercado, socorreram Christina Taylor Green[15] , que morreu no hospital.[4] [2] A polícia chegou ao local às 10h 15min, e os paramédicos chegaram às 10h 16min.[10]

Cinco pessoas foram mortas no local do crime[16] , incluindo o Desembargador John Roll e Gabe Zimmerman.[2] [17] Uma vítima foi transportada para a Northwest Medical Center, enquanto que as outras foram atendidas no Centro Médico da Universidade de Tucson, onde encontra-se internada em estado grave a deputada Gabrielle Giffords.[18]

Alvo do Ataque[editar | editar código-fonte]

Gabrielle Giffords era o alvo dos tiros.

Gabrielle Giffords a princípio era alvo do ataque.[4] Alguns noticiários informaram que inicialmente que Giffords havia sido morta, mas estas declarações foram rapidamente desmentidas.[19] [20] [21] Giffords foi levada para o Centro Médico da Universidade de Tucson em estado grave,[22] [23] embora ela ainda estava consciente e respondia alguns comandos. Após dar entrada no hospital, depois de 38 minutos, Giffords estava em uma cirurgia de emergência, onde os fragmentos ósseos do crânio e uma pequena quantidade de necrose do tecido cerebral foram extraídas pelos médicos.[24] Uma parte do crânio de Giffords foi removido em uma craniotomia para impedir os danos cerebrais causados pelos estilhaços, está em coma induzido, e segundo o Dr. Peter M. Rhee seu estado de saúde é grave.[9]

Vítimas[editar | editar código-fonte]

Mortos[editar | editar código-fonte]

Os mortos são:[25] [9]

  • o juiz John Roll, de 63 anos;
  • Christina Greene, de 9 anos (nascida no dia de outra tragédia, 11 de setembro de 2001[26] );
  • Gabe Zimmerman, de 30 anos;
  • Dorthy Murray, de 76 anos;
  • Dorwin Stoddard, de 76 anos; e
  • Phyllis Scheck, de 79 anos.

Feridos[editar | editar código-fonte]

São 14 feridos[2] , incluindo Giffords e dois membros de sua equipe.[25]

Reações[editar | editar código-fonte]

Presidente Barack Obama fala durante coletiva de imprensa sobre o tiroteio

O presidente Barack Obama declarou que "Nós não temos ainda todas as respostas. O que nós sabemos é que um ato tão sem sentido e terrível de violência não tem lugar em uma sociedade livre. Eu peço a todos os americanos que se unam a mim e Michelle mantendo a congressista Giffords, as vítimas dessa tragédia e suas famílias em nossas orações", e pediu para que os parlamentares "tomem precauções sensatas e prudentes em sua segurança pessoal", declarou o presidente em 8 de janeiro de 2011.[9]



Referências

  1. "Arizona Congresswoman Giffords shot in Tucson" (em inglês) The Arizona Republic. Visitado em 8 de janeiro de 2011.
  2. a b c d "Arizona Congresswoman Giffords shot in Tucson" CNN. Visitado em 9 de janeiro de 2011.
  3. Sheriff: 20 people were shot in Tucson (em inglês). Visitado em 7 de janeiro de 2011.
  4. a b c "Police 'actively pursuing' second person in Tucson shooting" CNN (Janeiro 2011). Visitado em 8 de janeiro de 2011.
  5. a b Marc Lacey, David M. Herszenhorn. "In Attack's Wake, Political Repercussions", The New York Times, 2011-01-09.
  6. "Will the shooting change how politicians deal with the public?" (em inglês) BBC News. Visitado em 9 de janeiro de 2011.
  7. "Safeway Store Closed After Mass Shooting" (em inglês) kpho.com. Visitado em 8 de janeiro de 2011.
  8. "Arizona Congresswoman Giffords shot; doctors 'optimistic' about recovery chances" (em inglês) Azcentral.com.. Visitado em 9 de janeiro de 2011.
  9. a b c d e Deputada ferida por tiro no Arizona consegue se comunicar, diz médico G1. Visitado em 9 de janeiro de 2011.
  10. a b "911 call: "I do believe Gabby Giffords was hit"" Abc15.com.. Visitado em 10 de janeiro de 2011.
  11. "Congresswoman still in critical condition; 2 discharged from hospital after Arizona shooting" (em inglês) Milwaukee Journal Sentinel. Visitado em 10 de janeiro de 2011.
  12. "The Giffords shooting's gay, Hispanic hero" (em inglês) Salon. Visitado em 10 de janeiro de 2011.
  13. "Two gay heroes thwart assassinations -- what a difference 35 years make" (em inglês) Los Angeles Times. Visitado em 10 de janeiro de 2011.
  14. "Heroic Giffords Intern Could Be Asked For Papers Under Arizona Immigration Law" (em inglês) The Huffington Post. Visitado em 10 de janeiro de 2011.
  15. . "Strangers Linked by Tragedy in Tucson Rampage" (em inglês) CBS News. Visitado em 11 de janeiro de 2011.
  16. "Rep. Giffords shot, judge and 5 others killed at Tucson event" (em inglês) Arizona Daily Star. Visitado em 8 de janeiro de 2011.
  17. "Criminal Complaint Against Jared Lee Loughner" (em inglês) The New York Times.
  18. "Gabrielle Giffords Survives Surgery, Doctors 'Optimistic'" (em inglês) The Epoch Times. Visitado em 11 de janeiro de 2011.
  19. "After conflicting reports in Arizona shooting, Sklar, Silverman track media mistakes while NPR explains" (em inglês) Poynter Institute. Visitado em 9 de janeiro de 2011.
  20. "NPR: 'We regret the erroneous news'" (em inglês) Politico. Visitado em 9 de janeiro de 2011.
  21. "Rep. Gabrielle Giffords, D-Ariz., Many Others, Shot; At Least Six Dead" (em inglês) National Public Radio. http://www.npr.org/blogs/thetwo-way/2011/01/08/132764807/rep-gabrielle-giffords-d-ariz-others-reported-wounded-in-shooting.+Visitado em 9 de janeiro de 2011.
  22. "Arizona Congresswoman Giffords shot in Tucson" (em inglês) The Arizona Republic. Visitado em 8 de janeiro de 2011.
  23. "Hospital: Rep. Gabrielle Giffords shot in Tucson rampage; federal judge killed" (em inglês) The Washington Post. Visitado em 9 de janeiro de 2011.
  24. "Doctors see signs of hope for Giffords's recovery" (em inglês) The Washington Post. http://www.washingtonpost.com/wp-dyn/content/article/2011/01/09/AR2011010904439.html.+Visitado em 9 de janeiro de 2011.
  25. a b "Arizona Congresswoman Gabrielle Giffords: The victims" The Arizona Republic. Visitado em 9 de janeiro de 2011.
  26. Menina morta em tiroteio no Arizona nasceu no dia dos ataques ao World Trade Center R7 Notícias (janeiro 2011). Visitado em 9 de janeiro de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikinotícias
O Wikinotícias tem uma ou mais notícias relacionadas com este artigo: US Congresswoman Gabrielle Giffords shot at Arizona supermarket