Vesícula seminal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vesícula seminal
Male anatomy pt.svg
Anatomia masculina
Gray1160.png
Próstata, vesículas seminais e ductos seminais, vistos de frente e por baixo.
Latim vesiculæ seminales
Gray assunto #260 1246
Vascularização Artéria vesical inferior, artéria retal média
Drenagem linfática linfonodos ilíacos externos, linfonodos ilíacos internos
Precursor Wolffian duct
MeSH Seminal+Vesicles

As vesículas seminais (glandulae vesiculosae) ou vesiculares[1] são duas glândulas que produzem um líquido viscoso, o líquido seminal, que vai se misturar à secreção prostática e aos espermatozóides vindos do duto ejaculador, para formar o sêmen. É o local onde se produz a maior quantidade (80%) do líquido seminal. Esse líquido nutre os espermatozóides e facilita sua mobilidade.

Imagens adicionais[editar | editar código-fonte]

Quisto da Vesicula Seminal[editar | editar código-fonte]

Diagnóstico e Implicações[editar | editar código-fonte]

Patologia relativamente frequente. Chamados por quistos congénitos ou adquiridos, na maioria assintomáticos. Ocasionalmente, podem dar origem a complicações infecciosas ou a problemas quanto ejeculação precoce, manifestando-se com sintomatologia semelhante a prostatite, sint. miccionais (irritativos/obstrutivos), dor pélvica ou infertilidade.

Referências

  1. Wilke; W. Lee Wilke, Rowen D. Frandson, Anna Dee Fails. Anatomy and Physiology of Farm Animals (em inglês). [S.l.]: John Wiley and Sons. ISBN 0-8138-1394-8 Página visitada em 06 de setembro de 2013.
Ícone de esboço Este artigo sobre Anatomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.